Exclusão e ritos de afeto em Se a rua Beale falasse, de James Baldwin

Autores

Palavras-chave:

Exclusão social, James Baldwin, Literatura Afro-americana, Representação

Resumo

O presente artigo apresenta uma análise do romance Se a rua Beale falasse (2019), de James Baldwin, centrada nas cenas de exclusão e nos ritos de afeto representados no texto. Os personagens experimentam formas diversas de exclusão com base principalmente no racismo estrutural da sociedade norte-americana. A prisão injusta de um dos personagens desperta o reconhecimento de si da narradora e adensa as diferenças entre duas famílias pobres do Harlem, na década de 1970. Apesar da violência e do encarceramento da população negra, visto como sentença de morte, o romance é preenchido por momentos de ritualização da ternura, a celebrar a comunhão e a vida. Interpretamos esse recurso com base na visão de Baldwin (2020) sobre a representação da experiência afro-americana na ficção. Antes da análise, discorremos brevemente sobre a literatura afro-americana a partir da discussão presente em Gates (2001, 2003) e Morrison (2020).  

Biografia do Autor

Jose Ailson Lemos de Souza, Universidade Estadual do Maranhão

Doutor em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia – Brasil. Professor Assistente da Universidade Estadual do Maranhão – Brasil. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-8923-9258. E-mail: ailsonlsj@gmail.com.

Referências

BALDWIN, James. Notas de um filho nativo. Trad. Paulo Henriques Britto. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

BALDWIN, James. Se a rua Beale falasse. Trad. Jorio Dauster. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

BOSI, Alfredo. Literatura e resistência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

GATES, Henry Louis Jr. Talking Black: Critical Signs of the Times. In: LEITCH, Vincent B. [ed. et. al]. The Norton Anthology of Theory and Criticism. New York: W. W. Norton & Company, 2001.

GATES, Henry Louis Jr. Phillis Wheatley on Trial. The New Yorker, January 20, 2003, p. 82-87.

MACEDO, Márcio. A prisão na forma de blues. In: BALDWIN, James. Se a rua Beale falasse. Trad. Jorio Dauster. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

MORRISON, Toni. A fonte da autoestima: Ensaios, discursos e reflexões. Trad. Odorico Leal. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

MULLEN, Bill V. James Baldwin: Living in Fire. London: Pluto Press, 2019.

RAMPERSAD, Arnold. Introduction. In: WRIGHT, Richard. Native Son. New York: HarperCollins e-books, 2009.

SMITH, Caleb. The Prison and the American Imagination. New Haven: Yale University Press, 2009.

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

Lemos de Souza, J. A. (2022). Exclusão e ritos de afeto em Se a rua Beale falasse, de James Baldwin . REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 2(32), 340–359. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/7170