Leitura e seus suportes: papel e digital

Celso Leopoldo Pagnan, Eliane Provate

Resumo


Pesquisas pioneiras (Mangen; Walgermo; Brønnick, 2012) têm destacado o modo de ler textos curtos ou livros inteiros em dois suportes: digital e papel. Há uma suposição de que os jovens tendem a preferir a leitura digital ao suporte papel, porém pode não ser uma verdade absoluta, conforme atestam outras pesquisas (PewResearch Center, 2014). Com base em dados desses estudos, bem como na aplicação de testes em alunos do ensino médio, o presente trabalho parte do pressuposto de que o nível de percepção dos leitores pode ser relativamente diferente conforme o suporte utilizado. Para tanto, utilizamos como metodologia a aplicação de um teste de leitura em vinte e nove alunos, que leram textos curtos, com um ou dois parágrafos, em um suporte digital, tablet, e responderam a questões de compreensão sobre tais textos; repetindo o procedimento com outros textos em suporte papel. A hipótese era de que os alunos apresentassem modos diferentes de compreensão textual de acordo com o suporte utilizado. A análise dos dados coletados revelou um resultado sutilmente superior na compreensão dos textos impressos, porém insuficiente para ser generalizado como resultado conclusivo, não deixando, entretanto, de apontar caminhos significativos para a compreensão das práticas leitoras na escola. 


Palavras-chave


Leitura. Suporte digital. Suporte papel.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26514/inter.v7i20.1234

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT   REDIB   DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO  DOAJ  IRESIE   ELECTRONIC JOURNALS LIBRARY  LIVRE ACESSO ERIH PLUS