O uso das transformações geométricas através da resolução de problemas na formação de futuros professores de matemática

Visualizações: 1073

Autores

  • Célia Barros Nunes Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus X
  • Lourdes de la Rosa Onuchic Professora aposentada pela USP e voluntária pela UNESP/Rio Claro.

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v10i30.3565

Palavras-chave:

Transformações geométricas. Formação de professores. Resolução de Problemas. Isometria

Resumo

Este artigo baseia-se numa pesquisa qualitativa, de abordagem descritiva e interpretativa, desenvolvida pela primeira autora que se inseriu no ambiente pesquisado, em uma turma de um curso de Licenciatura em Matemática de uma Universidade Pública, para observar e, ao mesmo tempo, atuar como professora-pesquisadora, a fim de compreender e buscar por mudanças na prática de ensino, bem como conscientizar os sujeitos da pesquisa de seu papel como futuro professor de Matemática. A pesquisa teve como objetivo investigar, compreender e evidenciar as potencialidades didático-matemáticas da Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas nos processos de ensinar e aprender Geometria no trato com as transformações geométricas. Pode-se observar pelos dados coletados, que trabalhar transformações geométricas, fazendo uso dessa metodologia  na formação de futuros professores, pode ser um potencializador metodológico eficaz para o ensino-aprendizagem da Geometria.

 

Palavras-chave: Transformações geométricas. Formação de professores. Resolução de Problemas. Isometria.

Biografia do Autor

Célia Barros Nunes, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus X

Professora Titular da Universidade do Estado da Bahia, Campus X.

Doutora em Educação Matemátic pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Rio Claro - S.P.), Instituto de Geociências e Ciências Exatas

Referências

ALLEVATO, N.S.G.; ONUCHIC, L.R. Teaching mathematics in the classroom through problem solving. In: Researh and Development in Problem Solving in Mathematics Education, ICME, México, 2008, p. 59-70.

ALMOULOUD, S. Ag. et al. A geometria no ensino fundamental: reflexões sobre uma experiência de formação envolvendo professores e alunos, 2004, p. 94-108. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n27/n27a06.pdf> Acesso em: 18/07/2009.

ANDRADE, J.A.A; NACARATO, A. Tendências didático-pedagógicas para o ensino de Geometria. GT. Educação Matemática, nº. 19. Disponível em < http://27reuniao.anped.org.br/gt19/t197.pdf > Acesso em 25/11/2018.

ANDRADE, S. Ensino-aprendizagem de matemática via resolução, exploração, codificação e decodificação de problemas. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 1998.

BARRANTES, M. e BLANCO, L.J. Caracterização das concepções dos professores em formação sobre ensino-aprendizagem da matemática. Zetetiké, n. 25, v. 14, 2006, p. 65-92.

BRASIL, Ministério da Educação e da Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais (Matemática). 3a ed. Brasília: A Secretaria, 2001.

BRASIL. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática 3o e 4o ciclos: Matemática. Brasília, 1998.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação. Porto: Porto Editora, 1991.

D’AMORE, B. Elementos de Didática da Matemática. Tradução de Maria Cristina Bonami. São Paulo, Editora e Livraria da Física, 2007.

DANTAS, M.M.S. et al. As Transformações Geométricas e o Ensino da Geometria, vol 1. Salvador: EDUFBA, 1996.

GUIMARAES, S.D., VASCONCELLOS, M. e TEIXEIRA, L.R.M. O ensino de geometria nas séries iniciais do Ensino Fundamental: concepções dos acadêmicos do Normal Superior. Zetetiké, v.14, no 25, 2006, p. 93-105.

MARINCEK, V.; CAVALCANTI, Z. Aprender Matemática resolvendo Problemas. Porto Alegre, Artmed Editora, 2001.

NACARATO, A.M.; PASSOS, C.L.B. A Geometria nas Séries Iniciais: Uma análise sob a perspectiva da prática pedagógica e da formação de professores. São Carlos: EDUFScar, 2003.

NASSER, L.; TINOCO, L. Curso Básico de Geometria – Enfoque Didático, Módulos 1,2 e 3, 3a edição, Rio de Janeiro: UFRJ/IM, Projeto Fundão, 2004.

NCTM Principles and Standards for School Mathematics. Reston, VA: National Council of Teachers of Mathematics, 2000

NUNES, C. B. O processo ensino-aprendizagem-avaliação de geometria através da resolução de problemas: perspectivas didático-matemáticas na formação inicial de professores de matemática. Tese de Doutorado – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2010.

ONUCHIC, L. R. A resolução de problemas na educação matemática: onde estamos? E para onde iremos? Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v.20, n. 1, p. 88-104, jan./jun. 2013.

ONUCHIC, L.R. Ensino-Aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, Maria Aparecida Viggiani (org). Pesquisa em Educação Matemática: Concepções & Perspectiva. São Paulo, SP: Editora UNESP, 1999, p. 199-220.

PAVAO, Z.M. Formação do professor-educador matemático em cursos de licenciatura. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, vol.6, nª 18, maio/ago. 2006, p.161-168.

PONTE, J.P. et.al, Investigações Matemáticas na Sala de Aula. Belo Horizonte, Autêntica, 1a edição, 2a reimpressão, coleção Tendências em Educação Matemática, 2006.

ROSA, T. O. M. da. A Geometria nos cursos de Licenciatura em Matemática no Rio Grande do Sul: algumas considerações. Trabalho de Sistematização do Curso em Matemática – Licenciatura da UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, 2016. Disponível em: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/3283/Artigo%20versao%20final%20-%20TATIANE%20oficial%2023-02.pdf?sequence=1. Acesso em 18/12/2018.

VAN DE WALLE, J. A.; LOVIN, L.A. Teaching Student-Centered Mathematics – Grades 5-8. New York: Pearson, 2006.

Downloads

Publicado

17-07-2020

Como Citar

Nunes, C. B., & de la Rosa Onuchic, L. (2020). O uso das transformações geométricas através da resolução de problemas na formação de futuros professores de matemática. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 10(30), 30–56. https://doi.org/10.26514/inter.v10i30.3565