Literatura e exclusão social: uma análise dos contos Muribeca, de Marcelino Freire, e Tio, mi dá só cem, de João Melo

Autores

Palavras-chave:

Marcelino Freire, João Melo, Conto, Exclusão, Violência

Resumo

O presente artigo analisa o conto Muribeca, de Marcelino Freire, e o conto Tio, mi dá só cem, escrito por João Melo. É necessário assinalar que nossa postura acolheu as conjunções motivadas pelos trânsitos existentes entre os países de Língua Portuguesa.  Desse modo, a leitura dos textos revela a preponderância do espaço urbano, captado pela ficção como consequência do problemático processo de urbanização de países periféricos situados no contexto de capitalismo avançado. Com isso, a literatura confirma sua vocação em se constituir como um espaço privilegiado que possibilita estabelecer profundas reflexões sobre as desigualdades sociais que emergem como traço constitutivo de países com um passado colonial.

Biografia do Autor

Rondinele Aparecido Ribeiro, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Mestre em Letras pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Brasil. Doutorando em Letras na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Brasil. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-6966-2614. E-mail: rondinele-ribeiro@bol.com.br.  

Luciana Brito, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutora em Letras pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Brasil.  Professora da Universidade Estadual do Norte do Paraná – Brasil. E-mail: lbrito@uenp.edu.br

Referências

BARBOSA, João Alexandre. In: FREIRE, Marcelino. Angu de Sangue. 3. ed. Cotia, São Paulo: Ateliê Editorial, 2019. p. 11-17.

CANDIDO, Antonio. Vários escritos. 3ª ed. São Paulo: Duas cidades, 2003.

CURY, Maria Zilda Ferreira. Novas geografias narrativas. Revista Letras de Hoje. Curso de Pós-graduação em Letras. Porto Alegre: EDIPUCRS, v. 42, n. 4, p. 7-17, 2007.

DALCASTAGNÈ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contestado. Rio de Janeiro: Editora Horizonte, 2012.

DALCASTGNÈ, Regina; EBLE, Laeticia Jensen. Apresentação. In: DALCASTGNÈ, Regina; EBLE, Laeticia Jensen. (Orgs.). Literatura e Exclusão. Porto Alegre, Rio Grande do Sul: Editora Zouk. 2017. p. 11- 14.

KOGA, Dirce. Medidas de cidades: entre território de vida e territórios vividos. São Paulo: Cortez, 2003.

FREIRE, Marcelino. Angu de Sangue. 3. ed. Cotia, São Paulo: Ateliê Editorial, 2019.

MELO, João. Filhos da pátria. Rio de Janeiro: Record, 2008

SANTOS, Rubens Pereira dos. Do Brasil à Africa: resgatando valores através da Literatura, construindo uma sociedade multicultural e pluriétnica. Revista Navegações. Porto Alegre, v. 5, p. 73-78, 2012.

VECCHIA DA ROCHA E SILVA, Rejane. Apontamentos do materialismo para uma abordagem crítica das relações entre Literatura e História nos países africanos de língua portuguesa. Revista Crioula. São Paulo, nº 9, 2011.

Downloads

Publicado

06/06/2022

Como Citar

Ribeiro, R. A., & Brito, L. (2022). Literatura e exclusão social: uma análise dos contos Muribeca, de Marcelino Freire, e Tio, mi dá só cem, de João Melo. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 3(30), 71–85. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/6733