ATIVIDADE RESPIRATÓRIA E QUALIDADE DE BETERRABA INTEIRA E MINIMAMENTE PROCESSADA

Authors

  • Alex Guimarães Sanches Universidade Federal do Pará, UFPA
  • Maryelle Barros da Silva Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA
  • Elaine Gleice Silva Moreira Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA
  • Jaqueline Macedo Costa Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA
  • Carlos Alberto Martins Cordeiro Universidade Federal do Pará, UFPA, Bragança-PA

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v3i4.1182

Abstract

A beterraba (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de grande importância agrícola e que vem ganhando espaço na linha de produtos minimamente processados. Todavia, o comportamento respiratório e a avaliação da qualidade pós-colheita dessa olerícola ainda é restrito principalmente quanto a melhor forma de processamento sendo este o principal objetivo desta pesquisa. As raízes foram armazenadas durante sete dias em refrigerador com temperatura de 5°C e avaliados diariamente quanto a taxa respiratória, a produção de etileno, o conteúdo de sólidos solúveis, acidez titulável, teor de ácido ascórbico e de betaleínas. A taxa respiratória e os teores de betalaínas foram afetados, independente do armazenamento, inteiro ou processado. De modo geral o armazenamento inteiro garantiu as melhores características em todas as variáveis avaliadas e na forma processada o corte em fatias manteve a preservação dos atributos relacionados à qualidade, ao metabolismo respiratório e aos pigmentos betalínicos, sendo, portanto, o recomendado para o processamento desta olerícola

Author Biographies

Alex Guimarães Sanches, Universidade Federal do Pará, UFPA

Engenheiro Agrônomo, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de grãos, frutas, flores e hortaliças.

Maryelle Barros da Silva, Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA

Engenheira Agrônoma, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de grãos, frutas, flores e hortaliças.

Elaine Gleice Silva Moreira, Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA

Engenheira Agrônoma, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de grãos, frutas, flores e hortaliças.

Jaqueline Macedo Costa, Universidade Federal do Pará, UFPA, Altamira-PA

Engenheira Agrônoma, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de grãos, frutas, flores e hortaliças.

Carlos Alberto Martins Cordeiro, Universidade Federal do Pará, UFPA, Bragança-PA

Prof. Dr. Universidade Federal do Pará, Campus Bragança-PA. Experiência em fisiologia pós-colheita e tecbologia de produtos de origem animal e vegetal.

References

(1) ALVES, J. A.; VILAS BOAS, E. V. de. B.; VILAS BOAS, B. M.; SOUZA, E. C. de. Qualidade de produto minimamente processado à base de abóbora, cenoura, chuchu e mandioquinha-salsa. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas-SP, v. 30, n. 3, p. 625-634, 2010.

(2) AOAC. ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of the Association of the Agricultural Chemists. 17th ed. Washington, 2007. 1410 p.

(3) CHITARRA, M. I.; CHITARRA; A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2ª ed. Lavras-MG: Universidade Federal de Lavras, 2007. 785 p.

(4) IAL. INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz: Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 4ª ed. São Paulo-SP: Instituto Adolfo Lutz, 2008. 1020 p.

(5) KLUGE, R. A.; COSTA, K. A.; VITTI, M. C. D.; ONGARELLI, M. G.; JACOMINO, A. P.; MORETTI, C. L. Armazenamento refrigerado de beterraba minimamente processada em diferentes tipos de cortes. Ciência Rural, Santa Maria-RS, v. 36, n. 1, p. 263-270, 2006.

(6) KLUGE, R.A; PICOLI, A.A.; AGUILA, J.S. Respiração e produção de etileno em beterrabas inteiras e minimamente processadas submetidas a tratamentos com etileno e biorreguladores. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 28, n. 1, p. 54-57, 2010.

(7) MARQUES, L. F.; MEDEIROS, C. D.; COUTINHO, O. L.; MEDEIROS, C. B.; VALE, L. S. Produção e qualidade da beterraba em função da adubação com esterco bovino. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre-RS, v. 5, n. 1, p. 24-31, 2010.

(8) MORETTI, C. L. Manual de processamento mínimo de frutas e hortaliças, Brasília-DF: Embrapa Hortaliças, SEBRAE, p. 531, 2007.

REID, M. S. Ethylene in postharvest technology. In: KADER, A. A. (Ed.). Postharvest technology of horticultural crops. Oakland: University of California, cap. 13, 1992. p. 97-108,

(9) SASAKI, F. F.; DEL AGUILA, J. S.; GALLO, C. R.; ORTEGA, E. M. M.; JACOMINO, A. P.; KLUGE, R. A Alterações fisiológicas, qualitativas e microbiológicas durante o armazenamento de abóbora minimamente processada em diferentes tipos de corte. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 24, n. 2, p. 170-174, 2006.

(10) VERZELETTI, A.; FONTANA, R. C.; SANDRI, I. G. Avaliação da vida de prateleira de cenouras minimamente processadas. Alimentos e Nutrição, Araraquara-SP, v.21, n.1, p. 87-92, 2010.

(11) VITTI, M. C. D.; KLUGE, R. A.; YAMAMOTTO, L. K; JACOMINO, A. P. Comportamento da beterraba minimamente processada em diferentes espessuras de corte. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 21, n. 4, p.623-626, 2003.

(12) VITTI, M. C. D.; KLUGE, R. A.; GALLO, C. R.; SCHIAVINATO, M. A.; MORETTI, C. L.; JACOMINO, A. P. Aspectos fisiológicos e microbiológicos de beterrabas minimamente processadas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 39, n. 3, p. 1027-1032, 2004

Published

26/09/2016

How to Cite

Sanches, A. G., Silva, M. B. da, Moreira, E. G. S., Costa, J. M., & Cordeiro, C. A. M. (2016). ATIVIDADE RESPIRATÓRIA E QUALIDADE DE BETERRABA INTEIRA E MINIMAMENTE PROCESSADA. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 3(4), 12–18. https://doi.org/10.32404/rean.v3i4.1182

Most read articles by the same author(s)