Pedagogia Waldorf: educar para liberdade é desenvolver o pensar, o sentir e o querer

Jonas Bach Junior, Tania Stoltz, Marcelo da Veiga

Resumo


Este artigo apresenta o resultado da pesquisa empírica da tese de doutorado sobre a Pedagogia Waldorf, onde professores revelam o que significa para eles educar para a liberdade. Este estudo empregou as técnicas da entrevista semiestruturada com professores Waldorf brasileiros. Os dados obtidos dos participantes foram gravados, transcritos e interpretados pelo pesquisador utilizando categorias de análise. Os resultados mostraram uma discussão da educação para liberdade como desenvolvimento integral do pensar, do sentir e do querer. O dogmatismo foi apontado como o principal desafio a ser superado para uma verdadeira compreensão da Pedagogia Waldorf. Os participantes discutiram a questão da importação de elementos culturais inadequados ao contexto brasileiro. O desafio da Pedagogia Waldorf é aliar suas metas teóricas ao contexto onde professores e escolas estão inseridos. Para isto, a questão curricular deve ser abordada de modo flexível e vinculado aos ideais desta filosofia de educação.

 

 


Palavras-chave


Pedagogia Waldorf. Rudolf Steiner. educação. liberdade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT   REDIB   DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO  DOAJ  IRESIE   ELECTRONIC JOURNALS LIBRARY  LIVRE ACESSO ERIH PLUS 

Licença Creative Commons
Os trabalhos na Revista Interfaces da Educação está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.