Trabalhando números e operações com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental sob a ótica da resolução de problemas

Visualizações: 1391

Autores

  • Manoel Santos Costa UNIVERSIDADE CEUMA - UNICEUMA
  • Norma Suely Gomes Allevato Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL
  • Célia Barros Nunes Universidade do Estado da Bahia - UNEB.

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v8i23.1557

Palavras-chave:

Educação Matemática. Números e Operações. Resolução de Problemas.

Resumo

 

Buscamos no presente artigo explorar alguns aspectos relacionados aos conteúdos referentes ao bloco Números e Operações, apresentado pelos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN (BRASIL, 1997). Fazendo uso da Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas, trabalhamos conceitos básicos de Aritmética e as primeiras noções de Álgebra nos anos iniciais do Ensino Fundamental, considerando a avaliação como um processo integrado ao ensino e à aprendizagem de Matemática num contexto de trabalho através da resolução de problemas. Os dados aqui descritos e analisados compõem um estudo de natureza qualitativa, que foi realizado com alunos do 5.º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública estadual na cidade de São Luís/MA, por meio de observação e de análise documental das resoluções dos problemas apresentados pelos alunos. Os resultados mostram que os alunos (re)construíram o conceito de multiplicação e divisão, percebendo a relação existente entre essas operações como operações inversas. Também construíram as primeiras noções de Álgebra (equação), sem utilizarem variáveis como x e y usualmente utilizadas pelos professores na apresentação desse conteúdo.

 

Biografia do Autor

Manoel Santos Costa, UNIVERSIDADE CEUMA - UNICEUMA

DOUTOR EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA PELA UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL - UNICSUL. ATUALMENTE É PROFESOR E PESQUISADOR DA UNIVERSIDADE CEUMA - UNICEUMA, EM SÃO LUÍS/MA.

Norma Suely Gomes Allevato, Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL

DOUTORA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. PROFESSORA, PESQUISADORA E COORDENADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO (MESTRADO) EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA DA UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL - UNICSUL, EM SÃO PAULO/SP.

Célia Barros Nunes, Universidade do Estado da Bahia - UNEB.

DOUTORA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. PROFESSORA E PESQUISADORA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - CAMPUS X.

Referências

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática: Por que através da Resolução de Problemas? In: ONUCHIC, L. R. et al. (Org). Resolução de Problemas: Teoria e Prática. Jundiaí: Paco Editorial, 2014. p. 35-52

BANDEIRA, E. Linguagem escrita em aulas de matemática: uma experiência em sala de aula. In: Anais do X EGEM - Encontro Gaúcho de Educação Matemática. Ijuí/RS: UNIJUÍ, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. 3. ed.- Brasília: MEC, 1997.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática 1º e 2º ciclos - Brasília: MEC, 1998.

BROCADO, J.; DELGADO, C.; MENDES, F. A multiplicação no contexto do sentido do número. In: Desenvolvendo o sentido do número: perspectivas e exigências curriculares. vol. II. Lisboa: APM, 2007, p. 9-18.

CAI, J.; LESTER, F. Por que o Ensino com Resolução de Problemas é Importante para a Aprendizagem do Aluno? Boletim GEPEM. Tradução: BASTOS, A. S. A. M.; ALLEVATO, N. S. G. Rio de Janeiro, n. 60, 2012, p. 241-254.

COSTA, M. S. Discutindo o ensino de geometria com professores polivalentes. 2008, 145 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Pulo, 2008.

COSTA, M. S.; ALLEVATO, N. S. G. AVALIAÇÃO: um processo integrado ao ensino e à aprendizagem de matemática através da resolução de problemas. ACTA SCIENTIAE – Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Editora da ULBRA, v. 17, n. 2, p. 1-17, 2015.

CURI, E. A matemática e os professores dos anos iniciais. São Paulo: Musa Editora, 2005.

DANTE, L.R. Didática da Resolução de Problemas de Matemática. São Paulo: Ática,1989.

FAYOL, M. A criança e o número: da contagem à resolução de problemas. Tradução: Rosana Severino de Leoni. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

FIORENTINI, D. Rumos da Educação Matemática: O professor e as mudanças didáticas e curriculares. II Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática, 2001, Brusque. Rumos da Educação Matemática: O professor e as mudanças didáticas e curriculares, 2001. v. 1. p. 23-37.

FIORENTINI, D. LORENZATO, S. Investigações em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 3. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2009.

HELDER, R. R. Como fazer análise documental. Porto: Universidade de Algarve, 2006.

IMENES, L. M. Os números na história das civilizações. São Paulo: Scipione, 1999.

ITACARAMBI, R. R. Resolução de Problemas: construção de uma metodologia (ensino fundamental I). São Paulo: Editora Livraria da Física, 2010.

LOPES, S. E.; PAVANELLO, R. M.; FRANCO, V. S. Alunos do ensino fundamental e problemas escolares: Leitura e interpretação de enunciados. In: NOGUEIRA, C. M. I.; KATO, L. A.; BARROS, R. M. de O. (Org). Teorias e práticas em educação matemática: aproximação da universidade com a sala de aula. Maringá: Eduem, 2010. p. 175-188.

MALDANER, A. Educação matemática: fundamentos teóricos - práticos para professores dos anos iniciais. Porto Alegre: Mediação, 2011.

MENDONÇA, M. C. D. Problematização: um caminho a ser percorrido em educação matemática. 1993. 307 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de Campinas, Campinas, 1993.

NCTM – National Council of Teachers of Mathematics. Princípios e normas para a matemática escolar. Lisboa: APM, 2007.

NUNES, T. et al. Introdução à Educação Matemática: números e operações numéricas. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

NUNES, C. B. A Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas: perspectivas à formação docente no contexto da sala de aula. In: REIS, M. J. E. et al (Orgs.). Educação e Desenvolvimento: diferentes olhares. Coleção Formação e Práxis Docente, vol. 2. Pontes Editores, 2014, p. 61-79

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G. Formação de Professores – Mudanças Urgentes na Licenciatura em Matemática. In: FROTA, M. C. R.; NASSER, L. (Org.). Educação Matemática no Ensino Superior: pesquisas e debates. Recife: SBEM, 2009.

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. BOLEMA - Boletim de Educação Matemática, UNESP – Rio Claro, v 25, p. 73-98, 2011.

PIRES, C. M. C. Educação Matemática: conversas com professoras dos anos iniciais. 1. ed. São Paulo: Zé-Zapt Editora, 2012.

ROCHA, I.; RODRIGUES, M.; MENINO, H. A divisão no contexto do sentido do número. In: Equipe do Projeto Desenvolvendo o Sentido do Número: perspectivas e exigências curriculares. Desenvolvendo o sentido do número, materiais para o professor do 1º ciclo, vol. II. Lisboa: APM, 2007.

SCHLIEMANN, A. D. et al. Solving Algebra Problems before Algebra Instruction. Paper presented at the Second Early Algebra Meeting, Tufts University/UMass-Dartmouth, 1998.

VAN DE WALLE, J. A. Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Trad. Paulo Henrique Colonese. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Downloads

Publicado

20-09-2017

Como Citar

Costa, M. S., Allevato, N. S. G., & Nunes, C. B. (2017). Trabalhando números e operações com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental sob a ótica da resolução de problemas. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 8(23), 230–252. https://doi.org/10.26514/inter.v8i23.1557