As várias faces da mulher no medievo

Autores

  • Larissa do Socorro Martins Leal Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

mulher, mãe, medieval, matrimônio.

Resumo

Ser mulher na sociedade Medieval não havia conforto algum. No contexto histórico, ser mãe também era uma tarefa árdua e desenvolver essa atividade com excelência era quase uma obrigação durante a Idade Média. Este trabalho tem como objetivo estudar a face feminina no Medievo. A partir do livro sagrado - Bíblia - desde a criação do mundo e dos seres humanos2, a mulher é vista pelo homem como um ser secundário3. O sexo feminino durante todos os tempos teve suas limitações, porém foi durante a Idade Média, período de intensa misoginia, que ela teve seu ápice de limitações, principalmente comportamentais. Elas tiveram que ver suas histórias e vivências serem relatadas por homens, que na maioria das vezes eram religiosos. A Igreja foi de fundamental importância para que a mulher fosse cada vez mais contida e silenciada. Com uma visão distorcida deste sexo, durante muito tempo, a igreja precisava encontrar um exemplo a ser seguido e foi em Maria que enxergaram esse ideal feminino comportamental, sendo ela um exemplo de filha, esposa, mulher e mãe.

Biografia do Autor

Larissa do Socorro Martins Leal, Universidade Federal do Pará

Graduada em Letras, Universidade Federal do Pará (UFPA).
Pós-graduação (em andamento) lato sensu em Ética, teologia e educação, EST.

Downloads

Publicado

06/09/2017

Como Citar

Leal, L. do S. M. (2017). As várias faces da mulher no medievo. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 3(3), 23–44. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/2083