INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS NA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO GRÃO-DE-BICO

Authors

  • Matheus Ferreira França Teixeira Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.
  • Evandro Marcos Biesdorf Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.
  • Daniel Teixeira Pinheiro Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Tiago Teixeira Viana Barros Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.
  • Erick Iglesias Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v4i2.1598

Abstract

O cultivo de grão-de-bico (Cicer arietinum L.) tem sido dificultado devido às interferências das plantas daninhas. Objetivou-se verificar o efeito da interferência de seis diferentes espécies invasoras (Bidens pilosa, Commelina benghalensis, Eleusine indica, Ipomoea grandifolia, Uruchloa brizantha e Uruchloa ruziziensis) na qualidade e produtividade de dois cultivares de grão-de-bico (BRS Aleppo e FLIP 86-77c). A interferência das plantas daninhas reduziu o período vegetativo de ambos os cultivares. A espécie Uruchloa ruziziensis influenciou negativamente o número de vagens do cultivar BRS Aleppo sugerindo ser prejudicial ao cultivo. Além disso, os resultados indicaram que há relação entre o período de convivência e o nível de infestação no número de grãos por vagem e peso de cem grãos. Contudo, apesar de todas as espécies daninhas terem afetado a produtividade dos cultivares, tal efeito foi mais sobressalente no cultivar FLIP 86-77c, sobretudo na presença de C. benghalensis, U. brizantha e U. ruzizinsis. O teor de nutrientes no grão variou de acordo com a espécie daninha analisada. C. benghalensis, E. indica, U. brizantha e U. ruziziensis apresentam maior potencial de competição, sendo responsáveis pelos maiores danos na produtividade e nas características qualitativas dos grãos.

Author Biographies

Matheus Ferreira França Teixeira, Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.

Doutorando em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Evandro Marcos Biesdorf, Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.

Mestrando em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa

Daniel Teixeira Pinheiro, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Engenheiro agrônomo pela Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Tiago Teixeira Viana Barros, Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.

Engenheiro agrônomo e pesquisador da Universidade Federal de Viçosa

Erick Iglesias, Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG.

Engenheiro agrônomo e pesquisador da Universidade Federal de Viçosa

References

(1) AGOSTINETTO, D.; FLECK, N. G.; RIZZARDI, M. A.; JUNIOR MEROTTO, A.; VIDAL, R. A. Arroz vermelho: ecofisiologia e estratégias de controle. Ciência Rural, Santa Maria-RS, v. 31, n. 2, p. 341-349, 2001.

(2) BHAN, V.; KUKULA, S. Weeds and their control in chickpea. In: M. C. SAXENA; K. B. SINGH (Eds.). The chickpea. Wallingford: CAB International, 1987. p. 319-328.

(3) BRAZACA, S. G.; SILVA, F. C. Enhancers and inhibitors of iron availability in legumes. Plant Foods for Human Nutrition, Londres, v. 58, n. 3, p. 1-8, 2003.

(4) BRIDGES, D. C.; BRECKE, B. J.; BARBOUR, J. C. Wild poinsettia (Euphorbia heterophylla) interference with peanut (Arachis hypogaea). Weed Science, Washington, v. 40, n. 1, p. 37-42, 1992.

(5) CARVALHO, L. B., BIANCO, S.; GUZZO, C. D. Interferência de Euphorbia heterophylla no crescimento e acúmulo de macronutrientes da soja. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 28, n. 1, p. 33-39, 2010.

(6) CERNA, L.; VALDEZ, V. Influencia de las poblaciones de las malezas Sorghum halepense y Bidens pilosa sobre el redimiento de frijol (Phaseolus vulgaris L.)" Pirata 2. Revista Interamericana de Ciências Agrícolas, Turrialba, v. 37, n. 4, p. 303-309, 1987.

(7) DETMANN, E; VALADARES FILHO, S. C. On the estimation of non-fibrous carbohydrates in feeds and diets. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte-MG, v. 62, n. 4, p. 980-984, 2010.

(8) EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Manual de métodos de análises de solo. 2 ed. Rio de Janeiro-RJ: Ministério da Agricultura e do Abastecimento. 1997. 212p.

(9) FAOSTAT. FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION. Statistical Year Book. New York-USA, v. 59, n. 16, 2016. 388 p. Disponível em: <http://www.faostat.fao.org.br> Acesso em 10 set. 2016.

(10) FERREIRA, A. C. P.; BRAZACA, S. G. C.; ARTHUR, V. Alterações químicas e nutricionais do grão-de-bico (Cicer arietinum L.) cru irradiado e submetido à cocção. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas-SP, v. 26, n. 1, p. 80-88, 2006.

(11) FIALHO, C. M. T.; SILVA, A. A.; FARIA, A. T.; TORRES, L. G.; ROCHA, P. R. R.; SANTOS, J. B. Teor foliar de nutrientes em plantas daninhas e de café cultivadas em competição. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 30, n. 1, p. 65-73, 2012.

(12) FREITAS, F. C. L.; MEDEIROS, V. F. L. P.; GRANGEIRO, L. C.; SILVA, M. G. O.; NASCIMENTO, P. G. M. L.; NUNES, G. H. Interferência de plantas daninhas na cultura do feijão-caupi. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 27, n. 2, p. 241-247, 2009.

(13) HOSSAIN, S.; FORD, R.; MCNEIL, D.; PITTOCK, C.; PANOZZO, J. F. Inheritance of seed size in chickpea (Cicer arietinum L.) and identification of QTL based on 100-seed weight and seed size index. Australian Journal of Crop Science, Sydney, v. 4, n. 2, p. 126-135, 2010.

(14) IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Tabelas de composição de alimentos. 4. ed. Rio de Janeiro-RJ: Centro de Documentação e Disseminação de Informações, 1996. p. 24-36.

(15) JORGENSEN, S. S. Metodologia utilizada para análises químicas de rotina: guia analítico. Piracicaba-SP: CENA. 1977. 24p.

(16) KJELDAHL, J. G. C. T. Neue methode zur bestimmung des stickstoffs in organischen körpern. Fresenius' Journal of Analytical Chemistry, New York, v. 22, n. 1, p. 366-382, 1984.

(17) RONCHI, C. P.; TERRA, A. A.; SILVA. A. A.; FERREIRA, L. R. Acúmulo de nutrientes pelo cafeeiro sob interferência de plantas daninhas. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 21, n. 2, p. 219-227, 2003.

(18) SANTOS, A. B.; FAGERIA, N. K.; SILVA, O. F.; MELO, M. L. B. Resposta do feijoeiro ao manejo de nitrogênio em várzeas tropicais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 38, n. 11, p. 1265-1271, 2003.

(19) SILVA, A. F.; FERREIRA, E. A.; CONCENÇO, G.; FERREIRA, F. A.; ASPIAZU, I.; GALON, L.; SEDIYAMA, T.; SILVA, A. A. Densidades de plantas daninhas e épocas de controle sobre os componentes de produção da soja. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 26, n. 1, p. 65-71, 2008.

(20) VAN DER MAESEN, L. J. G. Taxonomy, distribution and evolution of the chickpea and its wild relatives. In: WITCOMBE, J. R., ERSKINE, W. (Ed.) Genetic resources and their exploitation - chickpeas, faba beans and lentils. 6. ed. Washington: Springer Science. 1984. p. 95-104.

(21) WHISH, J. P. M.; SINDEL, B. M.; JESSOP, R. S.; FELTON, W. L. The effect of row spacing and weed density on yield loss of chickpea. Crop and Pasture Science, Australia, v. 53, n. 12, p. 1335-1340, 2002.

(22) WILLIAMS, P. C.; SINGH, U. Nutritional quality and the evaluation of quality in breeding programmes. In: SAXENA, M. C.; SINGH, K. B. (Ed.) The chickpea. Wallingford: CAB International. 1987. p. 329-356.

(23) ZANATTA, J. F.; FIGUEREDO, S.; FONTANA, L. C.; PROCÓPIO, S. O. Interferência De Plantas Daninhas em Culturas Olerícolas. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia, Uruguaiana-RS, v. 13, n. 2, p. 39-57, 2006

Published

28/06/2017

How to Cite

Teixeira, M. F. F., Biesdorf, E. M., Pinheiro, D. T., Barros, T. T. V., & Iglesias, E. (2017). INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS NA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO GRÃO-DE-BICO. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 4(2), 69–75. https://doi.org/10.32404/rean.v4i2.1598

Most read articles by the same author(s)