QUALIDADE FISIOLÓGICA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE SEMENTES DE BRACHIARIA BRIZANTHA EM FUNÇÃO DO CONDICIONAMENTO OSMÓTICO

Visualizações: 1060

Authors

  • Eliana Duarte Cardoso UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia
  • Marco Eustáquio de Sá FE - UNESP/Ilha Solteira - SP
  • Kuniko Iwamoto Haga FE - UNESP/Ilha Solteira - SP
  • Flávio Ferreira da Silva Binotti UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia
  • Edilson Costa UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v2i2.264

Abstract

O condicionamento fisiológico em sementes tem se mostrado benéfico, entretanto há necessidade de estudos para cada espécie de interesse. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito do condicionamento osmótico (CO) com diferentes soluções na qualidade fisiológica e composição química das sementes de Brachiaria brizantha cv. MG-5. O trabalho foi conduzido no Laboratório de Análises de Sementes da FEIS/UNESP, em 2009. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizados e o estudo foi constituído por soluções mistas (1:1) formadas por PEG 8000 (potencial de -1,5 MPa a 25ºC) junto a soluções com nutrientes (KNO3 0,2%, Ca(NO3)2 0,2%), com reguladores de crescimento/bioestimulante (Citocinina – CIN 1,62 mg L-1, Giberelina - GA3 0,5 mg L-1, Auxina – IBA 0,5 mg L-1 e Stimulate® 1%), com solução de nutrientes + reguladores/bioestimulante (KNO3 0,2% + Giberelina - GA3 0,5 mg L-1, KNO3 0,2% + Stimulate® 1% e Ca(NO3)2 0,2% + Giberelina - GA3 0,5 mg L-1) e testemunha, com quatro repetições. Avaliou-se a germinação, vigor e composição química das sementes. Conclui-se que o CO não influenciou a qualidade fisiológica, porém soluções de PEG 8000 com KNO3, Ca(NO3)2 e Bioestimulante proporcionam aumento de potássio, cálcio e magnésio, respectivamente, na composição química das sementes de B. brizantha.

Author Biographies

Eliana Duarte Cardoso, UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia

Fitotecnia:Fisiologia Vegetal e Produção e Tecnologia de Sementes

Marco Eustáquio de Sá, FE - UNESP/Ilha Solteira - SP

Fitotecnia:Produção e Tecnologia de Sementes.

Kuniko Iwamoto Haga, FE - UNESP/Ilha Solteira - SP

Biologia e Zootecnia: Fisiologia Vegetal.

Flávio Ferreira da Silva Binotti, UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia

Fitotecnia:Produção e Tecnologia de Sementes.

Edilson Costa, UEMS - Unidade Universitária de Cassilândia

Produção Vegetal

References

(1) BONOME, L. T. S.; GUIMARÃES, R. M.; OLIVEIRA, J. A.; ANDRADE, V. C.; CABRAL, P. S. Efeito do condicionamento osmótico em sementes Brachiaria brizantha cv. Marandu. Ciência Agrotecnologia, Lavras-MG, v. 30, n.3, p. 422-428, 2006.

(2) BRASIL/MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília-DF: Mapa/ACS, 2009. 395p.

(3) CARDOSO, E. D.; SÁ, M. E.; HAGA, K. I.; BINOTTI, F. F.S.; NOGUEIRA, D. C.; VALÉRIO FILHO, W. V. Desempenho fisiológico e superação de dormência em sementes de Brachiaria brizantha submetidas a tratamento químico e envelhecimento artificial. Semina: Ciências Agrárias, Londrina-PR, v. 35, n. 1, p. 21-38, 2014.

(4) FLOSS, E. L. Fisiologia das plantas cultivadas: o estudo do que está por trás do que se vê. Passo Fundo-RS: Ed.Universidade de Passo Fundo, 2008. 733p.

(5) JELLER, H.; PEREZ, S. C. J. G. A; RAIZER, J. Water uptake, priming, drying and storage effects in Cassia excelsa Schrad seeds. Brazilian Journal of Biology, São Carlos-SP, v. 63, n.1, p.61-68, 2003.

(6) KISSMANN, C.; SILVANA DE PAULA QUINTÃO SCALON, S. P. Q; MOTA, L. H. S.; VIEIRA, M. C. Germinação de sementes de Stryphnodendron Mart. Osmocondicionadas. Revista Brasileira de Sementes, Londrina-PR, vol. 32, nº 2 p. 026-035, 2010.

(7) MAGUIRE, J.D. Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling and vigour. Crop Science, Madison, v.2, n.2, p.176-177, 1962.

(8) NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: KRZYZANOWSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FANÇA NETO, J.B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina-PR: ABRATES, p.1-24, 1999.

(9) PEREZ, S. C. J. G. A.; NEGREIROS, G.F. Pré-condicionamento na viabilidade e no vigor de sementes de canafístula (Peltophorum dubium (Spreng) Taub) em condições de estresse. Revista Brasileira de Sementes, Brasilia-DF, v.23, n.1, p.175-183, 2002.

(10) SILVA, F. C. (org). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília-DF: EMBRAPA. Comunicação para transferência de tecnologia, 1999, 370p.

(11) TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. 719p.

(12) VILLELA, F. A.; BECKERT, O. P. Potencial osmótico de soluções aquosas de polietileno glicol 8000. Revista Brasileira de Sementes, Brasília-DF, v. 23, n. 1, p. 267-275, 2001.

(13) ZONTA, E. P.; MACHADO, A. A. Sistema de Análise Estatística para microcomputadores - SANEST. Pelotas-RS: UFPel, Instituto de Física e Matemática, 1986. 150p.

Published

2015-07-07

How to Cite

Cardoso, E. D., de Sá, M. E., Haga, K. I., Binotti, F. F. da S., & Costa, E. (2015). QUALIDADE FISIOLÓGICA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE SEMENTES DE BRACHIARIA BRIZANTHA EM FUNÇÃO DO CONDICIONAMENTO OSMÓTICO. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 2(2), 42–48. https://doi.org/10.32404/rean.v2i2.264

Most read articles by the same author(s)

<< < 1 2 3 4