(Des)alientação dos corpos desviantes: a dialética da in/exclusão e seus desdobramentos no contexto escolar

Vanessa Goes Denardi, Carolline Septimio Limeira, Letícia Carneiro da Conceição

Resumo


Este estudo teórico analisa questões referentes à dialética da in/exclusão e seus desdobramentos no contexto escolar a partir da análise da obra O Alienista, de Machado de Assis. Com base nos conceitos de Foucault (2008; 2012; 2014) acerca da tecnologia política do corpo e materialidade do discurso nas relações de saber e poder, são esquadrinhados os conceitos de in/exclusão, normalização e medicalização dos corpos para fins de enquadramento social. Optou-se por um bricoleur metodológico fazendo uso da obra machadiana para elucidar questões como desvio padrão, saber e poder, exclusão e enquadramento das deformidades do corpo, visto que o personagem principal do conto, Simão Bacamarte, buscava por meio de seus conhecimentos médicos detectar possíveis desvios de condutas sociais. Por fim, entendemos que mesmo diante da diversidade humana ainda persiste a tentativa de (des)alienação e a dialética da in/exclusão no espaço escolar, bem como a segregação de corpos considerados desviantes.


Palavras-chave


educação inclusiva; Machado de Assis; tecnologia política do corpo; in/exclusão.

Texto completo:

PDF

Referências


ARDOINO, Jacques. Abordagem multirreferencial (plural) das situações educativas e formativas. In: BARBOSA, Joaquim Gonçalves (Org.). Multirreferencialidade nas ciências e na educação. São Carlos: EdUFSCar, 1998.

ASSIS, Machado de. O alienista: texto integral. 22. ed. São Paulo: Ática, 1992.

AZEVEDO, Elaine Fasollo. Michel Foucault e "O Alienista" de Machado de Assis. 2009. 52f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2009. Disponível: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/14286/14286.PDF. Acessado em 10/11/2020.

CORBANEZI, Elton Rogério. A episteme (des)silenciadora da loucura. 2006. 149f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Faculdade de Filosofia e Ciências - UNESP/campus de Marília, 2006. Disponível: http://www.observatoriodeseguranca.org/files/monografia_pdf.pdf. Acessado em 10/11/2020.

CORBANEZI, Elton Rogério. Sobre a razão do Mesmo que enuncia a não-razão do Outro: Às voltas com a História da Loucura e O Alienista. 2009. 239f. Dissertação (Mestrado em Ciêcias Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas/SP, 2009. Disponível: http://www.repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/278737/1/Corbanezi_EltonRogerio_M.pdf. Acessado em 10/11/2020.

CUNHA, Luciana. O Alienista: loucura, ciência, linguagem e poder em uma análise pós-estruturalista. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras) - Universidade Estácio de Sá, 2011.

DUARTE, Cristiane Rose de Siqueira; COHEN, Regina. O Ensino da Arquitetura Inclusiva como Ferramenta para a Melhoria da Qualidade de Vida para Todos. In: PROJETAR, 2003. (Org.). Projetar: Desafios e Conquistas da Pesquisa e do Ensino de Projeto. Rio de Janeiro: Virtual Científica, 2003, p. 159-173.

FOUCAULT, Michel. História da loucura. 8 ed. Tradução de José Teixeira Coelho Neto. São Paulo: Perspectiva, 2008.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 2012.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. 24 ed. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Loyola, 2014.

GOMES, Roberto. O alienista: loucura, poder e ciência. Tempo Social: Rev. Sociol. São Paulo, 5 (1-2): 145-160, 1993. Disponível: https://www.revistas.usp.br/ts/article/view/84953/87681. Acessado em 10/11/2020.

HIDALGO, Luciana. Machado de Assis, Lima Barreto e a 'verdade' da loucura. Matraga. Rio de Janeiro, v. 15, p. 140-154, 2008. Disponível: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/matraga/article/download/27891/19965. Acessado em: 10/11/2020.

LIMA, Márcio José Silva. História da loucura na obra “o alienista” de Machado de Assis: discurso, identidades e exclusão no século XIX. CAOS: Revista Eletrônica de Ciências Sociais, v. 1, p. 141-153, 2011. Disponível: https://periodicos.ufpb.br/index.php/caos/article/view/47062/28138. Acessado em 10/11/2020.

LOPES, Maura Corcini. (Im)possibilidades de pensar a inclusão. In: 30ª Reunião anual da ANPED, 2007, Caxambú/MG. ANPED: 30 anos de pesquisa e compromisso social. Rio de Janeiro: Anped, 2007. v. 1. p. 1-16. Disponível: http://30reuniao.anped.org.br/trabalhos/GT15-3203--Int.pdf. Acessado em 10/11/2020.

MELO JUNIOR, Geovane S. O cientificismo e suas relações com o poder no conto “O alienista”: uma análise foucaultiana. Revista Alpha , v. 1, p. 73-80, 2016.

MENEZES, Lucianne Michelle. O alienista: doença mental ou desvio social?. Miscelânea (Assis. Online), v. 7, p. 1-221, 2010. Disponível: http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/download/693/656. Acessado em 10/11/2020.

MIRANDA, Fabiana Ferreira Santos. Sob a máscara da (in)sensatez: loucura e poder em crônicas e contos machadianos. 2009. 110f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.

MOREIRA, Ana Cleide Guedes. BERLINCK, Manoel Tosta. Ironia e melancolia em O alienista de Machado de Assis. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, São Paulo, v. VI, n.2, p. 99-112, 2003. Disponível: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-47142003000200099. Acessado em 10/11/2020.

PERROT, Andrea Czarnobay. Literatura e loucura: a Casa Verde e outras questões n'O Alienista de Machado de Assis. Scripta, Belo Horizonte - MG, v. 03, n.6, 2000, p. 53-60. Disponível: http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10334/11047. Acessado em 10/11/2020.

RODRIGUES, David. Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

ROTTERDAM, Erasmus. Elogio da loucura. 3 ed. Tradução de Alexandra de Brito Mariano. Lisboa: Nova Editora Vega, Edição Bilingue, 2012.

SANDEL, Michael J. Contra a perfeição: Ética na era da engenharia genética. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2013.

SEPTIMIO, Carolline. Acessibilidade física e inclusão no ensino superior: um estudo de caso na Universidade Federal do Pará. 2014. 130f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará. Belém/PA, 2014.

SEPTIMIO, Carolline. Elogio da ignorância e o (não) saber docente na escola inclusiva. 124f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis/SC, 2019.

TEÓFILO, Anna Mayra Araújo. Direito, Literatura e 'O Alienista de Machado de Assis'. 1 ed. São Paulo: Funjab, 2013, v. XXII, p. 268-282.

VEIGA-NETO, Alfredo José. Foucault & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

VEIGA-NETO, Alfredo José; LOPES, Maura Corsini. Inclusão, exclusão, in/exclusão. Verve (PUCSP), v. 20, p. 121-135, 2011. Disponível: https://revistas.pucsp.br/index.php/verve/article/view/14886/11118. Acessado em 10/11/2020.

VIEIRA-MACHADO, Lucyenne Matos da Costa; LOPES, Maura Corsini. Experiências docentes: É possível viver com o outro desde fora da inclusão. (Apresentação de Trabalho/Comunicação). In: 37ª Reunião Nacional da ANPED – 04 a 08 de outubro de 2015, UFSC – Florianópolis, 2015. Disponível: http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT13-4314.pdf. Acessado em: 10/11/2020.




Direitos autorais 2021 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Editor-chefe: Professor Doutor Andre Rezende Benatti

ISSN: 2179-4456