O DISCURSO DA INOVAÇÃO NO REFERENCIAL CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL – 1º AO 9º ANO: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA.

Autores

  • Jônatas Gomes Duarte Universidade Federal do Tocantins
  • José Amilsom Rodrigues Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Este artigo teve como objetivo analisar o discurso da inovação no Referencial
Curricular de Língua Portuguesa para o Ensino Fundamental – 1º ao 9º ano, do Estado do Tocantins (RC/TO). Buscou-se verificar se a criatividade e a inovação são conceitos trabalhados na composição desse documento para possibilitar ao professor e aos alunos transformar informações em conhecimentos. Várias são as perspectivas que se lançam ao conceito de inovação. Assumimos neste trabalho o enfoque sociocultural, que apresenta inovação enquanto interação. A pesquisa seguiu os pressupostos teóricos da semiótica discursiva. Para tanto teve embasamento em teóricos como Barros (2005) e Fiorin (2008). Constatou-se que as mudanças que os novos tempos reclamam só serão possíveis se forem resultado do esforço coletivo de atores diversos, em especial, formadores, professores e instâncias públicas competentes na elaboração/execução de projetos que possam, de fato, nortear os novos rumos da educação.

Downloads

Publicado

11/04/2019

Como Citar

Duarte, J. G., & Rodrigues, J. A. (2019). O DISCURSO DA INOVAÇÃO NO REFERENCIAL CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL – 1º AO 9º ANO: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 6(6). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3475