O cômico e o horrível: Re-Animator

Autores

  • Ramiro Giroldo Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

H. P. Lovecraft, Stuart Gordon, Re-Animator, horror, humor.

Resumo

O ensaio propõe uma leitura comparativa entre o conto “Herbert West – Reanimator”, de H. P. Lovecraft, e sua adaptação cinematográfica Re-animator, de Stuart Gordon. Toma como ponto de partida formulações traçadas por Lovecraft em seu estudo O Horror Sobrenatural na Literatura, segundo as quais o chamado “horror cósmico” é provocado no leitor com o uso de determinados artifícios narrativos. Ampara-se, também, em proposições de Noel Carroll acerca da intersticialidade do monstro típico do gênero horror, e de Sigmund Freud, sobre a natureza psíquica do humor. O ensaio, em seu percurso teórico, dirige-se para uma leitura da alternância e da simultaneidade de efeitos promovida pelo filme, em contraste com a unidade de efeitos almejada pelo conto.

Biografia do Autor

Ramiro Giroldo, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mestre em Estudos de Linguagens pela UFMS e Doutor em Literatura Brasileira pela USP. Pesquisador DCR (CNPq/Fundect/NEHMS).

Downloads

Publicado

29/04/2016

Como Citar

Giroldo, R. (2016). O cômico e o horrível: Re-Animator. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 2(11), 217–226. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/899