HOMOPARENTALIDADE:

uma realidade no ambiente escolar

Visualizações: 54

Autores

  • José Ronaldo dos Santos Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.61389/rbecl.v7i13.7373

Palavras-chave:

Família Homoparental. Espaço Escolar. Acolhimento. Diversidade e Inclusão.

Resumo

Esta pesquisa pretende destacar a importância de, no espaço escolar, haver um olhar respeitoso, sensível e afetuoso voltado ao cenário da homoparentalidade. Sendo assim, este artigo surge do desejo de (re)conhecer a família homoparental no ambiente educativo e garantir sua permanência com respeito, qualidade e equidade, buscando superar os desafios impostos por pessoas que ainda apresentam pensamentos tradicionais e preconceituosos. Neste estudo serão apresentadas algumas possibilidades que poderão colaborar para construção de ações acolhedoras e inclusivas deste arranjo familiar e (re)conhecer a sua identidade.

Referências

APGL (2000), Débathèmes 1997-1999, à paraître.

ARIÉS, Philippe. História Social da Criança e da Família, Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.

BARANOSKI, Maria Cristina Rauch: A visibilidade/invisibilidade da família homoparental no contexto das escolas do Sistema Estadual de Ensino – Núcleo Regional de Educação/Ponta Grossa - Estado do Paraná/ Maria Cristina Rauch Baranoski. Ponta Grossa, 2017

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. 2013.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente: Lei federal n. 8069, de 13 de julho de 1990.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017.

BRASIL - Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. C/CNE. Resolução CNE/CP 1/2006. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia Licenciatura, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais para Formação de Professores. BrasÌlia, 1999.

CAETANO, Márcio Rodrigo Vale. Gênero e sexualidade: um encontro político com as epistemologias de vida e os movimentos curriculares. Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, 2011.

CADORET, Anne. Filiation et parenté. In: Débathèmes. Association des Parents Gays et Lesbiens. Paris, déc. 1997.

DE SINGLY, François. Débathèmes, saison 1997-1999. Paris: APGl, 2000

DONZELOT, Jaques. A polícia das famílias. Rio de Janeiro: Graal, 1986.

DESJEUX, Cyril. Homosexualité et parentalité du désir d´enfant à as réalisation. P. 41- 50. Recherches Et Prévisions. Parentalité. Nº 93. 2008. DOI: https://doi.org/10.3406/caf.2008.2388

FOUCAULT, Michel. A política da saúde no século XVIII. In: MACHADO, R. (org) Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2006. p.193-207.

FOUCAULT. Michel. (2008). Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes.

GIORGIS, José Carlos Teixeira. Natureza jurídica da união homoerótica. Revista da Associação dos Juízes do RS, Porto Alegre, v. 88, t. 1, p. 224-252, dez. 2002

LÉVI-STRAUSS, Claude. As Estruturas Elementares do Parentesco. Petrópolis: Vozes, 1982.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Petrópolis: Vozes, 2004.

LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2ª ed. Belo Horizonte - MG: Autêntica, 2001.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, Sexualidade e Educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: 2ª Ed, Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes (Org.).O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

MEHL, Dominique. La bonne parole: quand les psys plaident dans les médias. Paris: Éditions de la Martinière, 2003.

MELLO, Luiz; GROSSI, Miriam; UZIEL, Anna Paula. A Escola e os Filhos e Filhas de Lésbicas e Gays: reflexões sobre conjugalidade e parentalidade no Brasil. In: JUNQUEIRA, R. D. (Org.). Diversidade Sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Brasília: UNESCO, 2009.

OLIVEIRA, Ana Luzia; LUCENA, Ricardo de Figueiredo. Discursos docentes sobre crianças cujos pais/mães vivem em condição de conjugalidade homoafetiva. Anais II CINTEDI... Campina Grande: Realize Editora, 2016.

ROUDINESCO, Élisabeth. (2003). A família em desordem. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar

ZAMBRANO, Elizabeth. et al. O direito à homoparentalidade: Cartilha sobre as famílias constituídas por pais homossexuais. Porto Alegre, 2006.

ZAMBRANO, Elizabeth. Parentalidades ― impensáveis II pais/mães homossexuais, travestis e transexuais. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, a. 12, n. 26, 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-71832006000200006

Downloads

Publicado

2023-11-27

Como Citar

dos Santos, J. R. (2023). HOMOPARENTALIDADE: : uma realidade no ambiente escolar . REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LINGUAGEM, 7(13), e713230. https://doi.org/10.61389/rbecl.v7i13.7373

Edição

Seção

Artigos