DOSSIÊ TEMÁTICO:

Currículos, diferenças e práticas de resistência na escola pública

Visualizações: 131

Autores

Palavras-chave:

Dossiê, Currículo, diferenças, Escola pública

Resumo

Em tempos de ataques constantes a educação pública e em meio a necropolíticas que buscam, incessantemente, a partir de práticas fascistas, racistas, homofóbicas, xenofóbicas, dentre tantas outras formas, discriminar, anular, invisibilizar as diferenças e os diferentes para produzir efeitos de homogeneização, este dossiê tem por objetivo principal reunir conhecimentos sobre currículos, diferenças e práticas de resistência na escola pública que possam contribuir para a multiplicação, adensamento e fortalecimento da heterogeneidade potencializando o surgimento de novas subjetividades, novos protagonismos e tantas novas maneiras de ser.
Convidamos pesquisadores e professores para somar a este número artigos acadêmicos e ensaios que analisem e reflitam, a partir de diversas perspectivas, os desafios, potencialidades, enfrentamentos e resistências no que concerne ao currículo escolar, diante das arbitrarias políticas oficiais de igualdade, de identidade e de reconhecimento das diferenças. Destacamos estudos que contemplem as diferenças étnico-raciais e de gênero, educação escolar quilombola, educação indígena, educação do campo, educação de jovens e adultos, educação especial e inclusiva, estudos feministas, estudos queer, dentre outros, na perspectiva de construção de um currículo como território de multiplicidades, de desterritorializações, de proliferação de alegrias e afetos.

Biografia do Autor

Alan Silus, Unigran

Alan Silus atua no Ensino Superior nas atividades de Docência e Gestão Institucional. Vice-Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguagem, Educação e Infância - Teoria Histórico-Cultural/ GEPLEI-THC da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Campus de Três Lagoas. É Avaliador Ad Hoc das condições de funcionamento de Cursos e Instituições de Ensino Superior do BASIs/ DAES/ INEP/ MEC. Tem experiência na área de Letras e Educação, atuando nas seguintes áreas: Alfabetização; Análise Dialógica do Discurso; Educação Ambiental; Educação do Campo; Educação Superior; Educação a Distância; Ensino Remoto Emergencial; Formação Docente; Gestão Educacional; Leitura e Letramento(s); Língua Brasileira de Sinais; Literatura Brasileira; Literatura Regional; Memórias, Metamemórias e Memoriais; Mídias e Tecnologias Educacionais; Música Sul-Mato-Grossense e Semiótica da Cultura, tendo realizado diversas atividades, aulas, palestras e oficinas sobre os temas acima mencionados.

Higor de Siqueira Marques, UEMS

Possui graduação em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco (2014) e especialização em Direito da Criança, Juventude e Idosos pela Universidade Candido Mendes (2016). Atualmente é assistente técnico nível médio da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, no Setor de Periódicos e no Núcleo da Rede de Saberes Indígenas da Unidade Universitária de Campo Grande. Tem experiência na área de Educação, Direitos Humanos e Tecnologia. Diagramação e editoria de Revistas Científicas. Colabora em Projetos de Ensino junto aos Acadêmicos Indígenas da UEMS, na área de formatação de trabalhos científicos.

Léia Teixeira LAcerda, UEMS

Possui Graduação em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (1995), Mestrado em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (2003), Mestrado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2004) e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2009). Atuou na Coordenadoria dos Cursos Normal Superior e Normal Superior Indígena no período de 2002 a 2005 e no Curso de Pedagogia da Unidade Universitária de Campo Grande da UEMS, no período de 2009 a 2018. Atualmente é Coordenadora do Centro de Pesquisa, Ensino e Extensão Educação, Linguagem, Memória e Identidade/CELMI; Coordenadora Adjunta do Programa de Mestrado Profissional em Educação e professora adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul no Curso de Pedagogia e no Programa de Mestrado Profissional em Educação (2021-2023). Editora da Revista Brasileira de Educação, Cultura e Linguagem e líder do Grupo de Pesquisa: Educação, Cultura e Diversidade, associada à Rede de Pesquisa Internacional para América Latina, Europa e Caribe/Rede ALEC. Vencedora do Prêmio Péter Murányi em 2009 na área de Educação, com o trabalho: Educação de Jovens e Adultos e Prevenção das IST/AIDS em Escolas Indígenas do Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brasil. Atua como pareceristas ad hoc em fundações nacionais de fomento e em periódicos e revistas especializadas da área de educação e cultura. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Ensino e da Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, gênero, educação sexual, história indígena, histórias de vida e educação escolar indígena.

Maria Leda Pinto, UEMS

Graduada em Letras pela Faculdade Dom de Aquino de Filosofia Ciências e Letras (1978), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1994) e Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo - USP (2007). Atualmente é professora Señor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, onde atua na pós-graduação, na área de estudos do texto e do discurso. É pesquisadora do Grupo de Pesquisa: Educação, Cultura e Diversidade certificado pelo CNPq e vice coordenadora do Núcleo de Estudos Bakhtinianos - NEBA. Possui experiência na área de Letras e Educação, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística e Ensino de Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Linguística e ensino de Língua Portuguesa, cultura e construções identitárias do homem pantaneiro, diversidade cultural e meio ambiente e na Análise dialógica do discurso. É docente do Programa de Pós-Graduação em Letras (2011) e do Programa de Mestrado Profissional em Letras-PROFLETRAS (2013), da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul ? UEMS na Unidade Universitária de Campo Grande ? MS.

Ronaldo Rodrigues Moises, UEMS

Professor efetivo das redes estaduais e municipais de Educação de Mato Grosso do Sul, técnico do laboratório de acessibilidade e inclusão da UEMS, possui licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2006), pós graduações Lato-sensu em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (2010), e Pedagogia Crítica da Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2010). É Mestre em Educação pela UEMS (2015), e doutor em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) com pesquisas voltadas à educação da pessoa com deficiência, inclusão, Educação Física e organização do trabalho didático.

Referências

RBECL UEMS

Downloads

Publicado

2022-10-22

Como Citar

Silus, A., de Siqueira Marques, H., Teixeira LAcerda, L., Leda Pinto, M., & Rodrigues Moises, R. (2022). DOSSIÊ TEMÁTICO:: Currículos, diferenças e práticas de resistência na escola pública. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LINGUAGEM, 6(12), I. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/educacaoculturalinguagem/article/view/7250