ATUAÇÃO DO PEDAGOGO EM ESPAÇO NÃO ESCOLAR: EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS NO PATRONATO DE FRANCISCO BELTRÃO

Yolanda Zancanella

Resumo


Este artigo é resultante da nossa ação profissional no Patronato Municipal de Francisco Beltrão – PR, considerado espaço não-formal de educação. Delineou -se como objetivo da pesquisa analisar as contribuições do Curso de Pedagogia, neste ambiente socioeducativo. Utilizamos como metodologia o estudo de caso fundamentado em Trivinos (1987), que permitiu-nos um acompanhamento efetivo do trabalho pedagógico desenvolvido pelos pedagogos no Patronato, no período de 2017 a 2019. Empregamos a metodologia da pesquisa qualitativa, de Minayo (1996), e, selecionamos como dados da pesquisa, as ações pedagógicas, desenvolvidas no Patronato, definido como o campo da pesquisa, a partir da seguinte questão: quais os processos pedagógicos desenvolvidos pelos pedagogos no Patronato em prol da formação dos assistidos? Para elucidação do tema, realizou-se levantamento bibliográfico utilizando diversos autores como: Vygotsky (1984), Afonso (2013), Gohn (2010), Trilla (1996), Libâneo (2006), Davidov (1988), Saviani (2008) Bissolli (2003), entre outros. Assim, destacamos que a importância, dessa discussão e reflexão, é colaborar para a ampliação do debate, em torno das possibilidades de atuação do pedagogo, seja em ambientes escolares ou não escolares, sem no entanto, dispensá-lo da sua função educativa. Os resultados apontam elementos importantes, sobre a atuação dos pedagogos em diferentes espaços educativos, durante a suas trajetórias profissionais contribuindo sobretudo, para o alargamento das experiências, e, reflexões sobre o trabalho pedagógico desenvolvido em outros espaços para além da educação formal.


Palavras-chave


Pedagogo. Espaço não - formal de educação. Pedagogia

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, Almerindo Janela. José Augusto Palhares (orgs). O não-formal e o informal em educação: Centralidades e periferias. Atas do I colóquio internacional de ciências sociais da 14 educação / III encontro de sociologia da educação (3 volumes). Universidade do Minho Braga – Portugal, 2013.

BISSOLLI DA SILVA, C. S. Curso de Pedagogia no Brasil: história e identidade. Campinas: Autores Associados, 2003.

LOPES Ana Claudia Fernandes. LEANDRO. Emily Francisco. BOMFIM. Ashylei Capaci. DIAS. Amanda Larissa. A educação não formal: um espaço alternativo da educação. In: IV Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação – SIRSSE e o VI Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente (SIPD/CÁTEDRA UNESCO), 2017. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/25198_12669.pdf . Acesso em 15 feve. 2021. P; 7209 a 7219.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases para a educação nacional n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF, 1996.

______. Resolução CNE/CP 1/2006. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11.

______. Lei de diretrizes e bases para a educação nacional n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF, 1996. BRASIL. Resolução CNE/CP 1/2006. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11.

______. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP n. 5/2005. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia: CNE, Brasília, 13 dez. 2005. Disponível em: . Acesso em: 18 Ago. 2018.

______.Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE (2014-2024) e dá outras providências. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005. htm. Acesso em: 18 setembro 2019.

______. Decreto-Lei Nº 1.190, de 4 de abril de 1939.Brasília, DF, 1939.

______.ENCCEJA. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/encceja. Acesso em maio de 2018.

_______. Lei7.210/1984 Lei de Execução Penal nº 7210, de 11 de julho de 1984, que determinava a existência de assistência ao apenado ou egresso das Unidades Penais, (LEP).

________. Francisco Beltrão. Lei Nº 4.120 de 25 de Novembro de 2013. Institui o Patronato Municipal de Francisco Beltrão, o Fundo Municipal de Alternativas Penais (FMAP) e dá outras providências.2013.

DAVÍDOV, Vasili. La enseñanza escolar y eldesarrollo psíquico. Prefácio. Moscu:Editorial Progreso, 1988.

GOHN, Maria da Glória. Educação Não - Formal e o Educador Social atuação no desenvolvimento de projetos sociais. São Paulo: Cortez, 2010a.

___________________. GOHN, M. Educação não-formal e o educador social atuação no desenvolvimento de projetos

sociais. São Paulo: Cortez, 2010b.

____________________. Ações coletivas civis na atualidade: dos programas de responsabilidade/compromisso social às redes de movimentos sociais. Ciências Sociais Unisinos v. 46, n. 1, p. 10-17, jan./abr. 2010c.

____________. Sociologia da educação não-formal. In: Park, Margareth Brandini; FERNANDES, Renata Sieiro. Educação não-formal: contextos, percursos e sujeitos. Campinas: Setembro, 2005.

CATELLI, Roberto Jr. GISI, Bruna. SERRAO, Luis Felipe Soares. Encceja: cenário de disputas na EJA. Rev. bras. Estud. pedagog. (online), Brasília, v. 94, n. 238, p. 721-744, set./dez. 2013. http://www.scielo.br/pdf/rbeped/v94n238/a05v94n238.pdf

KWIATKOWSKI, Liliane; ZANCANELLA, Yolanda. O papel do pedagogo na escola pública do Paraná: inquietações e desafios contemporâneos.in: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação,Superintendência de Educação. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE, 2013.Curitiba: SEED. V.! (Cadernos PDE. Disponível em.

LIBÂNEO, J. C. Diretrizes curriculares da Pedagogia: um adeus à Pedagogia e Pedagogos? 13º ENDIPE. Recife, 2006.

____________. Pedagogia e Pedagogos: para que? São Paulo: Cortez, 2002.

________.A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a teoria histórico-cultural da atividade e a contribuição de Vasili Davydov. In: Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 27, 2004.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org). Pesquisa Social: Teoria, Método e

Criatividade. 6a Edição. Petrópolis: Editora Vozes, 1996.

SAVIANI, D. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

TRILLA, J. A pedagogia da felicidade. Porto Alegre: Artmed, 1996.

__________. O Universo da Educação Social. In: ROMANS, Mercè; PETRUS, Antoni; Porto Alegre: Artmed, 2003. p. 11- 47.

SAVIANI, D. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas, SP: Autores Associados,

Curso de pedagogia no Brasil: história e identidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Souza. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fonte, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2526-4052

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Unidade Universitária de Campo Grande

Indexadores: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO