Contribuições da disciplina de empreendedorismo e organização de empresas de eventos para a educação empreendedora

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4360

Palavras-chave:

Empreendedorismo. Educação empreendedora. Eventos

Resumo

Este artigo se dedica a relatar as experiências vividas pelos discentes de um curso técnico em Eventos de uma instituição de ensino da rede pública federal ao compreender suas percepções sobre o ensino do Empreendedorismo como importante área que possibilita a criação de novos negócios e verificar a propensão desses estudantes a empreender. As instituições de ensino têm se dedicado a disseminar a educação empreendedora e revelam significativas contribuições para o ensino do Empreendedorismo, para a busca de novas oportunidades e criação de novos empreendimentos. Em um primeiro momento, foi realizado uma ampla revisão da literatura em diferentes bases teóricas sobre os conceitos de Empreendedorismo e educação empreendedora. Posteriormente, foi realizada uma pesquisa de enfoque quantitativo, exploratório e descritivo. O universo da pesquisa contemplou um grupo de 55 estudantes dos quais 36 compuseram a amostra de respondentes. A coleta de dados, um questionário estruturado, possibilitou a análise estatística e levantamento de informações numéricas com o auxílio do software estatístico SPSS.  No geral, os resultados revelam que parte expressiva dos estudantes tem o sonho de empreender, acreditam que a educação empreendedora é fundamental em sua formação acadêmica e profissional, possuem características empreendedoras e se interessam pelo Empreendedorismo.    A conclusão apoia-se em um achado importante que indica que o ensino do empreendedorismo pode melhorar o sucesso profissional dos discentes tendo em vista serem abordados conteúdos que envolvem competências técnicas como proatividade, assumir riscos calculados, autoconfiança, planejamento e controle, criatividade e inovação. Espera-se com esta pesquisa suprir lacunas de conhecimento na literatura e contribuir para abertura de valiosos caminhos que investiguem a educação empreendedora.

Biografia do Autor

Ana Cláudia Bernardes Vilarinho de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília

Professor EBTT, mestre em Ciências da Educação (Administração Educacional. Coordenadora de Relações Institucionais do Campus Brasília do Instituto Federal de Brasília.

Referências

ABEOC. Dimensionamento Econômico de Eventos 2013. Disponível em:< https://www.abeoc.org.br/wpcontent/uploads/2014/10/II-dimensionamento-setor-eventos-abeoc-sebrae-171014.pdf> Acesso em: 23 de jan. de 2020.

ALIAGA, M.; GUNDERSON, B. Interactive Statistics. Thousand Oaks: Sage, 2002.

ANDRADE, R. F.; TORKOMIAN, A. L. V. Fatores de influência na estruturação de programas de educação empreendedora em instituições de ensino superior. In: Encontro de estudos sobre empreendedorismo e gestão de pequenas empresas, 2., 2001, Londrina. Anais... Londrina: Universidade Estadual de Londrina; Universidade Estadual de Maringá, 2001. p. 299-311.

BAGGIO, A. F.; BAGGIO, D. K. Empreendedorismo: Conceitos e definições. Revista de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia, Passo Fundo, v. 1, n. 1, p. 25-38, jan. 2015. ISSN 2359-3539. Disponível em: <https://seer.imed.edu.br/index.php/revistasi/article/view/612/522>. Acesso em: 29 jan. 2020.

BARON, R. A.; SHANE, S. A. Empreendedorismo: uma visão do processo. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

BECKER, A. R. Educação Empreendedora: a formação de futuros líderes. In: GIMENEZ, F. A. P. et. al. (org.) Educação para o empreendedorismo. Curitiba: Agência de Inovação da UFPR, 2014.

CAMPOS, N. A.; DUARTE, F. J. DA C. M. A dimensão social da atividade empreendedora. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 16, n. SPE, p. 13- 23, 2013.

CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M. Sistemas de inovação: políticas e perspectivas. Revista Parcerias Estratégicas, n. 8, p. 237-255, mai. 2000.

CASSON, M.; YEUNG, B.; BASU, A.; WADESON, N. The oxford handbook of entrepreneurship. Oxford University Press, 2006.

COOLEY, L. Entrepreneurship training and the strengthening of entrepreneurial performance. Final Report. Contract N. DAN-5314-C-00-3074-00. Washington: USAID, 1990.

DOLABELA, F. Oficina do empreendedor. 1. ed. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999.

______. F. Oficina do empreendedor. Rio de Janeiro: Sextante, 2008.

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando idéias em negócios. 2 Ed. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2005.

GARTNER, W. B. “Who is an entrepreneur?” Is the wrong question. Entrepreneurship Theory and Practice, v. 13, n. 4, p. 47-68, 1989.

GEM (Global Entrepreneurship Monitor); IBPQ (Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade); Sebrae (Serviço Brasileiro de apoio às micro e pequenas empresas); FGV-EASP (Fundação Getúlio Vargas). Empreendedorismo no Brasil: Relatório Executivo 2012. Site do SEBRAE, 2012. Disponível em:<https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/gem%20relat%C3%B3rio%20executivo%202012.pdf>. Acesso em 23 jan. 2020.

GEM (Global Entrepreneurship Monitor); IBPQ (Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade); Sebrae (Serviço Brasileiro de apoio às micro e pequenas empresas); FGV-EASP (Fundação Getúlio Vargas). Empreendedorismo no Brasil: Relatório Executivo 2017. Site do SEBRAE, 2018. Disponível em:<https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Relat%C3%B3rio%20Executivo%20BRASIL_web.pdf>. Acesso em 23 jan. 2020.

GUERRA, M. J.; GRAZZIOTIN, Z. J. Educação empreendedora nas universidades brasileiras. In: LOPES, R. M. A. (Org.). Educação empreendedora: conceitos, modelos e práticas. Rio de Janeiro: Elsevier: São Paulo: SEBRAE, 2010.

HASHIMOTO, M.; FONSECA JR, R. S. da. A Importância do Ensino Empreendedor na Formação de Nível Técnico. Revista de Negócios, v. 23, n. 3, p. 7-18, July, 2018.

HONMA, E. T. Competências empreendedoras: Estudo de casos múltiplos no setor hoteleiro em Curitiba. 2007. Dissertação de Mestrado) -UFPR - Universidade Federal do Paraná, 2007.

KETS DE VRIES, M. F. R. Liderança na empresa: Como o comportamento dos líderes afeta a cultura interna. São Paulo: Atlas, 1997.

KRISTIANSEN, S.; INDARTI, N. Entrepreneurial Intention among Indonesian and Norwegian Students. Journal of Enterprising Culture, [S.l.], v. 12, p. 55-78, 2004.

LANDSTRÖN, H. Pioneers in entrepreneurship and small business research. New York: Springer Science, 2005.

LOPES, R. M. A. Referenciais para a educação empreendedora. In: LOPES, R. M. A. (Org.). Educação empreendedora: conceitos, modelos e práticas. Rio de Janeiro: Elsevier: São Paulo: SEBRAE, 2010.

FILION, L.J. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários gerentes de pequenos negócios. Revista de Administração, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 5-28, abr./jun. 1999.

HISRICH, R. D.; PETERS, M. Empreendedorismo. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

LACERDA, C. de S.; FERNANDES, S. B.; OLIVEIRA, F. A. R. de P. Os gestores de buffet no ramo de eventos sociais: uma revisão literária. Revista Campo do Saber. V. 1, n. 1, p. 32-40, jan/jun. 2015.

MAN, T. W. Y.; LAU, T. Entrepreneurial competencies of SME owner/managers in the Hong Kong services sector: A qualitative analysis. Journal of Enterprising Culture, v. 8, n. 3, p. 235-254, Set. 2000.

McCLELLAND, D. C. A sociedade competitiva: Realização e progresso social. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1972.

MORALES, S. A. Relação entre competências e tipos psicológicos junguianos. 2004. 199 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis. 2004.

OLIVEIRA, J. R. C. de; SILVA, W. A. C. Características comportamentais empreendedoras em proprietários de MPES Longevas do Vale do Mucuri e Jequitinhonha/MG. RAM Rev. Adm. Mackenzie, 15(5). São Paulo, set./out. 2014.

OKHOMINA, D. A. Entrepreneurial postures and psychological traits: The sociological influences of education and environment. Research in Higher Education Journal. 8: 1–20. 2010.

PORTER, L.; MCKIBBIN, L. Management education and development: Drift or thrust into the 21st century? New York: McGraw-Hill. 1988.

ROMA, Andréia; ARRUDA, Marli. Networking e Empreendedorismo. São Paulo: Editora Leader, 2017.

SANTIAGO, E. G. Vertentes teóricas sobre empreendedorismo em Shumpeter, Weber e Mcclelland: novas referências para a sociologia do trabalho. Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 87-103. 2009.

SARASVATHY, S. Causation and effectuation: Toward a theoretical shift from economic inevitability to entrepreneurial contingency. Academy of Management Review, v. 26, n. 2, p. 243-263, 2001.

______. Effectuation: elements of entrepreneurial expertise. Cheltenham: Edward Elgar Publishing Limited, 2008.

SCHAEFER, R.; MINELLO, I. F. Educação Empreendedora: Premissas, Objetivos e Metodologias. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 10, n. 3, p. 60-81, 2016.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SELTISIKAS, P.; LYBEREAS, T. The culture of entrepreneurship: towards a relational perspective. Journal of Small Business and Entrepreneurship, v. 13, n 2, p. 25-36, 1996.

STEVENSON, H. H.; JARILLO, J. C. A paradigm of entrepreneurship: entrepreneurial management. Strategic Management Journal, v. 11, n. 5, p. 17-27, 1990.

TSCHÁ, E. R.; CRUZ NETO, G. G. Empreendendo colaborativamente ideias, sonhos, vidas e carreiras: o caso das células empreendedoras. In: BECKER, A. R. Educação Empreendedora: a formação de futuros líderes. In: GIMENEZ, F. A. P. et. al. (org.) Educação para o empreendedorismo. Curitiba: Agência de Inovação da UFPR, 2014.

UNCTAD. Entrepreneurship Education, Innovation and Capacity-Building in Developing Countries, United Nations Conference on Trade and Development (UNCTAD), Geneva. 2011. Disponível em:< <https://unctad.org/en/docs/ciimem1d9_en.pdf.> Acesso em: 23 de jan. de 2020.

VENKATARAMAN, S. The distinctive domain of entrepreneurship research. In: KATZ, J.; BROCKHAUS. R. Advances in Entrepreneurship, Firm Emergence and Growth, v. 3, p. 119-138. Greenwich, CT: JAI Press, 1997.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

VESPER, K. H. New venture strategies. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall. 1980.

Downloads

Publicado

21/05/2022

Como Citar

Oliveira, A. C. B. V. de. (2022). Contribuições da disciplina de empreendedorismo e organização de empresas de eventos para a educação empreendedora. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 13(37). https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4360

Edição

Seção

Artigos