A Seara da Ciência da Universidade Federal do Ceará: Um Cenário de Divulgação e Formação Cultural com Enfoque Científico e Tecnológico

Autores

  • Rannyelly Rodrigues de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Ana Paula Bispo da Silva Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v11i33.4068

Palavras-chave:

Seara da Ciência. Divulgação Científica. Formação Cultural.

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de descrever como a Seara da Ciência contribui como um cenário de divulgação e formação cultural com enfoque científico e tecnológico. Dessa forma, foi realizada uma pesquisa de campo com aporte no levantamento bibliográfico. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas, observações e visitas à Seara. Os dados foram analisados numa abordagem qualitativa, assim, foram descritos: a estrutura física da Seara, os cursos experimentais, as oficinas de expressão cultural e os eventos de exposição científica. Entende-se que o contato com a ciência permite conhecer sobre a história e seus aspectos científicos e tecnológicos que compõem uma cultura de uma determinada sociedade, direcionando o indivíduo a um reconhecimento de uma identidade cultural. Portanto, pode-se concluir a cultura como uma composição de teias de significados adquiridos pelo ser humano ao longo de suas vivências em sociedade e umas dessas vivências pode ser a visitação à Seara. Logo, compreende-se que o conhecimento científico compõe uma cultura e o teatro e a arte são expressões de uma cultura.

Biografia do Autor

Rannyelly Rodrigues de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Licenciada em Matemática - IFCE

Mestra em Ensino de Ciências e Matemática - PGECM/IFCE

Doutoranda em Ensino de Ciências e Matemática – UFRN

Ana Paula Bispo da Silva, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Doutora em Física - UNICAMP.

Professora da UEPB e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da UFRN.

Referências

BULEGON, A. M.; MUSSOI, E. M. Pressupostos Pedagógicos de Objeto de Aprendizagem. 2014, p. 54-75. TAROUCO, L. M. R. Objetos de Aprendizagem: Teoria e Prática. Org.: TAROUCO, L. M. R.; ÁVILA, B. G.; SANTOS, E. F.; BEZ, M. R.; COSTA, V. Porto Alegre: Evangraf, 2014, 504p.

CCSMI/UFC. Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da Universidade Federal do Ceará – CCSMI/UFC. Fortaleza: 2019. Disponível em: <http://www.ufc.br/noticias> Acesso em: 02 nov. 2019.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008, 323p.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA D. T. Métodos de pesquisa. Livro coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

HSC. Homepage da Seara da Ciência – HSC. Fortaleza: 2019. Disponível em: <https://seara.ufc.br/> Acesso em: 08 nov. 2019.

LEFRANÇOIS, G. R. Teorias da Aprendizagem. O que a velha senhora disse. Tradução: Vera Magyar. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis:

Vozes, 2001.

ONO, M. M. Design, Cultura e Identidade, no contexto da globalização. Revista Design em Foco, v. I, n. 1, p. 53-66, 2004.

SOÁREZ, E. G. Rodolpho Theóphilo – o polivalente polêmico. Revista do Instituto do Ceará, p. 197-237, 2009.

Downloads

Publicado

24/12/2020

Como Citar

Oliveira, R. R. de, & Silva, A. P. B. da. (2020). A Seara da Ciência da Universidade Federal do Ceará: Um Cenário de Divulgação e Formação Cultural com Enfoque Científico e Tecnológico. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 11(33), 365–385. https://doi.org/10.26514/inter.v11i33.4068