COMPORTAMENTO DESVIANTE: O CAMINHO PARA A DELINQUÊNCIA

Talita Pavão Moraes Tocado, Leandro Correa Barboza

Resumo


O artigo trata do tema da delinquência juvenil em termos de seu desenvolvimento. Para isso, utiliza-se a metodologia da pesquisa bibliográfica, que consiste basicamente na leitura de teorias de autores que tratam do problema. A partir da avaliação das repercussões do comportamento desviante na infância e na adolescência, que a sociedade recebeu de forma insatisfeita devido à grande desconhecimento das consequências do envolvimento de menores em condutas ilícitas, os principais aspectos relacionados à literatura discutida, a delinquência juvenil é o tema que apresenta-se como um estudo fundamental para todos os cidadãos, pelos seus reflexos que afetam os interesses da organização e o desenvolvimento social e econômico de toda a sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


DARON, Ronald; PAROT, Françoise. Dicionário da Psicologia. Lisboa: Climepsi, 1998. In MACHADO, Mónica. COMPREENDER A TERAPIA FAMILIAR. 2012. Disponnível em: . Acesso em 10 nov. 2020.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Brasileiro. Direito de Família. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

MEDEIROS, Maria. Adolescência: abordagens, investigações e contextos de desenvolvimento. Lisboa: Direcção Regional de Educação, 2000.

MENDES, Deise Daniela; MARI, Jair de Jesus; SINGER, Marina; BARROS, Gustavo Machado; MELLO, Andréa F. Estudo de revisão dos fatores biológicos, sociais e ambientais associados com o comportamento agressivo. Ver. Bras Psiquiatr, 2009, 31 (Supl II): S77-85. Disponível em: . Acesso em 10 nov. 2020.

NEGREIROS, Jorge. Delinquências juvenis: Trajetórias, intervenções e prevenção. Porto: Livpsic: Legis Editora, 2008.

OLIVEIRA, Elias Barbosa de; BITTENCOURT, Leilane Porto; CARMO, Aila Coelho. A importância Da família Na prevenção Do Uso De Drogas Entre crianças E Adolescentes: Papel Materno. SMAD Ver. Eletr. Saúde Mental Álcool Drog, 2008, 4, 01-16.

OSÓRIO, Luiz Carlos. Como trabalhar com sistemas humanos: grupos, casais e famílias, empresas. Porto Alegre: Artmed, 2013.

PEREIRA, Caio Mário da Silva. Instituições de Direito Civil. Direito de Família. 16. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2007.

PICHON-RIVIÈRE, Enrique. Teoria do Vínculo. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

PINHEIRO, Carla. PSICOLOGIA JURIDICA. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

PREDEBON, Juliana; GIONGO, Cláudia. A Família com Filhos Adolescentes em Conflito com a Lei: Contribuições de Pesquisas Brasileiras. 2015. Disponível em: . Acesso em 10 nov. 2020.

TABORDA, Jose G. V.; ADALLA-FILHO, Elias; CHALUH, Miguel. PSIQUIATRIA FORENSE. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

RODRIGUES, Sílvio. Direito Civil. Direito de Família. 28. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

SANCHES, Cristina; GOUVEIA-PEREIRA, Maria. Julgamentos de justiça em contexto escolar e comportamentos desviantes na adolescência. Análise Psicológica, 1 (XXVIII): 71-84, 2010. Disponível em: . Acesso em 12 nov. 2020.

VIERA, Tereza Rodrigues. FAMÍLIA, PSICOLOGIA E DIREITO. Brasília: Zakarewicz, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN - 2318-7034

Curso de Graduação em Direito e Especialização em Direitos Difusos e Coletivos da UEMS - Unidade Universitária de Dourados

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito, Estado, Constituição e Direitos Fundamentais e Humanos - UEMS