RECUPERAÇÃO DE UM SOLO DE CERRADO APÓS 19 ANOS: OCORRÊNCIA ESPONTÂNEA DE ESPÉCIES ARBÓREAS

Visualizações: 717

Authors

  • Poliana Aparecida Leonel Rosa UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira
  • Marlene Cristina Alves UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira
  • Ligia Maria Lucas Videira UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira
  • Carolina Batista dos Santos Bonini UNESP - Campus de Dracena

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v1i1.221

Abstract

A intervenção humana com a retirada das camadas superficiais do solo para obras civis, tem resultado em extensas áreas degradadas. Através deste trabalho objetivou-se avaliar o grau de recuperação de um solo, após 19 anos, sob diferentes intervenções para sua recuperação e a ocorrência espontânea de espécies arbóreas. Os tratamentos foram instalados em 1992. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos casualizados com sete tratamentos e quatro repetições, sendo os tratamentos compostos por diferentes métodos de regeneração. Em 1999 realizou-se semeadura de Urochloa decumbens Stapf em toda a área experimental. Foram avaliados o desenvolvimento das espécies arbóreas, que se regeneraram naturalmente na área, e a massa seca da parte aérea da U. decumbens. Os tratamentos de recuperação do solo estão sendo promissores e a ocorrência de espécies arbóreas de Cerrado e os seus desenvolvimentos têm sido bons indicadores de recuperação do mesmo. Das sete espécies de plantas que se regeneraram naturalmente dentro da área experimental, a espécie que mais se adaptou foi o Jacarandá-do-campo (Machaerium acutifolium Vogel). O tratamento feijão-de-porco após o guandú, com aplicação de calcário no solo, foi mais eficiente quando comparado ao tratamento solo mobilizado com vegetação espontânea.

Author Biographies

Poliana Aparecida Leonel Rosa, UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira

DEFERS - Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos.Área: Ciência do Solo

Marlene Cristina Alves, UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira

DEFERS - Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos.Área: Ciência do Solo

Ligia Maria Lucas Videira, UNESP - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Engenharia Campus de Ilha Solteira

DEFERS - Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos.Área: Ciência do Solo

Carolina Batista dos Santos Bonini, UNESP - Campus de Dracena

Departamento de Agronomia.Area: Ciência do Solo

Published

2015-07-12

How to Cite

Rosa, P. A. L., Alves, M. C., Videira, L. M. L., & Bonini, C. B. dos S. (2015). RECUPERAÇÃO DE UM SOLO DE CERRADO APÓS 19 ANOS: OCORRÊNCIA ESPONTÂNEA DE ESPÉCIES ARBÓREAS. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 1(1), 44–57. https://doi.org/10.32404/rean.v1i1.221