MULTIPROPRIEDADE: INOVAÇÃO NO MERCADO IMOBILIÁRIO

Autores

  • ANDREIA ALVES SOARES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)
  • YANNI GABRIELLI VASCONCELOS DE SENA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)
  • VANIA MARA BASILIO GARABINI UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)

Palavras-chave:

Propriedade; Time Sharing; Condomínio; Setor Hoteleiro; Imóvel.

Resumo

O presente trabalho visa tratar de uma nova modalidade de condomínio que tem ganhado força nos últimos anos no Brasil, a Multipropriedade ou Time Sharing. Constitui um instituto ainda pouco utilizado no Brasil, um dos países com vasta exploração turística. Suas bases foram constituídas no exterior na década de 60, sendo assimilada pelo Brasil recentemente. Para acompanhar o desenvolvimento sócioimobiliário o legislador deve tratar deste tema para proporcionar segurança às situações de fato. Este trabalho pretende elucidar as noções formuladas pelo direito sobre este instituto, discutindo as situações resultantes dele, interpretando as leis que dispõem sobre o assunto a luz da Constituição Federal e da legislação vigente no Brasil.

Biografia do Autor

ANDREIA ALVES SOARES, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)

Academica do Curso de Graduação em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) Dourados/MS.

YANNI GABRIELLI VASCONCELOS DE SENA, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)

Academica do Curso de Graduação em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Dourados/MS.

VANIA MARA BASILIO GARABINI, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)

Mestre em Direito Processual e Cidadania pela Universidade Paranaense – UNIPAR. Doutora em Direito Constitucional pelo Instituto Toledo de Ensino - ITE. Pesquisadora e Docente do Curso de Direito da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS

Referências

CALFAT, Caio. Cenário de Desenvolvimento de Multipropriedades no Brasil. Disponível:<http://www.caiocalfat.com.br/wpcontent/uploads/2018/06/Cen%C3%A1rio-do-Desenvolvimento-de-Multipropriedades-no-Brasil-2018-Caio-Calfat-RealEstate-Consulting-5.pdf>. Acesso em: 26/10/2021

DINIZ, Maria Helena. Curso de Direito Civil Brasileiro. Direito das Coisas. 28 ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

GONÇALVEZ, Mariana. O que é multipropriedade? Disponível em: < https://blogmarianagoncalves.jusbrasil.com.br/artigos/778150725/o-que-e-multipropriedade.> . Acesso em 27 de outubro de 2021.

MALUF, Carlos Alberto Dabus. Principais limitações ao direito de propriedade no Código Civil de 2002. Disponível em<: https://www.aasp.org.br/educacional/publicações/revista do advogado>. Acesso em: 27/10/2021.

MENDONÇA, Marcos. Multipropriedade e a revolução no mercado imobiliário. Disponível em:

< https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/11441/Multipropriedade-e-a-revolucao-no-mercado-imobiliario.>. Acesso em 27 de outubro de 2021.

MORAES, Alexandre de, Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional, 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2006.

SANTOS, Aline Cecilia Alexandrina Bezerra. Multipropriedade Imobiliária e a Concretização da Função Social na Garantia do Acesso à Moradia de Lazer. Disponível em: www.publicadireito.com.br. Acesso em: 26/10/2021.

SILVA, Victoria Branquinho. A Multipropriedade no Brasil. Disponível em: https://ibradim.org.br/a-multipropriedade-no-brasil. Acesso em: 27/10/2021.

ZAIM, Miguel. Multipropriedade: uma nova modalidade de condomínio. Disponível em: < https://jus.com.br/artigos/74334/multipropriedade-uma-nova-modalidade-de-condominio.>. Acesso em 27 de outubro de 2021.

Downloads

Publicado

01/06/2022

Como Citar

ALVES SOARES, A. ., VASCONCELOS DE SENA, Y. G. ., & BASILIO GARABINI, V. M. (2022). MULTIPROPRIEDADE: INOVAÇÃO NO MERCADO IMOBILIÁRIO. REVISTA JURÍDICA DIREITO, SOCIEDADE E JUSTIÇA, 9(13), 200–205. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/RJDSJ/article/view/7003