A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO MODERNO EM BURITI, CLARO ENIGMA E SÃO BERNARDO

Autores

  • Inti Anny Queiroz Queiroz USP

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar o perfil do sujeito moderno ou sujeito modernista a partir do estudo de três relevantes autores da literatura modernista brasileira: Guimarães Rosa, Graciliano Ramos e Carlos Drummond de Andrade. O artigo busca uma analise comparativa e deverá traçar uma analise não apenas focada na observação da literatura contemporânea comparada, mas cruzando com outros fatores estéticos e formais como encontrados em outras artes como o cinema, o teatro e até nas artes plásticas. Nós observaremos como o sujeito moderno é tratado em cada um dos autores e enriquecer a analise com características de cada um dos autores e suas respectivas historias de vida. Para efetuar nossa análise utilizaremos uma obra de cada um dos referidos autores: O Buriti, São Bernardo e Claro Enigma, que de acordo com análises previamente consultadas, nos forneceu ferramentas e reflexões para acreditarmos serem significativas para a observação pretendida. Questões históricas e filosóficas poderão auxiliar na observação de possibilidades sobre o tema proposto.

Biografia do Autor

Inti Anny Queiroz Queiroz, USP

Mestranda em Filologia da Língua Portuguesa no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).

Downloads

Publicado

30/06/2017

Como Citar

Queiroz, I. A. Q. (2017). A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO MODERNO EM BURITI, CLARO ENIGMA E SÃO BERNARDO. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 2(2). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/1810