ASPECTOS BIOMÉTRICOS DE FRUTOS E SEMENTES DE CAESALPINIA FERREA MART. EX TUL. PROVENIENTES DO SEMIÁRIDO BAIANO

Authors

  • Reginaldo Muniz da Silva Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus Vitória da Conquista.
  • Adriana Dias Cardoso Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus Vitória da Conquista.
  • Fabrício Vieira Dutra Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) campus Vitória da Conquista.
  • Otoniel Magalhães Morais Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) campus Vitória da Conquista.

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v4i3.1427

Abstract

A biometria de frutos e sementes fornece informações para a conservação e exploração da espécie, permitindo usá-los de forma eficaz e sustentável. Além disso, é considerado instrumento importante para detectar a variabilidade genética dentro de populações e relações com fatores ambientais. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a morfometria de frutos e sementes da espécie Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul.  provenientes de Vitória da Conquista, BA. Para avaliação da biometria foram coletados cem frutos maduros de diferentes árvores matrizes. As características avaliadas foram: comprimento, largura e espessura medidos na linha mediana dos frutos e das sementes com auxílio de um paquímetro digital. O comprimento, largura e espessura média encontrada para os frutos foram de (8,0 ± 1,4 cm); (26,2 ± 2,6 mm) e (11,2 ± 2,2 mm) respectivamente. A massa dos frutos variou de 8,6 a 24,2 g, sendo que uma maior proporção de frutos (47%) apresentou valores variando entre 10,2 e 13,2 g. O número de sementes por fruto variou de duas a sete, sendo verificada média de cinco sementes por fruto. Ocorreu variação quanto à massa de sementes encontradas por fruto, havendo uma amplitude de 1,7g entre o valor mínimo e máximo encontrado. Com relação à biometria das sementes, a média de comprimento, largura e espessura encontrada foi de 10,2 ± 0,9 mm; 7,1 ± 0,8 mm e 4,0 ± 0,5 mm, respectivamente. Os valores biométricos observados no estudo são indicativos que os frutos e sementes de Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul. apresentam variabilidade genética em suas características avaliadas.

Author Biographies

Reginaldo Muniz da Silva, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus Vitória da Conquista.

Engenheiro Agrônomo, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Adriana Dias Cardoso, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus Vitória da Conquista.

Doutora em Fitotecnia, Pesquisadora PNPD/CAPES, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus Vitória da Conquista.

Fabrício Vieira Dutra, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) campus Vitória da Conquista.

Engenheiro agrônomo, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus Vitória da Conquista.

Otoniel Magalhães Morais, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) campus Vitória da Conquista.

Professor doutor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus Vitória da Conquista.

References

(1) BATTILANI, J. L.; SANTIAGO, E. F.; DIAS, E. S. Morfologia de frutos, sementes, plântulas e plantas jovens de Guibourtia hymenifolia (Moric.) J. Leonard (Fabaceae). Revista Árvore, Viçosa-MG, v. 35, n.5, p. 1089-1098, 2011.

(2) BEZERRA, F. T. C.; ANDRADE, L. A.; BEZERRA, M. A. F.; SILVA, M. L. M.; M. A. F.; NUNES, R. C. R; COSTA, E. G. Biometria de frutos e sementes e tratamentos pré-germinativos em Cassia fistula L. (Fabaceae-Caesalpinioideae). Semina: Ciências Agrárias, Londrina-PR, v. 35, n. 4, p. 2273-2286, 2014.

(3) BEZERRA, F. T. C.; ANDRADE, L. A.; BEZERRA, PEREIRA, W. E.; FABRICANTE, J. R.; OLIVEIRA, L. S. B.; FEITOSA, R. C. Biometry of fruits and seeds and pre-germination treatments in Cassia grandis L. f. (Fabaceae). Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 33, suplemento 1, p. 2863-2876, 2012.

(4) CÂMARA, F. A. A.; TORRES, S. B.; GUIMARÃES, I. P.; OLIVEIRA, M. K. T.; OLIVEIRA, F. A. Biometria de frutos e sementes e superação de dormência de jucá Caesalpinia ferrea mart. ex Tul (leguminosae – caesalpinoideae). Caatinga, Mossoró-RN, v.21, n.4, p.172-178, 2008.

(5) CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 4. ed. Jaboticabal-SP: FUNEP, 2000. 588 p.

(6) CAVALHEIRO, M. G., FARIAS, D. F., GEORGIA, S. F., EDSON, NUNES, E. P., CAVALCANTI, F. S., ILKA, M. V., MELO, V. M. M., CARVALHO, A. F. U. Atividades biológicas e enzimáticas do extrato aquoso de sementes de Caesalpinia ferrea Mart., Leguminosae. Revista Brasileira de Farmacognosia, Brasília-DF, v.19, n.2, p.586-591, 2009.

(7) CHRISTRO, L. F.; AMARAL, J. F. T.; LAVIOLA, B. G.; MARTINS, L. D.; AMARAL, C. F. Biometric analysis of seeds of genotypes of physic nut (Jatropha curcas L.). Agropecuária Científica no Semiárido, Campina Grande-PB, v.8, n.1, p.01-03, 2012.

(8) COELHO, M. F. B.; MAIA, S. S. S.; OLIVEIRA, A. K.; DIÓGENES, F. E. P. Superação da dormência tegumentar em sementes de Caesalpinia ferrea Mart ex Tul. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife-PE, v.5, n.1, p.74-79, 2010.

(9) COSTA, R. S.; OLIVEIRA, I. V. M.; MÔRO, F. V.; MARTINS, A.B.G. Aspectos morfológicos e influência do tamanho da semente na germinação do jambo-vermelho. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v.28, n.1, p.117-120, 2006.

(10) FERREIRA, R. A.; BARRETO, S. S. B. Caracterização morfológica de frutos, sementes, plântulas e mudas de pau-brasil (Caesalpinia echinata Lamarck). Revista Árvore, Viçosa-MG, v.39, n.3, p.505-512, 2015.

(11) GALDINO, G.; MESQUITA, M. R.; FERRAZ, I. D. K.; Descrição morfológica da plântula e diásporos de Caesalpinia ferrea Mart. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre- RS, v. 5, n. 2, p. 747-749, jul. 2007.

(12) GUSMÃO, E.; VIEIRA, F. A.; FONSECA-JUNIOR, E. M. Biometria de frutos e endocarpos de murici (Byrsonima verbascifolia Rich. ex A. Juss.). Cerne, Lavras- MG, v.12, n.1, p.84-91, 2006.

(13) INMET. INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br>. Acesso em: 10 ago. 2004.

(14) KLEIN, J.; ZUCARELI, V.; KESTRING, D.; CAMILLI, L.; RODRIGUES, J. D. Efeito do tamanho da semente na emergência e desenvolvimento inicial de mudas de pitangueira (Eugenia uniflora L.). Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre- RS, v. 5, n. 2, p. 861-863, 2007.

(15) MAIA, G. N. Caatinga: árvores e arbustos e suas utilidades. 1. ed. São Paulo-SP: D&Z Computação Gráfica, 2004. 413 p.

(16) MATHEUS, M. T.; LOPES, J. C. Morfologia de frutos, sementes e plântulas e germinação de sementes de Erythrina variegata L. Revista Brasileira de Sementes, Londrina- PR, v. 29, n. 3, p. 08-17, 2007.

(17) NASCIMENTO, W. N.; LIMA, G. P.; CARMONA, R. Influência da quantidade de pólen na produção e qualidade de sementes híbridas de abóbora. Horticultura brasileira, Brasília-DF, v. 29, n. 1, p. 29-25, 2011.

(18) NOGUEIRA, N. W.; MARTINS, H. V. G.; BATISTA, D. S.; RIBEIRO, M. C. C. Grau de dormência das sementes de jucá em função da posição na vagem. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró- RN, v. 5, n. 1, p. 39-42, 2010.

(19) OLIVEIRA, M. S.; SANTANA, D. G.; SANTOS, C. M. Biometria de frutos e sementes e emergência de plântulas de duas espécies frutíferas do gênero Campomanesia. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 33, n. 2, p. 446-455, 2011.

(20) PEREIRA, S. R.; GIRALDELLI, G. R.; LAURA, V. A.; SOUZA, A. L. T. Tamanho de frutos e de sementes e sua influência na germinação de jatobá-do-cerrado (Hymenaea stigonocarpa var. stigonocarpa Mart. Ex Hayne, leguminosae – Caesalpinoideae). Revista Brasileira de Sementes, Londrina- PR, v. 33, n. 1 p. 141 - 148, 2011.

(21) SANTOS, A. R. F., SOUZA, E. M., MANN, R. S., FERREIRA, R. A., SILVA, A. V. C. Perfis Enzimáticos de Genótipos de Caesalpinia férrea var. leyostachiae Cassia grandis.Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro- RJ, v.17, n.1, p.37-43, 2010.

(22) SANTOS, F. S.; PAULA, R. C.; SABONARO, D. Z.; VALADARES, J.; Biometria e qualidade fisiológica de sementes de diferentes matrizes de Tabebuia chrysotricha (Mart. Ex A. DC.) Standi, Scientia Forestalis, Piracicaba-SP, v. 37, n. 82, p. 163-173, 2009.

(23) SEI. SUPERINTENDÊNCIA DE ESTUDOS ECONÔMICOS E SOCIAIS DA BAHIA. Estatística dos municípios Baianos. Brumado-BA: v. 4, n.1, 2013. p. 435-454. Disponível em: <http://www.sei.ba.gov.br/>. Acesso em: 22 fev. 2017.

(24) SHEN, H. H., RUDIN, D.; LINDGREN, D. Study of the pollination pattern in a Scots pine seed orchard by means of isozyme analysis. Silvae Genet, Colorado, v. 30, n. 1, p. 7–15, 1981

Published

01/09/2017

How to Cite

Silva, R. M. da, Cardoso, A. D., Dutra, F. V., & Morais, O. M. (2017). ASPECTOS BIOMÉTRICOS DE FRUTOS E SEMENTES DE CAESALPINIA FERREA MART. EX TUL. PROVENIENTES DO SEMIÁRIDO BAIANO. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 4(3), 85–91. https://doi.org/10.32404/rean.v4i3.1427