UM PANORAMA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM LETRAS-LIBRAS APÓS UMA DÉCADA DA PRIMEIRA TURMA FORMADA (2011-2021)

AN OVERVIEW OF UNDERGRADUATE COURSES IN LETRAS-LIBRAS AFTER A DECADE OF THE FIRST GRADUATING CLASS (2011-2021)

Visualizações: 395

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/sociodialeto.v13i39.8189

Palavras-chave:

Brasil, Graduação, Letras-Libras, e-MEC, Mapeamento

Resumo

A graduação em Libras no Brasil é relativamente recente, se comparada aos cursos que tiveram início no país, na época do império, assim, estudar uma ‘jovem’ graduação é ter a possibilidade de vislumbrar as evoluções e/ou involuções que esta foi tomando e nesse sentido, o objetivo do presente estudo é apresentar um panorama dos cursos de graduação em atividade em Libras no Brasil no ano de 2021, com exceção da graduação em pedagogia bilíngue. Para alcançar tal objetivo, nos valemos do sistema de dados oficial e-MEC, a fim de, por meio dos dados levantados, identificar como estão esses cursos após 10 anos da primeira turma formada (2011 - 2021), e assim, perceber as formas com que a referida graduação foi tomando ao longo dos anos. A pesquisa em tela é descritiva e utiliza-se da análise qualitativa. Como principais resultados, decorrentes da análise dos dados coletados no e-MEC, sobre os cursos de graduação em Libras no ano de 2021, foi possível identificar que: a) um aumento substancial das vagas, b) a iniciativa privada é a maior responsável pelo quantitativo de vagas, sobretudo no tocante a educação a distância (EaD) – que vislumbrou um potencial mercado, c) todas as regiões do país tem a graduação em Libras e d) as Instituições Federais são, as pioneiras e responsáveis pela capilarização de tal graduação pelo país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Renato Martins Rocha, UFABC

Professor Adjunto da Universidade Federal do ABC (UFABC). Doutor e Mestre em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar; Especialista em Surdez: Libras, Educação Especial Inclusiva e Docência da Educação Superior; Licenciatura Plena em Matemática, Pedagogia e acadêmico do curso de Letras-Libras bacharelado. Já ministrou diversos cursos e palestras para professores (municipais e estaduais), alunos do ensino médio, técnico e superior nas diversas áreas de formação. E-mail: luizrenatomr@gmail.com ou luiz.renato@ufabc.edu.br

Alexandra Maria da Cunha, Unioeste

Acadêmica do bacharelado em Letras-Libras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

Marcelo Rodrigues , Unioeste

Professor da SEED-PR. Acadêmico do bacharelado em Letras-Libras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). marcelolibras1989@gmail.com

Jaqueline Angelo dos Santos Denardin, Unioeste

Doutoranda em Estudos da Linguagem no Programa de Pós-Graduacão em Estudos da Linguagem da Universidade Federal do Mato Grosso, Mestre em Letras pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Graduada em Pedagogia, Ciências Sociais e Letras, especialista em Educação Especial: Deficiências Múltiplas, Educação do Campo, Docência no Ensino Superior e Neuropsicopedagogia Clínica e Institucional. Professora e Pedagoga do NEaDUNI (Núcleo de Educação a distância da UNIOESTE) Unioeste - campus Cascavel - PR. Docente de AEE (Atendimento Educacional Especializado) no PEE (Programa Institucional de Ações Relativas às Pessoas com Necessidades Especiais) campus Toledo. Pesquisadora das áreas: Análise de Discurso, Linguística, Linguística Aplicada, Libras, Formação de Professores, Educação, Educação a Distância, com ênfase nas Teorias do Discurso, Teorias de Gênero, Sexualidades, Transexualidade, Feminismo, Tecnologias de Informação e Comunicação, Redes Sociais, Mídia, Transfeminismo e psicanálise. 

Referências

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 23 dez. 2005. Seção I, p. 28. Acesso em: 05 ago. 2021.

BRASIL. Decreto n. 7.612, de 17 de novembro de 2011. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 18 nov. 2011. Seção I, p. 12. Acesso em: 05 ago. 2021.

BRASIL. Portaria nº 21, de 21 de dezembro de 2017. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 22 dez. 2017. Seção I, p. 29. Acesso em: 10 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. e-MEC: Instituições de Educação Superior e Cursos Cadastrados. [Brasília]: MEC, 2021. Disponível em: <http://emec.mec.gov.br/>. Acesso em: 29 dez. 2021.

CAVALCANTE, Eleny Brandão. Inserção da Libras na rede municipal de educação de Castanhal-PA: uma análise da concepção de educação de surdos que permeia a disciplina no currículo. Plures Humanidades (Ribeirão Preto), v. 12, p. 346-366, 2011.

DALL'ALBA, Carilissa; SARTURI, Cláudia de Arruda. Letras/Libras: curso superior inédito da América Latina. Revista Virtual de Cultura Surda e Diversidade, Petrópolis, e. 14, p. 1-13, set. 2014.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Instituto Nacional de Educação de Surdos - INES (Rio de Janeiro). Ministério da Educação. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA: modalidade: educação a distância. Modalidade: Educação a Distância. 2015. Disponível em: https://neo.ines.gov.br/neo/images/documentos_pedagogicos/Projeto_politico_pedagogico_2015.pdf. Acesso em: 27 dez. 2021.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de; ALBRES, Neiva de Aquino; DRAGO, Silvana Lucena dos Santos. Política para uma educação bilíngue e inclusiva a alunos surdos no município de São Paulo. Educação e Pesquisa (USP, Impresso), v. 39, p. 65-80, 2013.

OLIVEIRA, Édison Trombeta de; PICONEZ, S. C. B. Avaliação da educação superior nas modalidades presencial e a distância: análises com base no Conceito Preliminar de Cursos (CPC). Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 22, p. 833-851, 2017.

PERNAMBUCO. Instrução Normativa SEE nº 007/2017. Pernambuco: Diário Oficial do Estado de Pernambuco. Publicado no DOE-PE de 17 de novembro de 2017.

QUADROS, Ronice Muller de; STUMPF, Marianne. Letras Libras EAD. In: Ronice Müller de Quadros. (Org.). Letras Libras ontem, hoje e amanhã. 1 ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2014, v. 1, p. 9-36.

ROCHA, Luiz Renato Martins da. Panorama nacional dos estudantes público-alvo da educação especial na educação superior. Tese (Doutorado). Universidade Federal de São Carlos, 2019.

SILVA, Francimar Batista. A licenciatura letras Libras: modalidade educação a distância da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) (2013-2017). Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2019.

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (Santa Catarina). Ministério da Educação. EDITAL N° 07/COPERVE/UFSC. 2006. Disponível em: http://antiga.coperve.ufsc.br/ead2006/libras/edital.html. Acesso em: 30 dez. 2021.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (Rio Grande do Sul). Ministério da Educação. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO: Habilitação Tradução e Interpretação de Libras (Libras-Português e Português-Libras). 2014. Disponível em: https://www.ufrgs.br/letraslibras/wp-content/uploads/2021/03/PPC-LL-UFRGS.pdf. Acesso em: 27 dez. 2021.

Downloads

Publicado

18-04-2024

Como Citar

Rocha, L. R. M., Cunha, A. M. da, Rodrigues , M., & Denardin, J. A. dos S. (2024). UM PANORAMA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM LETRAS-LIBRAS APÓS UMA DÉCADA DA PRIMEIRA TURMA FORMADA (2011-2021): AN OVERVIEW OF UNDERGRADUATE COURSES IN LETRAS-LIBRAS AFTER A DECADE OF THE FIRST GRADUATING CLASS (2011-2021). WEB REVISTA SOCIODIALETO, 13(39), 1–19. https://doi.org/10.61389/sociodialeto.v13i39.8189