Os 20 ANOS DO GT21 EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DA ANPEd

Autores

Palavras-chave:

GT 21 ANPEd. Relações Étnico-Raciais. Educação. Questionário.

Resumo

O Grupo de Trabalho (GT) 21 da ANPEd, intitulado Educação e Relações Étnico-Raciais, celebra, no ano de 2021, seus 20 anos de existência. Para solenizar a data e rememorar o GT, este artigo se volta para a memória do GT 21, a partir de um retrato contemporâneo do perfil das pessoas associadas e/ou participantes de ações do grupo de trabalho. Tal intento permite avaliar a história do grupo e projetar o futuro de um GT vinculado a uma das associações de pesquisa em educação mais importantes do Brasil. Os dados aqui apresentados derivam de uma consulta realizada no ano de 2020, por meio de um questionário online com os objetivos de traçar o perfil do GT21.

Biografia do Autor

Débora Cristina de Araujo, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Educação (UFPR), docente do Departamento de Teorias do Ensino e Práticas Educacionais da Universidade Federal do Espírito Santo, na disciplina de Educação das Relações Étnico-Raciais, e vinculada aos Programas de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Educação (PPGMPE) e em Educação (PPGE) do Centro de Educação da UFES.

Ana Cristina Juvenal da Cruz, Universidade Federal de São Carlos

Professora Adjunta na Universidade Federal de São Carlos, UFSCar, no Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP) e no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE).

Referências

BRASIL. Parecer CNE/CP nº 3, de 10 de março de 2004. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Diário da Oficial da União. Brasília, DF, 19 mai. 2004.

CARNEIRO, Sueli. Mulheres em Movimento. Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, p. 7-372, 2003.

CRUZ, Ana Cristina Juvenal da. Educação e relações étnico-raciais no contexto da pandemia 2020. Boletim Extraordinário CAAF/Unifesp - Mortos e mortes da Covid-19: saberes, instituições e regulações. 2020, p. 4-8.

FONAPRACE; UFU. V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos(as) Graduandos(as) das Instituições Federais de Ensino Superior. Brasília: Andifes, 2019. Disponível em: https://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2019/05/V-Pesquisa-Nacional-de-Perfil-Socioeconomico-e-Cultural-dos-as-Graduandos-as-das-IFES-2018.pdf. Acesso em: 20/08/2021.

GOMES, Lino Nilma. A questão racial e no novocoronavirus no Brasil. Friedrich-Ebert-Stiftung Brasil, 2020, p. 7. Disponível em: <http://library.fes.de/pdf-files/bueros/brasilien/16315.pdf>. Acesso em: 20/08/2021.

LORDE, Audre. Irmã Outsider. Trad. Stephanie Borges. Autêntica Editora: Belo Horizonte, 2019.

MBEMBE, Achille. Brutalisme. Édition La Découverte: Paris, 2020.

OLIVEIRA, Megg Rayara Gomes de. O diabo em forma de gente: (r)existências de gays afeminados, viados e bichas pretas na educação. Simões Filho: Devires Editora, 2020.

TROUILLOT, Michel-Rolph. Silencing the Past: Power and the Production of History. Boston: Beacon Press. 1995.

Downloads

Publicado

17/11/2021

Como Citar

Araujo, D. C. de, & Cruz, A. C. J. da. (2021). Os 20 ANOS DO GT21 EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DA ANPEd. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LINGUAGEM, 5(10). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/educacaoculturalinguagem/article/view/6646