ASPECTOS TERRITORIAIS, CARTOGRÁFICOS E COMPORTAMENTAIS:

CORRELAÇÕES ENTRE O XADREZ E O ENSINO DE GEOGRAFIA

Visualizações: 38

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/geofronter.v10.8213

Palavras-chave:

Ensino; Xadrez; Geografia.

Resumo

Existem vários estudos relacionando as vantagens do ensino e prática do xadrez com um melhor desempenho do discente na escola. Porém, quando se trata especificamente do ensino de Geografia, esses estudos se escasseiam. Assim, esse trabalho procurou fazer uma relação específica com essa disciplina, procurando mostrar como o xadrez pode auxiliar nos processos, habilidades e competências da Geografia. Pasa isso, foi feito um projeto de ensino de xadrez com alunos do ensino médio em três escolas públicas, depois foi aplicado um estudo controlado randomizado agrupado. Para melhor eficiência do estudo também foram analisados um grupo de controle de alunos, possibilitando assim uma melhora análise dos resultados. Dentre os diversos resultados encontrados, merecem destaque uma melhora da concentração dos discentes e a possível conexão das coordenadas geográficas com a notação algébrica.

Biografia do Autor

Fernando Corrêa Maciel, Universidade Federal de São João del-Rei

Mestrando em Geografia pela Universidade Federal de São João del-Rei

Ivair Gomes, Universidade Federal de São João del-Rei

Doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Professor do Departamento de Geociências da Universidade Federal de São João del-Rei

Arlon Cândido Ferreira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Pós-Doutorando em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 

Referências

BOLIGIAN, L. A transposição didática do conceito de território no ensino de Geografia. 2003. 132 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2003.

CARVALHO, H. Tabuleiro da vida: o xadrez na história. 1. ed. São Paulo: SENAC, 2019.

HORTA, T. S. Uma proposta de inclusão do xadrez como estratégia didática na formação de professores de Matemática no Ensino Superior. 2020. 92 f. Dissertação (Mestrado em Ensino das Ciências) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2020.

JERRIM, J. et al. Chess in Schools: Evaluation Report and Executive Summary. London: Institute of Education Scienses, 2016.

KANZLER, C. O.; KIECKOEFEL, L. Quais as habilidades adquiridas na prática do xadrez? Humus, v. 9, n. 26, p. 2-18, 2019.

MIGUEL, L. R. et al. O Desenvolvimento dos Processos Cognitivos Através do Jogo de Xadrez: Melhorando as Futuras tomadas de Decisões. Anais da Jornada Científica dos Campos Gerais, v. 17, p. 1-4, 2019.

RIBEIRO, A. C. Calendários, Estações do Ano e a Senóide, o Sol, Coordenadas Geográficas: Conexões com a Matemática dos Ensinos Fundamental e Médio. 2017. 57 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) – Instituto de Matemática, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017.

ROMANO, Barbara. Does playing Chess improve math learning? Promising (and inexpensive) results from Italy. 2011. Graduate School of Education, University of Pennsylvania, 2011.

ROSHOLM, M.; MIKKELSEN, M. B.; GUMEDE, K. Your move: The effect of Chess on mathematics test scores. Plos One, v. 12, n. 5, p. 1-18, 2017. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0177257

SANTOS, M. S. A Abstratividade das ciências Químicas, Físicas e Matemáticas. Saber Científico, v. 2, n. 2, p. 63-79, 2021.

SIBILIA, P. A escola no mundo hiper-conectado: redes em vez de muros? Matrizes, v. 5, n. 2, p. 195-211, 2012.

SILVA, R. S. M.; BORGES, G. A. Novas Possibilidades para o Ensino de Geogradia Urbana: O Jogo de Xadrez como Instrumento Didático. Campinas: UNICAMP, 2011.

Downloads

Publicado

2024-01-23

Como Citar

Maciel, F. C., Gomes, I., & Ferreira, A. C. (2024). ASPECTOS TERRITORIAIS, CARTOGRÁFICOS E COMPORTAMENTAIS: : CORRELAÇÕES ENTRE O XADREZ E O ENSINO DE GEOGRAFIA. GEOFRONTER, 10, e8213. https://doi.org/10.61389/geofronter.v10.8213

Edição

Seção

Artigos