A representação social do agronegócio nas HQs da revista Granja Kids

Autores

Palavras-chave:

Agronegócio, Quadrinhos, Educação, Revista Granja Kids.

Resumo

O agronegócio brasileiro, retratado por décadas em milhares de páginas impressas, tem buscado também por meio de outras plataformas trazer informações atualizadas do setor. Utilizando-se das ferramentas da comunicação, os setores do agro, na atualidade, objetivam educar o público e desmitificar a representação social perpetuada no passado. Esses movimentos atuam em todos os públicos, da criança ao adulto. Assim, o presente artigo analisa o material narrado em forma quadrinhos que, desde abril de 2013, vem sendo publicada nas páginas da revista Granja Kids. Veiculado junto a revista A Granja, o agro passa a ser contado para quem também vivencia o campo, mas que normalmente não é ouvido: as crianças. Com pressupostos teóricos de Serge Moscovici, Denise Jodelet e Gonçalo Junior, tem-se como teoria norteadora da pesquisa a Teoria das Representações Sociais, compreendidas como um conhecimento elaborado e compartilhado numa coletividade que contribui individualmente nas suas inter-relações. Tomando como método a Análise de Conteúdo, por Laurence Bardin e Martin W. Bauer, onde objetivamos compreender como o agro é representado nas páginas da revista.

Biografia do Autor

Débora Pereira Lucas Costa, Centro Universitário Fasipe (Unifasipe/Sinop).

Possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo, pela Universidade Católica de Pelotas - UCPel (2004), especialização em Jornalismo Político, pela AVM Faculdade Integrada (2015), especialização em Gestão do Agronegócio, pela Faculdade Fasipe (2017), mestrado em Letras pelo Programa de Pós-graduação em Letras - PPGLetras - da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat/Sinop (2019). É doutoranda em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística, da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat/Cáceres, e graduanda em Letras pela Unicesumar. Atualmente é professora no curso de graduação em Jornalismo, do Centro Universitário Fasipe (Unifasipe). É membro dos grupos de pesquisa Educação Científico-Tecnológica e Cidadania (CETA/Unemat) e Educação e Estudos de Linguagem (GEdEL/Unemat). É membro do projeto de pesquisa Questões Urbanas em Linguagens (QUEL). É revisora da Revista Eventos Pedagógicos (REPS). Tem interesse nas áreas de Análise do Discurso, Mídia e Agronegócio.

Adriano Eulálio Araújo, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT)

Mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), graduado em Jornalismo na Faculdade de Sinop (FASIPE - 2014), graduado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pelo Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP - 2010). Atua Possui cursos paralelos na área de comunicação, com foco em mídias digitais e produção de audiovisual. Atua como professor na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) e na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Sinop-MT. Tem experiência nas áreas de Cultura Brasileira, Publicidade e Propaganda, Rádio e TV, Cultura e Jornalismo. Produção e finalização de materiais para TV.

Downloads

Publicado

23/08/2021

Como Citar

Costa, D. P. L., & Araújo, A. E. (2021). A representação social do agronegócio nas HQs da revista Granja Kids. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 19(19), 86–104. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/5769