CARACTERIZAÇÃO DE FRUTOS DE MANGABAS (Hancornia speciosa GOMES) E ESTUDO DE PROCESSOS DE EXTRAÇÃO DA POLPA

Danielle Godinho Araújo Perfeito, Natália Carvalho, Milene Cristina Mendes Lopes, Flávio Luís Schmidt

Resumo


Estudos visando aprimorar a tecnologia de pós-colheita da mangaba se fazem necessários em função da alta perecibilidade da fruta e falta de tecnologias de transformação adaptáveis às condições de microempresas. Nesse estudo frutos de mangaba com três estágios de maturação foram caracterizados quanto a suas propriedades físicas e químicas, além disso foram avaliadas diferentes formas de despolpamento dos frutos em função do rendimento e características da polpa. As características físicas dos frutos determinadas foram o comprimento, diâmetro, massa específica aparente, volume e massa específica. Determinou-se o uso de prévia redução de tamanho dos frutos em multiprocessador sob aquecimento e dois tipos de peneiras em extrator, tipo escovas: com 0,8 e 0,5 mm de diâmetro de abertura de malha. A massa foi o parâmetro físico estudado que apresentou a maior irregularidade, variando entre 9,96 e 67,8 g por fruto. Houve aumento do conteúdo de vitamina C no transcorrer do processo de maturação dos frutos de mangaba do Cerrado atingindo 59,16 mg 100 g–1 em frutos maduros. Nas operações de despolpamento avaliadas verificou-se que o branqueamento e a trituração prévia dos frutos não aumentaram o rendimento de polpa, que foi expressivo, em torno de 77%, indicando que a mangaba é um fruto promissor para a agroindústria.


Texto completo:

PDF

Referências


(1) ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS – AOAC. Official methods of analysis of the Association of Official Analytical chemists. 14. ed. Washington, DC, EUA, 1984.

(2) ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS – AOAC. Official methods of analysis. 16 ed. Washington, DC, EUA, 1997.

(3) BENASSI, M. T.; ANTUNES, A. J. A comparison of metaphosphoric and oxalic acids as extractant solutions for the determination of vitamin C in selected vegetables. Brazilian Archives of Biology and Technology, Curitiba-PR, v. 31, n. 4, p. 507-513, 1988.

(4) BORGES, K. C. F.; SANTANA, D. G.; MELO, B.; SANTOS, C. M. Rendimento de polpa e morfometria de frutos e sementes de pitangueira-do-cerrado. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 32, n. 2, p. 471-478, 2010.

(5) BRASIL/MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução normativa n° 1, de 7 de janeiro de 2000. Regulamento técnico geral para fixação dos Padrões de Identidade e Qualidade para polpa de fruta. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília 10 de jan. 2000. Seção 1, p. 53.

(6) CARNELOSSI, M. A. G.; TOLEDO, W. F. F.; SOUZA, D. C. L.; LIRA, M. de L.; SILVA, G. F.; JALALI, V. R. R.; VIEGAS, P. R. A. Conservação pós-colheita de mangaba (Hancornia speciosa Gomes). Ciência e Agrotecnologia, Lavras-MG, v. 28, n. 5, p. 1119-1125, 2004.

(7) CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2 ed. Lavras-MG: UFLA, 2005. 785p.

(8) DIB TAXI, C. M. A.; MENEZES, H. C.; SANTOS, A. B.; GROSSO, C. R. F. F. Study of the microencapsulation of camu-camu (Myrciaria dubia) juice. Journal of Microencapsulation, London, v. 20, n. 4, p. 443-448, 2003.

(9) GANGA, R. M. D.; FERREIRA, G. A.; CHAVES, L. J.; NAVES, R. V.; NASCIMENTO, J. L. Caracterização de frutos e árvores de Hancornia speciosa Gomes do cerrado. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 32, n. 2, p. 101-113, 2010.

(10) HUNTERLAB. Applications note: CIE L* a* b*color scale. Virginia, v. 8, n. 7, 1996.

(11) MATTIETTO, R. A.; LOPES, A. S.; MENEZES, H. C. Estabilidade do néctar misto de cajá e umbu. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas-SP, v. 27, n. 3, p. 456-463, 2007.

(12) PEREIRA, A. V.; PEREIRA, E. B. C.; SILVA JUNIOR, J. F.; SILVA, D. B. Mangaba. In: VIEIRA, R. F.; COSTA, T. S. A.; SILVA, D. B.; ERREIRA, F. R.; SANO, S. M. Frutas nativas da região Centro-Oeste do Brasil. Brasília-DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2006, p. 188-213.

(13) SILVA, A. M. L.; MARTINS, B. A.; DEUS, T. N. Avaliação do teor de ácido ascórbico em frutos do cerrado durante o amadurecimento e congelamento. Estudos, Goiânia-GO, v. 36, n. 6, p. 1159-1169, 2009.

(14) SILVA, M. R.; SANTOS JUNIOR, R. T. O.; FERREIRA, C. C. C. Estabilidade da vitamina C em cagaita in natura e durante a estocagem da polpa e refresco. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia-GO, v. 38, n. 1, p. 53-58, 2008.

(15) SOUZA, F. G.; FIGUEIREDO, R. W.; ALVES, R. E.; MAIA, G. A.; ARAÚJO, I. A. Qualidade pós-colheita de frutos de diferentes clones de mangabeira Hancornia speciosa Gomes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras-MG, v. 31, n. 6, p. 1449-1454, 2007




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v2i3.269

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 JOURNAL OF NEOTROPICAL AGRICULTURE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.