CONTRIBUIÇÕES DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL: ANÁLISE DA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO NO MUNICÍPIO DE CANOINHAS, SANTA CATARINA.

Argos Gumbowsky, Elfi Irene Noernberg, Joely Leite Schaefer, Mauri Gustavo Salomon

Resumo


O presente estudo é parte integrante do projeto intitulado contribuições da Educação Superior para o desenvolvimento local:  a percepção dos gestores públicos e das entidades organizadas do município de Canoinhas, estado de Santa Catarina’. O objetivo geral pautou-se em identificar as principais ações desenvolvidas pela Universidade do Contestado (UnC) – Campus Canoinhas no período compreendido entre 2001 e 2013.  Utilizou-se para a consecução deste estudo, os princípios da pesquisa bibliográfica, documental, exploratória e histórica. O ensino superior teve início no município de Canoinhas no ano de 1970 com a criação da Fundação das escolas do Planalto Norte Catarinense (FUNPLOC). Concluiu-se o estudo com a constatação de que a Universidade do Contestado – Campus Canoinhas teve papel significativo no desenvolvimento local, em se tratando de contribuição, mediante ações como a criação de cursos de graduação e ampliação de vagas no período pesquisado, atividades de pesquisa e extensão.


Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DAS FUNDAÇÕES EDUCACIONAIS (ACAFE). Acafe – 25 anos. Acafe: Florianópolis, 1999.

-----. Disponível em: http://www.acafe.org.br/new/index.php?endereco= conteúdo/ institucional/mapas.php. Acesso em 20 de setembro de 2014.

BORDIGNON, G. Estabelecimentos isolados de ensino superior: um estudo das Fundações Educacionais de SC. Rio de Janeiro: FGV, 1978.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: MEC, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [ da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, v. 134, n. 248, 23 dez. 1996. Seção I, p. 27833 – 27841.

BRASIL. Lei 10.172, de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação. DOU 10/01/2001.

-----. Ministério da Educação. Documento referência para o Fórum Nacional de Educação Superior. 24 p. portal.mec.gov.br (acesso em 30 mar. 2009).

CHAUI, M. de S. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Editora da UNESP, 2001.

DINIZ, J. Empreendedorismo social e responsabilidade social. Linha Direta: Educação por escrito. Belo Horizonte, n. 130, p. 40-1, jan. 2009.

DUARTE, Sérgio G. Dicionário brasileiro de educação. Rio de Janeiro: Antares: Nobel, 1986.

GINKEL, Hans Van. O ensino superior e o desenvolvimento sustentável. In: UNESCO. Declaração Mundial sobre Educação Superior; Declaração mundial sobre educação superior no século XXI: visão e ação; Marco referencial de ação prioritária para a mudança e o desenvolvimento da educação superior. Trad. Amós Nascimento. Piracicaba: Editora UNIMEP, 1998. p. 350-380.

GODDARD, John. O papel das universidades no desenvolvimento regional. In: UNESCO. Declaração Mundial sobre Educação Superior; Declaração mundial sobre educação superior no século XXI: visão e ação; Marco referencial de ação prioritária para a mudança e o desenvolvimento da educação superior. Trad. Amós Nascimento. Piracicaba: Editora UNIMEP, 1998. p. 385-424.

GOEBEL, M. A. & MIURA, M. N. A universidade como fator de desenvolvimento: o caso do município de Toledo – PR. Texto.

GUMBOWSKY, Argos. Instituições de ensino superior fundacionais do estado de Santa Catarina: compromissos com o desenvolvimento regional. Revista Univap, São José dos Campos, v. 20, n. 36, dez.2014. p. 83-97.

HAWERROTH, J. L. A expansão do ensino superior nas universidades do sistema fundacional catarinense. Florianópolis: Insular, 1999.

HERNANDEZ, Fernando B. T. UNESP: tecnologia regionalizada. Folha da Ilha, Ilha Solteira, 27 de mar. 1994, ano V, n. 209, p. 04.

LAUXEN, S. de L. Universidade regional. In: ENCICLOPÉDIA de pedagogia universitária: glossário. Brasília: INEP, 2006. p. 238.

MANN, Peter H. Métodos de investigação sociológica. 3. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

MANOLESCU, F. M. K. & LIBERATO, E. M. O impacto da universidade do Vale do Paraíba na comunidade local. In> XII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VIII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do vale do Paraíba. 4 p.

MARCONI, M. de A; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1988.

MENEZES NETO, Paulo E (org.). Seminário, A universidade e o desenvolvimento regional. Fortaleza: Edições UFC, 1980, 291 p.

MINAYO, M. C. de S.(org). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

MONTE NETO, Orígenes. O papel da universidade no desenvolvimento regional. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil S.A., 1976.

RICHARDSON, R.J. et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENA EMPRESAS DE SANTA CATARINA. Santa Catarina em números. Florianópolis: Sebrae/SC, 2013, 127p.

SIEDENBERG, Dieter R. (org.) Dicionário de desenvolvimento regional. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2006.

TEICHLER, Ulrich. Responder às exigências do mundo do trabalho. In: UNESCO. Declaração Mundial sobre Educação Superior; Declaração mundial sobre educação superior no século XXI: visão e ação; Marco referencial de ação prioritária para a mudança e o desenvolvimento da educação superior. Trad. Amós Nascimento. Piracicaba: Editora UNIMEP, 1998. p 313-347.

Universidade do Contestado. Carta consulta da Universidade do Contestado, Caçador. 1999.

Universidade do Contestado. Processo de reconhecimento relatório final. Caçador. 1996.

ZÖLLNER, Nivaldo. Universidade e desenvolvimento regional. Vale Paraibano, 22 out. 2003.

VALENTE, I. (apr.). Plano Nacional de Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

Site consultado:

https://cidades.ibge.gov.br


Apontamentos

  • Não há apontamentos.