Reflexões sobre o uso de tecnologias digitais como instrumentos de ensino

Autores

Palavras-chave:

Recursos tecnológicos. Instrumentos mediadores. Ensino-aprendizagem.

Resumo

Este ensaio objetiva refletir sobre o uso de tecnologias digitais no período de ensino remoto com o propósito de apontar caminhos para que os recursos à disposição dos docentes – sejam eles ligados às novas tecnologias de informação ou não – transformem-se em instrumentos que efetivamente sirvam ao processo de ensino e aprendizagem. Para nortear essas reflexões, partimos de algumas perguntas centrais: 1) De que contexto falamos, quais as especificidades que emergem desta conjuntura e que projetos subjacentes comporta? 2) Qual concepção de ensino está em pauta e de que modo as novas tecnologias possibilitam avanços no processo de ensino-aprendizagem? Para ensaiar uma resposta a esses questionamentos, recorremos, inicialmente a autores que se debruçaram sobre as alterações impulsionadas pela pandemia de Covid-19 no ensino, particularmente no uso de tecnologias digitais e na apropriação (ou não) desses recursos pelos professores (BARRETO e ROCHA, 2020; FRANÇA FILHO, ANTUNES e COUTO, 2020) e submetemos uma breve leitura desse processo no contexto mais amplo de um projeto neoliberal para a educação (BALADELI, BARROS e ALTOÉ, 2012). Em seguida, passamos a discutir o impacto do uso de tecnologias digitais no processo de ensino-aprendizagem, com base em levantamentos feitos por Bittencourt e Albino (2007), Roda e Morgado (2019) e Pedro e Chacon (2017), confrontados com as críticas e apontamentos formulados por Nóvoa (2009), Saviani (1999) e Sforni (2008). Por fim, apresentamos brevemente as proposições feitas por Bannel et. al. (2016) e Vickery (2016) que apontam caminhos para pensar um processo intencional de ensino-aprendizagem no qual os recursos tecnológicos funcionem como instrumentos mediadores. Embora um ensaio teórico não seja suficiente para responder a todas essas questões, com a complexidade e a abrangência de uma pesquisa longitudinal, com experimentação e discussão mais aprofundada, pretendemos fomentar o debate e, sobretudo, a reflexão dirigida à ação transformadora.

Biografia do Autor

Thaís Cavalcanti dos Santos, Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguagem (GEPELin), UNESP, Bauru

É mestre no programa de Docência para a Educação Básica da Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (UNESP). É bacharel em Direito (pela UNESP), licenciada em Letras (pela Universidade da Grande Dourados) e licenciatura em Ciências Sociais (pela Universidade Metropolitana de Santos). Possui pós-graduação lato sensu em Metodologia do Ensino Superior, também pela Universidade da Grande Dourados. Leciona Língua Portuguesa, com ênfase de Produção de textos, no ensino médio e em curso pré-vestibular. Tem experiência na área de ensino de Língua Portuguesa, com ênfase em Interpretação e Produção de Textos e pesquisa, na áreas de Linguística Aplicada, Ensino e Aprendizagem das Modalidades de Linguagem à luz do Interacionismo Sociodiscursivo. Membro do GEPELin (Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguagem), vinculado à UNESP de Bauru.

 

Referências

BALADELI, Ana Paula Domingos; BARROS, Marta Silene Ferreira; ALTOÉ, Anair. Desafios para o professor na sociedade. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 45, p. 155-165, jul/set. 2012. Editora UFPR

BANNEL, Ralph Ings; DUARTE, Rosália; CARVALHO, Cristina; PISCHETOLA, Magda; MARAFON, Giovanna; CAMPOS, Gilda Helena B. Cultura digital e aprendizagem. In: Educação no século XXI: cognição, tecnologias e aprendizagens. Petrópolis, RJ: Vozes; Rio de Janeiro: Editora PUC, 2016, p. 103-121.

BARRETO, Andreia Cristina Freitas; ROCHA, Daniele Santos. Covid 19 e educação: resistências, desafios e (im)possibilidades. Revista Encantar - Educação, Cultura e Sociedade - Bom Jesus da Lapa, v. 2, p. 01-11, jan./dez. 2020. ISSN 2675-1291| DOI: http://dx.doi.org/ 10.46375/encantar.v2.0010

BITTENCOURT, Priscilla Aparecida Santana; ALBINO, João Pedro. O uso das tecnologias digitais na educação do século XXI. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v.12, n.1, p. 205-214, 2017. E-ISSN: 1982-5587 DOI: http://dx.doi.org/10.21723/riaee.v12.n1.9433 208

FRANÇA FILHO, Astrogildo Luiz; ANTUNES, Charlles de França; COUTO, Marcos Antônio Campos. Alguns apontamentos para uma crítica da educação a distância (EaD) na educação brasileira em tempos de pandemia. Rev. Tamoios, São Gonçalo (RJ), ano 16, n. 1, Especial COVID-19. p. 16-31, maio 2020

LEONTIEV, A. N. O homem e a cultura. In O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte, 1978. Página: 261-284

NÓVOA, António. Educação 2021: para uma história do futuro. Revista Ibero-Americana de Educação / Revista Ibero-Americana de Educación n. 49, p.181-199, jan.-abril, 2009

PEDRO, Ketilin Mayra; CHACON, Miguel Claudio Moriel. Competências Digitais e Superdotação: uma Análise Comparativa sobre a Utilização de Tecnologias Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v.23, n.4, p.517-530, out.-dez., 2017

RODA, Fernanda; MORGADO, Lina. Mapeamento da Literatura sobre Competências digitais do Professor: tendências em progresso. RE@D Revista de Educação a Distância e E-learning. v.2 n.1,p.46-61, mar. 2019.

SAVIANI, Demerval. A Pedagogia Histórico-Crítica e a Educação Escolar. In: _____. Pedagogia Histórico-Crítica: Primeiras aproximações. 32. ed.. Campinas: Autores Associados, 1999. (p. 57-89)

SFORNI, M. S. de F. Aprendizagem e desenvolvimento: o papel da mediação. In: CAPELLINI, V. L. F.; MANZONI, R. (Orgs.). Políticas públicas, práticas pedagógicas e ensino-aprendizagem: diferentes olhares sobre o processo educacional. 1ª ed. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2008. In: Disponível em: <http://www.diaadia.pr.gov.br/nre/ibaiti/ arquivos/File/Sforni.pdf>. Acesso 22. dez 2011

VICKERY, Anitra. Criando uma cultura de indagação. In: VICKERY, A. et.al. Aprendizagem ativa nos anos iniciais do ensino fundamental. Porto Alegre: penso, 2016, p. 43-65.

Downloads

Publicado

30/03/2022

Como Citar

Santos, T. C. dos. (2022). Reflexões sobre o uso de tecnologias digitais como instrumentos de ensino. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LINGUAGEM, 6(11), 76–90. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/educacaoculturalinguagem/article/view/6631