A MUSEOLOGIA COMO PARTE DA PRESERVAÇÃO DA IDENTIDADE E DA CULTURA MATERIAL INDÍGENA

Autores

  • Elaine Cristine Luz Santos de Moura Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Lilian Raquel Ricci Tenório Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

Resumo:

O presente trabalho parte-se do pressuposto de que as culturas e histórias dos povos indígenas podem estar preservadas através dos artefatos, trabalho este desenvolvido durante a pós-graduação de Cultura e História dos Povos Indígenas organizado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Neste sentido, a mediação cultural e o público, são aspectos fundamentais para análise da repercussão identitária que é conduzida na sociedade. A partir dessa perspectiva, faz-se fundamental elucidar termos que relevem sua importância, tal como a memória, história regional, identidade, cidadania e pesquisa em torno da cultura material. Dessa maneira, foram realizadas visitas técnicas ao Museu de Arqueologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, de maneira a investigar como se dá a mediação cultural em torno dos objetos; e sua educação patrimonial. A base teórica do projeto é composta de diversas fontes disponíveis em catálogos eletrônicos, bibliotecas digitais, e em periódicos científicos, que abrangem informações para compreensão museal e da educação patrimonial. Verfica-se o incentivo à pesquisa, educação, turismo, lazer, valorização histórica, arte e memória. Assim como as restaurações e conservações são âmbitos fundamentais para realização deste e de todos os museus presentes na sociedade contemporânea e para preservação da cultura material indígena.

Palavras-chave: Cultura material; Museologia; Educação Patrimonial.

Downloads

Publicado

31/03/2017

Como Citar

Moura, E. C. L. S. de, & Tenório, L. R. R. (2017). A MUSEOLOGIA COMO PARTE DA PRESERVAÇÃO DA IDENTIDADE E DA CULTURA MATERIAL INDÍGENA. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 11(11), 6–22. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/1166