Aquisição e desenvolvimento da língua inglesa a partir da teoria Noticing Hypothesis de Richard Schmidt

Autores

  • Juliane Silva Giusti Rocha Universidade Federal do Amapá
  • Silvagne Vasconcelos Duarte Universidade Federal do Amapá

Palavras-chave:

Capacidade de memória de trabalho, Noticing, Produção oral, Aquisição/aprendizagem de LE.

Resumo

O estudo relatado neste artigo objetivou investigar a relação entre a capacidade de memória de trabalho, registro cognitivo (noticing), atenção e a produção oral da Língua estrangeira em um adulto brasileiro aprendente de língua inglesa como segunda língua ou língua estrangeira. Este artigo objetiva discutir a teoria Noticing Hypothesis proposta por Schmidt (1990), na qual propõe que aprendentes de uma LE precisam notar e registrar cognitivamente os aspectos linguísticos de uma dada nova língua para que a aprendizagem ocorra. O estudo constitui-se de três tarefas: (1) uma tarefa visando medir a capacidade de memória de trabalho através do Oxford Placement Test; (2) uma tarefa oral objetivando medir a produção oral em LE do aprendente ao produzir a estrutura alvo (Questões indiretas); e (3) uma tarefa que buscava medir o registro cognitivo de aspectos da LE através de um protocolo oral. Os resultados deste estudo demonstram que existe relação entre a capacidade de memória de trabalho, noticing e a produção oral da LE, uma vez que o aprendente que possui a capacidade de memória de trabalho maior, consegue registrar facilmente os aspectos da estrutura alvo e exibe melhor execução nas tarefas orais de LE. Assim, os resultados deste estudo revelam que o aprendente notou a estrutura alvo porque ele tinha uma capacidade maior de memória de trabalho. Por fim, este artigo objetiva contribuir, significativamente, no campo da Linguística Aplicada para a teoria de Aquisição/Aprendizagem de LE.

Biografia do Autor

Juliane Silva Giusti Rocha, Universidade Federal do Amapá

Mestranda em Educação pela Universidade Federal do Amapá-Unifap, especialista em Metodologia do Ensino de Língua portuguesa e Literatura pelo Instituto de Ensino Superior do Amapá e graduada em Letras-Inglês pela Universidade Federal do Amapá.

Silvagne Vasconcelos Duarte, Universidade Federal do Amapá

Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Brasília-UnB, Especialista em Novas Metodologias no Ensino de Língua Portuguesa pela Faculdade Atual e graduado em Letras pela Universidade Federal do Amapá-UNIFAP. E-mail: silvagne_duarte@unifap.br 

Downloads

Publicado

28/10/2020

Como Citar

Rocha, J. S. G., & Duarte, S. V. (2020). Aquisição e desenvolvimento da língua inglesa a partir da teoria Noticing Hypothesis de Richard Schmidt. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 18(18), 19–38. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3703

Edição

Seção

Artigos