DESPERDÍCIO DE IOGURTE POR EMBALAGENS

Visualizações: 928

Authors

  • Monica Aparecida Campos Ferreira Instituto Federal Goiano, Campus Morrinhos, Morrinhos, Goiás
  • Lucas de Alvarenga Santos Freire Instituto Federal Goiano, Campus Morrinhos, Morrinhos, Goiás
  • Thaís Alves Barbosa Instituto Federal Goiano, Campus Morrinhos, Morrinhos, Goiás
  • Ana Paula Silva Siqueira Instituto Federal Goiano, Campus Morrinhos, Morrinhos, Goiás

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v3i3.1204

Abstract

O desperdício de alimentos é inaceitável diante da quantidade de pessoas que passam fome no mundo. Novas tendências tecnológicas visando estética e praticidade tem transformado as embalagens em novas fontes de desperdício. Diante do exposto objetivou-se com o presente trabalho contabilizar o desperdício de iogurte causado por diferentes tipos de embalagens comerciais e verificar a opinião de consumidores a respeito da importância da embalagem e do desperdício que algumas podem causar. Observou-se que o desperdício causado por essas embalagens pode chegar a ordem de 12% de produto, variando entre tampa e corpo e que a impressão das pessoas sobre as embalagens realmente está relacionada à praticidade e estética e até mesmo a marca, além do que, não se dá muita importância para o fator desperdício. Por fim acredita-se que além de uma revisão na estrutura de produção e na cadeia de comercialização a consciência do consumidor quanto ao desperdício deve ser resgatada.

References

(1) AZEREDO, H. M. C. Fundamentos de estabilidade de alimentos. 2. ed. Brasília-DF: Embrapa, 2012. Disponível em:<http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/77697/1/CLV12015.pdf>. Acesso em:27 jan. 2014.

(2) BRASIL/MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Resolução nº 5, de 13 de novembro de 2000. Padrões de Identidade e Qualidade de Leites Fermentados. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 02 jan. 2001. Seção 1, p. 75-78

(3) CANADIAN DAIRY INFORMATION - NUTRITION JOURNAL. Per capita consumption of dairy products. Canadá: CDI-NJ: 2012. Disponível em: <http://www.dairyinfo.gc.ca/pdf/dpcons_byqrt_ltrprod_e.pdf. Acesso: 15 mai. 2016.

(4) CHANDAN, R. C.; WHITE, C. H.; KILARA, A.; HUI, Y. H. Manufacturing Yogurt and Fermented Milks. London: Blackwell Publishing Ltd., 2006. 364 p. Disponível em: http://dx.doi. Org/10.1002/9780470277812.

(5) GONÇALVES, A.; EBERLE, I. Frozen yogurt com bactérias probióticas. Alimentos e Nutrição, Araraquara-SP, v. 19, n. 3, p. 291-297, 2008.

(6) IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estimativas populacionais para os municípios brasileiros. Brasília- DF: IBGE, 2012. Disponível em:<http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2012/>. Acesso em: 16 mai. 2016.

(7) IMECHE GLOBAL FOOD: waste not, want not. London: IMechE, 2013. Disponível em:<http://www.wanttoknow.nl/wpcontent/uploads/IMechE+Global+Food+Report.pdf>. Acesso em: 16 mai. 2016.

(8) MURRAY, J. M.; DELAHUNTY, C. M. Mapping consumer preference for the sensory and packaging attributes of Cheddar cheese. Food Quality and Preference, Barking, v. 11, n. 5, p. 419-435, 2000.

(9) RASIC, J. L.; KURMANN, J. A. Yoghurt: Scientific Grounds Technology, Manufacture & Preparation. Copenhagen: Technical Dairy Publishing House, 1978. 427 p.

(10) RIBEIRO, M. M.; MINIM, V. P. R.; MINIM, L. A.; ARRUDA, A. C.; CERESINO, E. B, CARNEIRO, H. C. F.; CIPRIANO, P. A. Estudo de mercado de iogurte da cidade de Belo Horizonte-MG. Revista Ceres, Viçosa, v. 57, n. 2, p.151-156, 2010.

(11) FAO. FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION. Toolkit: Reducing the food wastage footprint. [S.l.]: FAO, 2013. Disponível em:< http://www.fao.org/docrep/018/i3342e/i3342e.pdf>. Acesso em: 16 maio 2016

Published

2016-08-12

How to Cite

Ferreira, M. A. C., Freire, L. de A. S., Barbosa, T. A., & Siqueira, A. P. S. (2016). DESPERDÍCIO DE IOGURTE POR EMBALAGENS. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 3(3), 24–27. https://doi.org/10.32404/rean.v3i3.1204

Most read articles by the same author(s)