o Exame de Suficiência para “recrutamento” de professores para o ensino secundário

Visualizações: 756

Autores

  • Marcos Henrique Silva Lopes Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • LUZIA APARECIDA DE SOUZA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v9i27.2775

Palavras-chave:

Formação de Professores, Historiografia, Mato Grosso Uno, Educação Matemática

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão acerca do Exame de Suficiência para “recrutamento” de professores para atuarem no Ensino Secundário do Brasil. Este exame foi uma medida emergencial adotada pelo Ministério da Educação e Saúde (MES), com intuito de suprir a situação de carência e urgência vivenciada pelo Ensino Secundário, em relação ao corpo docente para atender à demanda que estava em plena expansão, principalmente para as regiões afastadas dos centros urbanos do país. Na construção da historiografia educacional brasileira, e, mais especificamente, na formação de professores, esse dispositivo auxilia a compor o cenário no qual a educação no Brasil foi sedimentada ao longo do século passado. Desse modo, buscamos compreender no que consistia esse Exame, sua proposta de operacionalização, e apresentamos alguns aspectos de sua implementação na região sul do estado de Mato Grosso Uno, referente à disciplina de Matemática, a partir de registros e documentos encontrados durante o desenvolvimento da uma pesquisa de cunho historiográfico acerca da formação de professores para lecionar Matemática no Ensino Secundário na referida região.

Referências

ABREU, J. A educação secundária no Brasil (Ensaio de identificação de suas características principais). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos - RBEP. Rio de Janeiro, v. XXIII, n. 58, Abr.-Jun., 1955. p. 26-105.

BARALDI, I. M.; GAERTNER, R. Textos e contextos: um esboço da CADES na história da educação (matemática). Blumenau: Edifurb, 2013. 183p.

BRASIL. Exames de Suficiência: programa de História. Rio de Janeiro: Irmãos Di Giorgi & Cia, s/d. 28p.

BRASIL. Atos do Govêrno. Decreto-lei nº 8.777, de 22 de janeiro de 1946. Dispõe sôbre o registro definitivo de professôres de ensino secundário no Ministério da Educação e Saúde. Rio de Janeiro: Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil. Ano LXXXV, nº 20, Seção 1, 1946h.

BRASIL. Atos do Poder Legislativo. Lei nº 2.430, de 19 de fevereiro de 1955. Dispõe sôbre a realização dos exames de suficiência ao exercício do magistério nos cursos secundários. Rio de Janeiro: Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil. Ano XCIV, nº 56, Seção 1, 1955a.

BRASIL. Atos do Poder Legislativo. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa as Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º graus e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Ano CIX, nº 253, Seção 1, 1971.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Portaria Ministerial nº 115, de 20 de abril de 1955. Rio de Janeiro: Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil. Ano XCIV, nº 96, Seção 1, 1955b.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Portaria Ministerial nº 478, de 24 de Junho de 1954. Dispõe sôbre o registro dos licenciados por Faculdades de Filosofia para exercício do magistério no curso secundário. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos - RBEP. Rio de Janeiro, v. XXII, n. 55, Jul.-Set., 1954. p. 192-194.

BRASIL. Ministério da Educação e Saúde. Portaria Ministerial nº 501, de 19 de maio de 1952. Expede instruções relativas ao Ensino Secundário. Rio de Janeiro: Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil. Ano XCI, nº 133, Seção 1, 1952.

BRASIL. Diretoria do Ensino Secundário. Portaria Ministerial nº 872, de 2 de agosto de 1955. Rio de Janeiro: Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil. Ano XCIV, nº 245, Seção 1, 1955c.

GARNICA, A. V. M. Presentificando ausências: a formação e a atuação dos professores de Matemática. In: CUNHA, Ana Maria de Oliveira (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 555-569.

LIMA, L. de O. Uma nova forma de atuação regional do Ministério da Educação. Revista Escola Secundária, Rio de Janeiro, n. 13, Jun. 1960, p. 5-11.

LOPES, M. H. S. “Como ensinar Matemática no Curso Ginasial”: um manual da CADES e suas propostas para a formação de formação de professores de Matemática. 2015. 262f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2015.

MELLO, P. R. de; CORRÊA, A. M. C. J. Salário Mínimo: evolução histórica, desigualdade e pobreza no Brasil. Revista Impulso, Piracicaba, v. 13, n.30, 2001. p. 101-110.

PESSANHA, E. C.; ASSIS, W. da S. Arquivos digitalizados da Escola Estadual Maria Constança Barros Machado (Campo Grande/MS). DVD. Campo Grande, 2011.

PINTO, D. C. CADES e sua presença em Minas Gerais. CONGRESSO DE PESQUISA E ENSINO EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS, II., 2003, Uberlândia, Anais..., 2003. p. 752-762.

REVISTA Atualidades Pedagógicas. São Paulo: Companhia Editora Nacional, n.32, Mar./Abr., 1955. p. 33.

Downloads

Publicado

20-12-2018

Como Citar

Lopes, M. H. S., & SOUZA, L. A. D. (2018). o Exame de Suficiência para “recrutamento” de professores para o ensino secundário. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 9(27), 104–131. https://doi.org/10.26514/inter.v9i27.2775