Ficção, história e política brasileira na narrativa poética de Cyro dos Anjos no romance Montanha

Visualizações: 182

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/revell.v2i35.8326

Palavras-chave:

Cyro dos Anjos, Political Novel, Comparative Literature, Politics and History

Resumo

Este trabalho tem como objetivo propor uma análise do livro Montanha, escrito por Cyro dos Anjos em 1956, utilizando para isso alguns conceitos da literatura comparada, do romance histórico e do romance a clef. Cyro, nesse romance político, tenta extrair a essência dos fatos de um momento muito conturbado da sociedade brasileira, e os reúne em uma trama bastante complexa e fragmentada. É possível observar na construção do enredo, uma tentativa de criar uma trama que possa representar uma inovação em relação aos romances anteriores publicados pelo autor e também uma obra que foi profundamente influenciada por elementos cinematográficos e pelos romances americanos produzidos nas primeiras décadas do século XX. Para a realização desta análise trabalhamos com o referencial teórico de Antonio Candido com o livro Brigada Ligeira, Alfredo Bosi com História Concisa da Literatura Brasileira, Vera Márcia Milanesi em Cyro dos Anjos: Memória e História e Wander Melo Miranda em Cyro & Drummond.

Biografia do Autor

Ricardo Santos Porto, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mestre em Estudos de Linguagens pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Brasil. Doutorando em Estudos de Linguagens na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Brasil, com período sanduíche em University of Louisville – Estados Unidos. Professor Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – Brasil. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-9418-6007. E-mail: ricardospto@yahoo.com.br.

Referências

AMARAL, Pauliane. Três momentos do roman à clef na literatura brasileira: uma leitura a partir do cronotopo bakhtiniano. ESTUDOS LINGUÍSTICOS, São Paulo, 45 (3): p. 1217-1232, 2016.

ANJOS, Cyro dos. Montanha posfácio de Roberto Said. [5. ed]. – São Paulo: Globo, 2013.

ANJOS, Cyro dos. O Amanuense Belmiro—Abdias—reunidos em um só volume, 1.ª edição, Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro. 1957.

ANÔNIMO. Em Montanha surge as várias faces que a vida apresenta, Correio de São Paulo, Página 2 (3º Caderno), 08/081956.

ASSIS BRASIL, LA Videiras de cristal. 5. ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1997.

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. – 50ª. ed. – São Paulo: Cultrix, 2015.

CANDIDO, Antonio. Brigada Ligeira. São Paulo: Martins Fontes, 1945.

DOURADO, Autran. Os melhores contos de Autran Dourado. São Paulo: Global, 1997.

MILANESI, Vera Márcia Paráboli Vidigal. Cyro dos Anjos: Memória e História. São Paulo: Arte & Ciência, 1997.

MIRANDA, Wander Melo. SAID, Roberto (org). Cyro & Drummond: correspondência de Cyro dos Anjos e Carlos Drummond de Andrade. São Paulo: Biblioteca Azul, 2012.

SCHMIDT, Rita Terezinha. Two Theories of American Literature: Insights Into Faulkner's Southern Garden, ILHA DO DESTERRO, Nº 15/16 – 1º e 2º semestres de 1986.

Retrato do Velho. https://jornalggn.com.br/memoria/o-retrato-do-velho-de-novo-no-mesmo-lugar/ Acesso em 25/06/2020

Downloads

Publicado

2023-11-01

Como Citar

SANTOS PORTO, Ricardo. Ficção, história e política brasileira na narrativa poética de Cyro dos Anjos no romance Montanha. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 2, n. 35, p. 185–206, 2023. DOI: 10.61389/revell.v2i35.8326. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/8326. Acesso em: 29 maio. 2024.