O presságio de Lygia Fagundes Telles na Revista Branca – uma breve sonata em homenagem à amiga Hilda Hilst

Autores

  • Juliana Caldas Doutoranda na área de Literatura brasileira da Universidade de São Paulo.

Palavras-chave:

Hilda Hilst, Lygia Fagundes Telles, poesia brasileira, Revista Branca

Resumo

A Revista Branca, por meio da sensibilidade de Lygia Fagundes Telles, publicou em 1949 o poema “Canção do mundo”, de Hilda Hilst, que, no ano seguinte, viria a compor o livro de estreia da autora, Presságio (1950). Mais do que o valor literário pontual desses primeiros versos, o poema publicado na Revista anuncia alguns princípios: o de uma amizade entre duas escritoras fundamentais em língua portuguesa e o de uma obra rica e múltipla que encarnou uma radicalidade poética original na literatura brasileira do século XX.

Biografia do Autor

Juliana Caldas, Doutoranda na área de Literatura brasileira da Universidade de São Paulo.

Doutoranda na área de Literatura brasileira do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

15/01/2019

Como Citar

Caldas, J. (2019). O presságio de Lygia Fagundes Telles na Revista Branca – uma breve sonata em homenagem à amiga Hilda Hilst. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 15(15), 20–26. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3292