Proposições de uma investigação com jovens através das mídias digitais

Ana Carolina Sampaio Zdradek, Dinah Quesada Beck

Resumo


Este artigo apresenta considerações parciais levantadas a partir de uma pesquisa de mestrado, que tem como objetivo problematizar como as juventudes contemporâneas são educadas pelos artefatos culturais das mídias digitais. Para isso, apresentamos, num primeiro momento, a perspectiva teórica a qual se filia esta investigação, os Estudos Culturais em Educação sob o viés pós-estruturalista. Em um segundo momento, buscamos ressaltar as juventudes contemporâneas enquanto um tempo alargado e plurifacetado. Por fim, discorremos a respeito da netnografia na pesquisa pós-crítica e buscamos ressaltar sua potência para as pesquisas em educação. Finalizamos essa narrativa demonstrando que a partir do estudo dos artefatos culturais é possível compreender a força da cultura da mídia na composição das identidades juvenis. Marcadores geracionais parecem esmaecidos frente à vivência das juventudes enquanto imperativo construído pela liquidez do tempo contemporâneo. Nesse sentido, o estudo dialoga com a possibilidade de que as juventudes parecem construir suas identidades no trânsito de universos culturais efêmeros, os quais educam e produzem sentidos na interlocução com as mídias digitais.


Palavras-chave


Estudos Culturais, Juventudes, Netnografia

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, F. Q.; GOMES, I. M.; BRACHT, V. Bauman e a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

______. Vida para Consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

______. 44 cartas do Mundo Líquido Moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

______. Danos Colaterais: desigualdades sociais numa era global. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

______. Cegueira Moral: a perda da sensibilidade na modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte, MG: Ed. UFMG, 2013.

BECK, Dinah Quesada; GUIZZO, Bianca Salazar. Estudos Culturais e Estudos de Gênero: proposições e entrelaces às pesquisas educacionais. Holos. Natal, ano 29, vol. 4, p. 172-182, 2013.

ELLSWORTH, Elizabeth. Modos de endereçamento: uma coisa de cinema; uma coisa de educação também. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (org). Nunca fomos humanos: nos rastros do sujeito. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

ESPERANÇA, Joice Araújo. Ser criança na sociedade de consumidores: outros tempos, outras infâncias. 201f. Tese (Doutorado em Educação Ambiental). Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2013.

FELIPE, Jane; GUIZZO, Bianca Salazar. Entre batons, esmaltes e fantasias. In: MEYER, Dagmar; SOARES, Rosângela (orgs). Corpo, gênero e sexualidade. Porto Alegre: Mediação, 2004.

GARBIN, Elizabeth Maria. Cultur@s juvenis, identidades e internet. Rev. Bras. Educ. [online]. 2003, n. 23, pp. 119-134, 2003.

GANBINI, Roberto. Com a cabeça nas nuvens. Rev. Pro-Posições [online], Campinas, v. 21, n. 2, pp. 149-159, 2010.

KEHL, Maria Rita. A juventude como sintoma da cultura. In.: NOVAES, Regina; VANNUCHI, Paulo (Orgs). Juventude e Sociedade: Trabalho, Educação, Cultura e Participação. São Paulo, Perseu Abramo, 2004.

LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

______; SERROY, Jean. A cultura mundo: resposta a uma sociedade desorientada. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2013.

MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Orgs). Metodologias de Pesquisas Pós-Críticas em Educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2013.

NELSON, Cary; TRICHELER, Paula A; GROSSBERG, Laurence. Estudos culturais: uma introdução. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. Petrópolis: Vozes, 2003.

NOVAES, Regina; VANNUCHI, Paulo (Orgs). Juventude e Sociedade: trabalho, Educação, Cultura e Participação. São Paulo, Perseu Abramo, 2004.

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira e. A linguagem dos emojis. Trabalhos em Linguística Aplicada. vol.55 no.2 Campinas, mai/ago, 2016.

PARAÍSO, Marlucy. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos e estratégias analíticas. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Orgs). Metodologias de Pesquisas Pós-Críticas em Educação. Belo Horizonte, Mazza, 2014.

REGUILLO, Rossana. Las culturas juveniles: um campo de estúdio; breve agenda para la discusión. Rev. Bras. Educ. [online]. 2003, pp. 103-118, 2003.

SALES, Shirley Rezende. Etnografia+netnografia+análise do discurso: articulações metodológicas para pesquisar em Educação. In.: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Orgs). Metodologias de Pesquisas Pós-Críticas em Educação. Belo Horizonte: Mazza, 2014.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

______, Tomaz Tadeu da (Org). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. Petrópolis, Vozes, 2013.

VEIGA-NETO, Alfredo. A ordem das disciplinas. 344f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1996.

______. Michel Foucault e os Estudos Culturais. In.: COSTA, M. V. (Org.) Estudos Culturas em Educação: mídia, arquitetura brinquedo, biologia, literatura, cinema. Porto Alegre: Ed. Universidade, UFRGS, 2000. pp. 37-72.

______. Cultura, culturas e educação. Rev. Bras Educ. Rio de Janeiro, n. 23, p. 5-15, 2003.

WODWART, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In.: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

WORTMANN, Maria. Lúcia. C; VEIGA-NETO, Alfredo. Estudos culturais da Ciência & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

______; COSTA, Marisa Vorraber. HESSEL, Rosa Maria. Sobre a emergência e a expansão dos estudos culturais em educação no Brasil. Educação, v. 38, n. 1, p. 32-48, 2015.




DOI: https://doi.org/10.26514/inter.v10i30.2965

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT   REDIB   DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO  DOAJ  IRESIE   ELECTRONIC JOURNALS LIBRARY  LIVRE ACESSO ERIH PLUS 

Licença Creative Commons
Os trabalhos na Revista Interfaces da Educação está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.