ESCOLAS DO GÊNERO: ENTRE TRADIÇÕES E PERSPECTIVAS

Autores

  • Sueder Souza Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Ederson Luís Silveira Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Linguística Textual, Gênero, Ensino.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo expor as três escolas estrangeiras que proporcionaram métodos e perspectivas para o ensino do gênero e que o relacionaram diretamente com a proposta de ensino escolar. Para tanto fez-se uso das principais referências trabalhadas em sala de aula, bem como referências a parte para complementar o trabalho e para propor uma discussão, dentro das perspectivas sugeridas pelos estudioso das Escolas de Sidney, de Genebra e Norte-Americana, a respeito dos diferentes métodos abordados a fim de discutir suas semelhança e diferenças.

Biografia do Autor

Sueder Souza, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Bolsista de Iniciação Científica pelo CNPq e membro dos Grupos de Pesquisa em Estudos da Linguagem e Estudos do Som e da Fala.

Ederson Luís Silveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Rio Grande-FURG (RS), membro do FORMATE- Grupo de Estudos em Territorialidades da Infância e Formação Docente da Universidade Estadual do Sudoeste Baiano-UESB

Downloads

Publicado

11/04/2019

Como Citar

Souza, S., & Silveira, E. L. (2019). ESCOLAS DO GÊNERO: ENTRE TRADIÇÕES E PERSPECTIVAS. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 7(7). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3486