BREVE ANÁLISE DA EVOLUÇÃO TÉCNICO-CIENTÍFICA DA VALE

Jiuliani Santos Rocha, Nathália Alves de Oliveira, Lorecy Gottschalk Nolasco

Resumo


A atividade de mineração sempre desempenhou um relevante papel na economia nacional, sendo beneficiada pela grande concentração de riquezas do subsolo brasileiro. Com o fim de desenvolver a pesquisa, lavra e exploração de minérios localizados no país, foi criada a Companhia Vale do Rio Doce, hoje simplesmente Vale, empresa de capital misto, cujo controle acionário pertencia ao governo federal, privatizada em 1997. O objetivo do trabalho é discorrer a respeito da evolução técnico-científica das tecnologias que foram empregadas pela Vale no processo de mineração. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica através da leitura, compreensão e interpretação de livros, revistas e artigos científicos sobre os temas apresentados, consistindo em uma investigação ampla, de cunho exploratório e qualitativo. Diante disso, verifica-se que as tecnologias e inovações empregadas pela empresa Vale foram fundamentais para o crescimento e a consolidação da empresa no mercado internacional, oportunizando a sua ascensão à posição de maior exportadora de minério de ferro do mundo.
Palavras-chave: Empresa Vale; Mineração; Desenvolvimento; Tecnologia

Texto completo:

PDF

Referências


FARIAS, Regina Cláudia Gondim Bezerra. Estado mínimo, para quem?: uma reflexão sobre Estado, política, privatizações e democracia no Brasil e na Argentina. In: XIII Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, Buenos Aires, Argentina, 2008. Disponível em: https://cladista.clad.org/bitstream/ handle/123456789/5594/0060623.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 17 jul. 2019.

GALEMBECK, F. Inovação para a Sustentabilidade. Química Nova, 2013, 36, 1600.

HAGUETTE, Teresa M. F. Metodologias qualitativas na sociologia. Petrópolis: Vozes, 1992.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LESBAUPIN, Ivo. A Vale do Rio Doce e o neoliberalismo no Brasil. [12 agosto, 2007]. São Leopoldo. Revista do Instituto Humanitas Unisinos. Entrevista concedida a IHU On-Line. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/8843-a-vale-do-rio-doce-e-o-neoliberalismo-no-brasil-entrevista-especial-com-ivo-lesbaupin. Acesso em 17 jul 2019.

MAYRINK, G. Histórias da Vale. Museu da Pessoa, São Paulo, 2002.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, 2015. https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/ Acesso Ago. 2017.

RODRIGUES, Paulo Roberto Ambrosio. A cultura empresarial brasileira e a Companhia Vale do Rio Doce. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 35, n. 6, 2001. Disponível em http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/6413/4998. Acesso em 18 jul. 2019.

RUSSO, Fatima Ferreira. Privatização da Vale Do Rio Doce: valores, manifestações e implicações. 2002. 91 f. Tese (Mestrado em administração pública) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/3567/000312977.pdf?sequence=1&isAllowed=y . Acesso em 17 jul. 2019.

SCHWAB, Klaus. A Quarta revolução industrial. Trad. Daniel Moreira Miranda. São Paulo: Edipro, 2016.

SCHWAB, Klaus. The Fourth Industrial Revolution: What It Means and How to Respond. Foreign Affairs, Dez. 2015. . Acesso Jul. 2018.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras. 8ª reimpressão, 2000.

TOMÁS, Manuel. A expansão da companhia vale do rio doce e a possibilidade de criação de monopólio de minério de ferro no brasil: o caso CVRD no CADE. 2006. 168 f. Tese (Mestrado em Engenharia Mineral) - Programa de Pós-graduação em Engenharia Mineral do Departamento de Engenharia de Minas da Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto. Disponível em: https://www.repositorio.ufop.br/bitstream/ 123456789/3092/1/DISSERTA %c3%87%c3%83O_Expans%c3%a3oCompanhiaVale.PDF. Acesso em 17 jul. 2019.

TORRES BRASIL, Pedro Paulo. Análise da evolução econômica e financeira da mineradora Vale - Duas décadas do seu processo de desestatização. Monografia de Graduação. Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Disponível em: . 2016. Acesso em: 03 ago. 2019.

VALE. A mineração do futuro, hoje. 2019. Disponível em: http://www.vale.com/brasil/PT/initiatives/innovation/industria-40/Pag. aspx#ancora_carrossel>. Acesso em: 19 jul. 2019.

VALE. Relatório de Sustentabilidade 2018. 2019. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2019.

VALE. Instituto tecnológico Vale- ITV. 2019. Disponível em: < http://www.vale.com/brasil/PT/initiatives/innovation/itv/Paginas/defa. aspx>. Acesso em: 19 jul. 2019.

VALE. Minério de Ferro e Pelotas. 2019. Disponível em:< http://www.vale.com/brasil/PT/business/mining/iron-ore-pellets/Pagina. aspx>. Acesso em: 19 jul. 2019.

VARELLA, Marcelo Dias. Direito internacional econômico ambiental. Belo Horizonte: Del Rey, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN - 2318-7034

Curso de Direito da UEMS - Unidade Universitária de Dourados

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito, Estado, Constituição e Direitos Fundamentais e Humanos - UEMS