OS INSTRUMENTOS E RECURSOS DIDÁTICOS COMO FERRAMENTAS DE EMANCIPAÇÃO DO PROFESSOR FRENTE AO MANUAL DIDÁTICO

Visualizações: 61

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/rbecl.v7i13.7522

Palavras-chave:

Instrumentos didáticos, Recursos didáticos, Organização do trabalho didático, Manual Didático, Educação

Resumo

O manual didático tornou-se um instrumento didático centralizado, no qual o professor pauta sua prática. Alguns autores (ALVES; CENTENO, SILVA, MATTAS) apontam para a dependência que o professor criou a respeito deste material, que – simplificado e vulgarizado – pouco contribui para a obtenção do conhecimento científico. O presente trabalho teve como objetivo descrever os instrumentos e recursos didáticos levantados, que podem ser utilizados em sala de aula, com o intuito de emancipar o professor do uso exclusivo do manual didático. Para fundamentar o estudo, foi utilizada a pesquisa bibliográfica tendo como fontes autores clássicos da educação e trabalhos historiográficos científicos (dissertações e teses). Os resultados indicaram que existe uma gama de opções de instrumentos e recursos didáticos, que podem ser utilizados em sala de aula, com custo mínimo – em detrimentos dos custos ostensivos do PNLD, tornando assim, mais viáveis a nível econômico e gerando um material de melhor qualidade, pautado na ciência por quem realmente entende do assunto: educadores e pesquisadores.

Biografia do Autor

Antonia Cristina Rocha Fioravante, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Mestra em Educação pelo Mestrado Profissional em Educação (Profeduc) no ano de 2020, Especialista em Análise do Comportamento Aplicada - ABA ( 2022), Especialista em Coordenação, Orientação e Gestão Escolar (2019) e Graduada em Licenciatura em História (2014). 

Carla Villamaina Centeno, UEMS

Possui graduação em HISTÓRIA - Faculdades Unidas católicas de Mato Grosso (1990), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2000) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente é professora associada da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, atuando no curso de Pedagogia e Programa de Mestrado Profissional em Educação - PROFEDUC. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: organização do trabalho didático, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, pensamento educacional e fronteira.

Referências

ALMEIDA, A. M; VASCONCELLOS, C.M. Por que visitar museus. In BITTENCOURT, C. (org.). O saber histórico na sala de aula. 11ª ed. São Paulo, SP: Ed. Contexto. 2006.

ALVES, G.L. A produção da escola pública contemporânea. 1ª ed. Campinas, SP: Ed.

Autores Associados, UFMS, 2001.

ALVES, G.L; CENTENO, C.V. A produção de manuais didáticos de história do Brasil: remontando ao século XIX e início do século XX. Revista Brasileira de Educação v. 14 n. 42 set./dez. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n42/v14n42a06.pdf. Acesso em 20 fev. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782009000300006

BARROS, J. D. O Campo da História: especialidades e abordagens. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2006.

BARROS, R. O uso da imagem nas aulas de História. 2007. Dissertação (mestrado em educação) USP – São Paulo, SP, 2007.

BITTENCOURT, C. Livros didáticos entre textos e imagens. In BITTENCOURT, Circe(org). O saber histórico na sala de aula. 11ª ed. São Paulo, SP: Ed. Contexto, 2006.

CITELLI, A.; CHIAPPINI, L. (coord.). Aprender e ensinar com textos não escolares. 1ª ed.São Paulo, SP: Ed. Cortez, 2000.

CORRÊA, Bianca Rodrigues. Ensino de História e Narrativa: potencialidades de uma

imagem constelar. Dissertação (mestrado em educação) – UNICAMP. Campinas, SP:

Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/jspui/bitstream/REPOSIP/251234/1/Cor

rea_BiancaRodrigues_M.pdf>. Acesso em 20 jan. 2019

FIORAVANTE, A.C.R. FONTES HISTORIOGRÁFICAS COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA O ENSINO DE HISTÓRIA REGIONAL EM MATO GROSSO DO SUL: em pauta a Ditadura Civil-Militar. Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Mestrado Profissional em Educação (PROFEDUC), 2020.

GODOY, A. C. de. As imagens na sala de aula: produção de conteúdo visual no ensino de História e Geografia Local. Dissertação (Mestrado em educação) – USP: São Paulo, SP. 2013.

Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59140/tde-19022014 -

/pt-br.php> Acesso em 21 jan. 2019

KILSTAJN, I. A. B. História e Memória nos manuais didáticos. Dissertação

(mestrado em educação) - UNICAMP. Campinas, SP: 1987. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251948>. Acesso em: 10 jan. 2019

LOMBARDI, J. C. História e Historiografia da educação: atentando para as fontes. In

LOMBARDI, J. C.; NASCIMENTO, M. I. M. N. (orgs). Fontes, História e Historiografia

da Educação. Campinas, SP: Ed. Autores Associados, 2004.

MATTAS, E. De F. S. Instrumentos do trabalho didático para o ensino de História

Regional, nos 5.º anos dos anos iniciais do ensino fundamental, em quatro escolas da rede estadual de ensino, de Campo Grande – MS (2016-2018).

Dissertação (mestrado em educação) - UEMS. Campo Grande, MS: 2018. Disponível

em: < http://www.uems.br/assets/uploads/cursos_pos/cf56c0d8020c416fb02f65f15e977953/teses_dissertacoes/3_cf56c0d8020c416fb02f65f15e977953_2018-12-11_14-23-15.pdf>. Acesso em 23 jan. 2019

MELLO, B. C, de. Docência no ciclo II do ensino fundamental: um estudo sobre o ensino de história na rede municipal de São Paulo a partir de seus professores.

Dissertação (Mestrado em educação) - PUC. São Paulo, SP: 2011. Disponível em: < https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10297>. Acesso em 16 jan. 2019

NEVES , R. X. As possibilidades educacionais dos centros de documentação e

memória. Dissertação (Mestrado em educação) - UNICAMP. Campinas, SP: 2005. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/252984/1/Neves_RogerioXavier_

M.pdf> Acesso em 12 jan. 2019

ORIÁ, R. Memória e ensino de História. In BITTENCOURT, C. (org). O saber histórico na

sala de aula. 11ª ed. São Paulo, SP: Ed. Contexto, 2006.

PEREIRA, J. R. F. Gestão da informação: a produção do conhecimento na escola e a prática docente. Dissertação (mestrado em educação) - PUC. São Paulo, SP: 2006.

Disponível em: <https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/9954/1/CED%20%20Julia%20Rita

%20Franco%20Pereira.pdf>. Acesso em: 13 jan. 2019

PINSKY, J; PINSKY, C. B. O que e como ensinar. in KARNAL, L. História na sala de Aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo, SP: Ed. Contexto, 2008

SILVA, I.A. O programa nacional do livro didático para o ensino médio (PNLD/EM) e o

mercado editorial: 2003-2011. Tese de Doutorado – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Programa de Pós-Graduação em Educação. Campo Grande, MS, 2013.

STECA, L. C. A prática docente do professor de história: um estudo sobre o ensino de história do Paraná nas escolas estaduais de Londrina. Dissertação (mestrado em

educação) - UEL. Londrina, PR: 2008. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000128880>. Acesso em 15 jan. 2019

Downloads

Publicado

2023-11-27

Como Citar

Rocha Fioravante, A. C., & Villamaina Centeno, C. (2023). OS INSTRUMENTOS E RECURSOS DIDÁTICOS COMO FERRAMENTAS DE EMANCIPAÇÃO DO PROFESSOR FRENTE AO MANUAL DIDÁTICO. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LINGUAGEM, 7(13), e713233. https://doi.org/10.61389/rbecl.v7i13.7522

Edição

Seção

Artigos