INITIAL DEVELOPMENT OF CORN SUBJECTED TO INCREASING NITROGEN DOSES

Visualizações: 569

Authors

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v8i1.5226

Abstract

Corn (Zea mays L.) is one of the most important cereals grown and consumed in the world not only for its economic value but also due to its importance in human and animal nutrition. This study aimed to assess the initial development of corn as a function of increasing nitrogen doses. The study was carried out in a greenhouse on the Sipal Farm, Confresa, MT, Brazil. The experiment was set up in a completely randomized design, consisting of five treatments (0, 100, 200, 300, and 400 mg N dm−3 soil), with four replications, conducted from April to June 2020. Four seeds of the hybrid K 9606 VIP 3 were sown per 8-L polyethylene pot. The plants were thinned at 7 days after emergence (DAE), leaving only one plant per pot. Morphological components were assessed. A significant effect was found for almost all the analyzed parameters, except for stem diameter and root dry matter. The maximum plant height, shoot fresh matter, leaf area index, shoot dry matter, root fresh matter, and root volume was obtained by applying the maximum agronomic efficiency doses of 248.83, 271.90, 336.91, 279.66, 403.92, and 272.90 mg N dm−3 soil, respectively. Nitrogen doses influenced the initial development of the corn crop.

Author Biographies

Leonardo Rodrigues Barros, Universidade Estadual de Mato Grosso, Campus Nova Xavantina-MT

Possui graduação em Engenharia Agronômica, pela Universidade Estadual de Goiás. Mestre em Agronomia. Doutor em Agronomia (Linha de pesquisa-Ciência do Solo), pela Universidade Federal de Goiás, Campus Goiânia. Tem experiência em laboratório de análises Química e Física do solo. Atualmente é docente do curso de Agronomia na Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, no campus de Nova Xavantina-MT. Atua como professor colaborador do Institucional MT de Pós graduação, na especialização de Fertilidade e Nutrição de Plantas.

Vinicius Silva Sousa, Universidade Federal de Goiás, Campus Goiânia-GO

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (2010) e mestrado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Goiás (2017) e doutorando em solos e água pela UFG. Tem experiência na área de hortículas e fertilidade de solos. 

Eliana Paula Fernandes Brasil, Universidade Federal de Goiás/Escola de Agronomia, Goiânia-GO

Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fertilidade do solo, Biologia do Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: nutrição mineral de plantas, Sistema plantio direto, biologia do solo, indicadores de qualidade do solo.

Adriana Aparecida Ribon, Universidade Estadual de Goiás, Campus Palmeiras de Goiás-GO

Possui experiência na área de classificação de solos e pedologia.

Alex Oliveira Smaniotto, Instituto Federal Goiano, IFG, Rio Verde-GO

Engenheiro agrônomo, formado pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) no ano de 2013, possui especialização em Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas pelo Instituto de Pós Graduação e Extensão de Mato Grosso (CPEX-MT) concluído em 2016. Mestre em Produção Vegetal pela Universidade Federal de Goiás, linha de pesquisa Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas, concluído em 2019. Atualmente doutorando em ciências agrárias pelo Instituto Federal Goiano- Campus Rio Verde-GO. 

References

(I) Alva, A.K., Paramasivam, S., Fares, A., Delgado, J.A., Mattos Junior, D., Sajwan, K. 2005. Nitrogen and irrigation management practices to improve nitrogen uptake efficiency and minimize leaching losses. Journal of Crop Improvement, 15(2), 369-420. DOI: https://doi.org/10.1300/J411v15n02_11

(II) Alves, B.M., Cargnelutti Filho, A., Toebe, C.B.M., Silva, L.P. 2015. Divergências genéticas de milho transgênico em relação à produtividade de grãos e da qualidade nutricional. Ciência Rural, 45(5), 884-891. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20140471

(III) Andrade, F.R., Petter, F.A., Nóbrega, J.C.A., Pacheco, L.P., Zuffo, A.M. 2014. Desempenho agronômico do milho a doses e épocas de aplicação de nitrogênio no Cerrado piauiense. Revista de Ciências Agrárias, 57(4), 358-366. DOI: http://dx.doi.org/10.4322/rca.1295

(IV) Biscaro, G.A., Motomiya, A.V.A., Ranzi, R., Vaz, M.A.B., Prado, E.A.F., Silveira, B.L.R. 2011. Desempenho do milho safrinha irrigado submetido a diferentes doses de nitrogênio via solo e foliar. Revista Agrarian, 4(11), 10-19.

(V) Bonifas, K.D., Walters, D.T., Cassman, K.G., Lindquist, J.L. 2005. The effects of nitrogen supply on root: shoot ratio in corn and velvetleaf. Weed Science, 53(5), 670-675. DOI: https://dx.doi.org/www.jstor.org/stable/4047036

(VI) Büll, L.T. Nutrição mineral do milho. 1993. In: Büll, L.T., Cantarella, H. (Ed.). Cultura do milho: fatores que afetam a produtividade. Piracicaba, Potafos, p. 63-145.

(VII) Caioni, S., Lazarini, E., Parente, L.T., Pivetta, S.R., Souza, M.G.L. 2016. Nitrogênio e Molibdênio para milho irrigado em região de cerrado de baixa altitude, Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 15(3), 418-427. DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v15n4p418-427

(VIII) Cessa, A.M.R., Lima, F.S.L., Melo, P.E. 2017. Pulverização foliar com nitrogênio e zinco em milho (Zea mayz L.) “Safrinha em Confresa-MT, Revista Agrogeoambiental, 9(1), 55-64. DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v9n12017869

(IX) CONAB. COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. 2020. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos, safra 2019/20. Brasília, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 20 p.

(X) EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. 2018. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 356 p.

(XI) Fagundes, D.J., Santiago, G., Mello, M.A., Bellé, A.R., Streck, A.N. 2007. Crescimento, desenvolvimento e retardamento da senescência foliar em girassol de vaso (Helianthus annuus L.): fontes e doses de nitrogênio. Ciência Rural, 37(4), 987-993. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-84782007000400011

(XII) Fancelli, A., E Dourado Neto, D. 2000. Produção de milho. Guaíba: Agropecuária, 360p.

(XIII) Farinelli, R., Lemos, L.B. 2012. Nitrogênio em cobertura na cultura do milho em preparo convencional e plantio direto consolidados. Pesquisa Agropecuária Tropical, 42(1), 63-70. DOI: https://doi.org/10.1590/S1983-40632012000100009

(XIV) Francis, C.A., Rutger, J.N., Palmer, A.F.E. 1969. A rapid method for plant leaf area estimation in maize (Zea mays L.). Crop Science, 9(5), 537-539. DOI: https://doi.org/10.2135/cropsci1969.0011183X000900050005x

(XV) Galvão, J.C.C., Miranda, G.V. 2011. Produção de milho em pequenas propriedades. CPT, Viçosa.

(XVI) Marschner, H. 1995. Mineral nutrition of higher plants. London: Academic Press. 889p.

(XVII) Morais, M., Amaral, H.F., Nunes, M.P. 2018. Desenvolvimento e assimilação de nutrientes da cultura de milho inoculado com Azospirillum brasilense e diferentes doses de nitrogênio e potássio. Revista Terra & Cultura, 34(especial), 160-176. DOI: http://doi.org/periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/522

(XVIII) Morais, T.P., Brito, C.H., Ferreira, A.S., Luz, J.M.Q. 2015. Aspectos morfofisiológicos de plantas de milho e bioquímico do solo em resposta à adubação nitrogenada e à inoculação com Azospirillum brasilense. Revista Ceres, 62(6), 589-596. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-737X201562060012

(XIX) Mumbach, L.G., Kotowski, E.I., Scheneider, A.J.F., Mallman, S.M., Bonfada, B.E., Portela, O.V., Bonfada, B.E., Kaiser, R.E. 2017. Respostas da inoculação com Azospirillum brasilense nas culturas de trigo e de milho safrinha. Scientia Agraria, 18(2), 97-103. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v18i2.514775

(XX) Oliveira, J.M.S., Caires, E.F. 2003. Adubação nitrogenada em cobertura para o milho cultivado após aveia preta no sistema plantio direto. Acta Scientiarum. Agronomy, 25(2), 351-357. DOI: https://doi.org/10.4025/actasciagron.v25i2.1926

(XXI) Pizolato Neto, A., Camargos, A.E.V., Valeriano, T. B., Sgobi M. A., Santana, M. J. 2016. Doses de Nitrogênio para cultivares de milho irrigado. Nucleus, Revista Cientifica da Fundação Educacional de Ituverava, 13(1), 87-96. DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1606

(XXII)Rolim, R.R., Pinto, A.A., Camara, F.T., Mota, A.M.D., Silva, C.S. 2018. Produtividade e rentabilidade do milho em função do manejo da adubação na região do Cariri-CE. Revista Científica Rural, 20(1), 204-221.

(XXIII) Santos, R.M.E., Sousa, L.M.B., Rocha, O.G., Freitas, S.A.C., Silveira, T.C.M., Sousa, C.O.D. 2017. Estrutura do dossel e características de perfilhos em pastos de capim-piatã manejados com doses de nitrogênio e períodos de diferimento variáveis. Ciência Animal Brasileira, 18, 1-17. DOI: https://doi.org/10.1590/1089-6891v18e-37547

(XXIV) Santos, W.F., Afférri, F.S., Pelúzio, J.M., Sodré, L.F., Rotili, E.A., Cerqueira, F.B., Ferreira, T.P.S. 2018. Genetic diversity in maize under nitrogen restriction conditions. Journal of Bioenergy and Food Science, 5(2), 44-53. DOI: http://dx.doi.org/10.18067/jbfs.v5i2.190

(XXV) Silva, H.S., Carvalho, M.A.B., Souza, A.P., Barbosa, E.S., Pereira Neto, J.M., Vieira, C.P. 2018. Distribuição especial de raízes de milho submetido a adubação mineral em sistemas de plantio direto. In.: Zuffo, A.M., Aguilera, J.G. Solos nos biomas brasileiros. 2 ed. Atena, 2(3), 17-27.

(XXVI) Souza, P. S., Silva, B. M. E., Schlichthing, F.A., Silva, C.M. 2013. Desenvolvimento inicial de trigo sob doses de nitrogênio em latossolo vermelho de cerrado. Revista Brasileira Agrícola e Ambiental, 17(6), 575-580. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662013000600001

(XXVII) Teixeira Filho, M.C.M., Buzetti, S., Andreotti, M., Arf, O., Benett. C.G.S., 2010. Doses, fontes e épocas de aplicação de nitrogênio em trigo irrigado em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 45(8), 797-804. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2010000800004.

(XXVIII) Valderrama, M., Buzetti, S., Benett S.G.C., Andreotti, M., Teixeira Filho, M.C.M. 2011. Fontes e doses de NPK em milho irrigado sob plantio direto. Pesquisa Agropecuária Tropical, 41(2), 254-263. DOI: https://doi.org/10.5216/pat.v41i2.8390

(XXIX) Veloso, M.E.C., Duarte, S.N., Dourado Neto, D., Miranda, J.H., Silva, E.C., Sousa, V.F. 2006. Doses de nitrogênio na cultura do milho, em solos de várzea, sob sistema de drenagem subterrânea. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 5(3), 382- 394. DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v5n03p%25p

(XXX) Vieira, C.V., Moro, V., Farinacio, D., Martin, N.T., Menezes, G.F.L. 2011. Caracterização da silage de milho, produzida em propriedades do sudoeste do Paraná, Revista Ceres, 58(4), 462-469. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-737X2011000400009

Downloads

Published

2021-03-15

How to Cite

Neto, D. C. O. R., Barros, L. R., Sousa, V. S., Brasil, E. P. F., Ribon, A. A., & Smaniotto, A. O. (2021). INITIAL DEVELOPMENT OF CORN SUBJECTED TO INCREASING NITROGEN DOSES. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 8(1), e5226. https://doi.org/10.32404/rean.v8i1.5226

Most read articles by the same author(s)