Biblioterapia e Literatura Infantojuvenil: Contribuindo para a formação de cidadãos críticos e seres humanos “mais humanos”

Autores

  • Sirlene Cristófano Universidade do Porto

Palavras-chave:

Literatura, Educação, Inclusão.

Resumo

Este artigo pretende divulgar a utilização da literatura infantil enquanto promotora da formação da identidade de crianças marginalizadas, além de fazer uma reflexão sobre como a literatura infantojuvenil desponta a possibilidade de educar para incluir, em vez de criminalizar para excluir.

Biografia do Autor

Sirlene Cristófano, Universidade do Porto

Doutoranda em Estudos Literários e Culturas Românicas, na Faculdade de Letras da Universidade do
Porto – FLUP. Membro do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e
Memória financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia no
âmbito do projeto PEst-OE/HIS/UI4059/2011. Autora de vários artigos científicos de temas relacionados
à Educação, Psicanálise, Literatura, Antropologia do Imaginário e Simbologia; também é autora de contos
infantojuvenis e poesia.

Downloads

Publicado

2018-02-20

Como Citar

Cristófano, S. (2018). Biblioterapia e Literatura Infantojuvenil: Contribuindo para a formação de cidadãos críticos e seres humanos “mais humanos”. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 4(4). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/2436