Formação de educadores populares a partir de parceria entre universidade e movimento popular

Visualizações: 527

Autores

  • Maria Clarisse vieira Faculdade de Educação da universidade de Brasilia
  • Luciana de Oliveira Pinto

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v9i26.2419

Palavras-chave:

Formação de educadores populares, Movimento popular, Alfabetização de jovens e adultos.

Resumo

Este artigo discute características do processo de formação e perfil dos educadores que participaram de formação voltada para professores que atuam no Programa DF Alfabetizado nas Regiões Administrativas do Paranoá e Itapoã (DF), ocorrida em 2016, fruto de parceria entre Movimento Popular, Universidade de Brasília e Coordenação Regional de Ensino. A discussão ampara-se nos pressupostos teóricos do materialismo histórico-dialético de Marx e Engels, na abordagem histórico-cultural de Bakhtin e Vigotski, na pedagogia libertadora de Freire e na proposta pedagógica de análise e superação de situações-problemas-desafio, construção de textos coletivos, fórum e acolhimento amoroso dos alfabetizandos. Os educadores avaliaram de forma positiva o processo de formação inicial e ressaltaram a importância das oficinas vivenciadas, o compromisso em adotá-las em suas turmas de alfabetização, haja vista a troca de experiência, a discussão dos problemas enfrentados ao longo da prática educativa e o desenvolvimento conjunto de propostas visando a sua superação. 

Biografia do Autor

Maria Clarisse vieira, Faculdade de Educação da universidade de Brasilia

Professora da Faculdade de Educação e do Programa de pós-graduação em Educação da UNB.  Doutora em Educação pela UFMG e mestre em educação pela UFU. Coordenadora do Genpex- UnB - Grupo de ensino pesquisa e extensão em educação popular e  estudos filosóficos e histórico culturais

Luciana de Oliveira Pinto

Mestrado em Educação (2017) e Economia (1993) pela Universidade de Brasília, Graduação em pedagogia pela Universidade Paulista (2015), Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade de Brasília (1988), Graduação em Comunicação Social - Jornaismo pela Universidade Federal da Bahia (1983) e Especialização em Processos de Alfabetização na Vida Adulta pela Universidade de Brasília (2005). Educadora do Programa BB Educar desde 2004 pela Fundação Banco do Brasil

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. São Paulo (SP): Hucitec, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Princípios, Diretrizes, Estratégias e Ações de Apoio ao Programa Brasil Alfabetizado: Elementos para a Formação de Coordenadores de Turmas e de Alfabetizadores. 2011a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Option= com_docman&view=download&alias=10022-diretrizes-principios-pba-secadi&category_slug =fevereiro-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em 05.01.18.

________.Ministério da Educação/Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. 2011. Resolução CD/FNDE nº 32, de 1º de julho de 2011. 2011b.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro (RJ): Paz e Terra, 1987.

GDF. Decreto nº 11.208, de 17 de agosto de 1988. 1988. Disponível em: http://www.tc.df.gov.br/SINJ/Norma/16518/Decreto_11208_17_08_1988.html. Acesso em 05.01.18.

________. Lei 3.527, de 03 de janeiro de 2005. 2005. Disponível em: http://www.sedhab.df.gov.br/images/estudos_territorias/dossie_ras/itapua/lei_3527_27062000.pdf. Acesso em 05.01.18.

________. Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD/Itapoã2015. 2016. Disponível em: http://www.codeplan.df.gov.br/images/CODEPLAN/PDF/pesquisa_ socioeconomica/pdad/2016/PDAD_Itapoa.pdf. Acesso em 05.01.18.

JESUS, Leila. A repercussão da atuação de educadores/as populares do Cedep/UnB na escola pública do Paranoá-DF. Dissertação (Mestrado em Educação). Brasília (DF): Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2007.

MARX, Karl. Para a crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

MARX, Karl.; ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. São Paulo (SP): Expressão Popular, 2009.

MENEZES, Janaína. A construção/constituição do texto coletivo para o processo de dessilenciamento do alfabetizando do Paranoá e Itapoã. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia). Brasília (DF): Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2013.

REIS, Renato. A constituição do sujeito político, epistemológico e amoroso na alfabetização de jovens e adultos. Tese (Doutorado em Educação). Campinas (SP): Universidade de Campinas, Faculdade de Educação, 2000.

________. A constituição do ser humano: amor-poder-saber na educação/alfabetização de jovens e adultos. Campinas (SP): Autores Associados, 2011.

SANTOS, Crislanqueni. O curso de formação inicial do Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá (Cedep): Singularidades e significação na perspectiva das alfabetizadoras populares. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia). Brasília (DF): Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2011.

VIEIRA, Maria. Clarisse; REIS, Renato; SOBRAL, Julieta. Educação de Jovens e Adultos como ato de amor, poder e saber: os desafios do Genpex. Brasília (DF): Fundação Universidade de Brasília, Decanato de Ensino de Graduação, 2015.

VIGOTSKI, Lev. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo (SP): Martins Fontes, 2009.

Downloads

Publicado

27-11-2018

Como Citar

vieira, M. C., & Pinto, L. de O. (2018). Formação de educadores populares a partir de parceria entre universidade e movimento popular. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 9(26), 246–269. https://doi.org/10.26514/inter.v9i26.2419