PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR CORRELACIONADA COM O TEOR DE FÓSFORO EM MATO GROSSO DO SUL

Visualizações: 561

Authors

  • Rafael Montanari
  • Pamela Kerlyane Tomaz
  • Douglas Martins Pereira Pellin

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v1i1.224

Abstract

A caracterização da variabilidade espacial de atributos envolvidos nos sistemas de produção é fundamental para o planejamento estratégico do setor sucroenergético brasileiro. Assim, o objetivo foi avaliar a correlação espacial e linear entre os atributos da composição tecnológica da cana-de-açúcar correlacionados com o teor de fosfóro de um Latossolo Vermelho distroférrico, no município de Rio Brilhante, MS. Foi instalada uma malha geoestatística, para a coleta de dados do solo e planta, com 80 pontos amostrais, numa área de 80 ha. A análise de regressão linear indicou que a variabilidade da produtividade da cana-de-açúcar (t ha-1) pode ser explicada pelo teor de fósforo disponível do solo. A análise dos semivarigromas cruzados para os componentes de produção indicou que variável atributo de planta açúcares totais recuperáveis pôde ser estimada por meio da técnica de co-krigagem em função do teor de fósforo do solo. Assim, valores superiores a 23 mg dm-3 desse atributo do solo indicaram sítios com as mais elevadas produtividades da cultura da cana-de-açúcar.

Published

2015-07-12

How to Cite

Montanari, R., Tomaz, P. K., & Pellin, D. M. P. (2015). PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR CORRELACIONADA COM O TEOR DE FÓSFORO EM MATO GROSSO DO SUL. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 1(1), 01–09. https://doi.org/10.32404/rean.v1i1.224

Most read articles by the same author(s)