CONSIDERAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE CAPTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE DE CANOINHAS (SC)

Autores

  • Jairo Marchesan Uniasselvi
  • Ricardo Ostrovski Stanislavski
  • Alexandre Assis Tomporoski
  • Daniela Pedrassani Pedrassani

Resumo

A água como elemento natural indispensável para toda vida no Planeta Terra merece e precisa ser tratada com zelo e reconhecida como um bem comum de todos. As características físico-químicas da água implicam diretamente na qualidade de vida das pessoas e da biota. Por isso, é fundamental que todos tenham acesso a água em quantidade e de boa qualidade. De maneira geral, a qualidade está sendo gradativa e negativamente afetada em decorrência de produtos nocivos ambientalmente, sejam das indústrias, agricultura pelo uso intensivo de agrotóxicos ou em outras atividades produtivas. O objetivo do presente estudo foi analisar os processos de captação, tratamento e distribuição da água para a população da cidade de Canoinhas, Santa Catarina e para tal, foi realizada uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, no ano de 2019. No referido município, tais processos são executados pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento do Estado de Santa Catarina (CASAN). Após a captação, a água é tratada e distribuída pela referida Companhia para o consumo humano e demais usos para a cidade sob enfoque. A pesquisa apontou para a importância fundamental e estratégica do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Canoinhas, no sentido de ser o agente mobilizador e articulador de ações e intervenções teóricas de Educação Ambiental, incentivando os usuários de água e a sociedade em geral para práticas de gestão sustentável dos bens naturais, principalmente da água.

Downloads

Publicado

2020-07-23

Como Citar

Marchesan, J., Ostrovski Stanislavski, R., Assis Tomporoski, A., & Pedrassani, D. P. (2020). CONSIDERAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE CAPTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE DE CANOINHAS (SC). DESENVOLVIMENTO, FRONTEIRAS E CIDADANIA, 4(6), 122–141. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/fronteiracidadania/article/view/5346