ALFABETIZAÇÃO,LETRAMENTO E CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA: IMPLICAÇÕES NA ESCRITA

Maria Inês Batista Campos, Jéssica Mota Pinheiro, Walquiria Carneiro Benício

Resumo


Este artigo tem por objetivo descrever algumas dificuldades apresentadas pelos
alunos em grafar palavras com irregularidades ortográficas tais como “apressado”, “repensar”
e “pensativo”, isto é, com semelhanças de sons entre “s” e “ss”. A partir de uma atividade
com formação de palavras cognatas, os alunos não identificavam a diferença dessas palavras
nem estabeleciam a relação grafema/fonema. Fundamentamos este trabalho nos conceitos de
alfabetização, letramento e consciência fonológica segundo Soares (2004), Kleiman (1995) e
Bortoni-Ricardo & Machado (2013), a fim de compreender e solucionar os desvios
ortográficos presentes na produção escrita realizada. No processo de alfabetização e
letramento, diagnosticamos uma lacuna na aprendizagem referente à consciência fonológica e
ainda, a ausência de vocábulos no repertório lexical dos educandos. Os dados observados
demonstraram que os alunos de 6 º ano ainda não superaram tais dificuldades ortográficas.

Palavras-chave


alfabetização; letramento; consciência fonológica.

Texto completo:

PDF


ISSN: 2237-8332