Narrativas de professoras da educação básica: contribuições da formação para o exercício da docência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.5420

Palavras-chave:

Narrativas de professoras. Formação inicial. Exercício da docência.

Resumo

Este artigo é resultado de uma pesquisa de mestrado que buscou responder a seguinte indagação: que significados e contribuições as egressas do curso de Pedagogia dão à formação inicial para a docência que exercem na educação básica? O aporte teórico-metodológico buscou fundamento em estudos que deram respaldo para uma pesquisa de abordagem qualitativa com a utilização da técnica da entrevista narrativa, realizada com cinco professoras que trabalham em escolas públicas em um município do sul do Amazonas. A interpretação adotou os procedimentos da Análise de Conteúdo. Os resultados evidenciaram que a formação inicial foi um importante contributo para o enfrentamento dos desafios frente ao inesperado no “chão” da escola. Contudo, os conhecimentos adquiridos no processo da qualificação profissional não garantem a isenção de situações adversas que emergem na complexidade da docência, ocasionada pela falta de apoio profissional, condições a que são submetidos os docentes e pelo contexto social dos alunos. Diante do vivido e do experienciado como professoras da educação básica, foi possível se refazerem, darem novo significado à profissão para fazer sentido a permanência na docência.

Biografia do Autor

Elízia Peres Celestino, Secretaria de Estado de Educação e Desporto (SEDUC)

Mestre em Ensino de Ciências e Humanidades pela Universidade Federal do Amazonas, Brasil (2020). Pedagoga do Quadro Efetivo da Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas(SEDUC).

Vera Lúcia Reis da Silva, Universidade Federal do Amazonas(UFAM)

Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo/RS, (2015), na Linha de Pesquisa: Formação de professores, Currículo e Práticas pedagógicas. Realizou Estágio Doutorado Sanduíche na Universidade de Sevilla, Espanha, com Bolsa CAPES. É professora da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) no campus do Vale do Rio Madeira, em Humaitá/AM. Atua nos cursos de Graduação e no Programa de Pós-graduação de Mestrado em Ensino de Ciências e Humanidades (PPGECH). Tem experiência na área da Educação, atuando nos seguintes temas de estudo: Formação de professores; Metodologias; Docência universitária; Ensino superior; Professores iniciantes; Práticas pedagógicas; Desenvolvimento profissional docente.

Referências

ALMEIDA, Verônica Domingues. A experiência em experiência: saberes docentes e a formação de professores em exercício. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2014.

CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

FRANCO, Maria Laura Publisi Barbosa. Análise de conteúdo. 3. ed. Brasília, Liber Livro Editora, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 36. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HUBERMAN, Michaël. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto, Portugal. Editora Porto. 2013.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LIMA, Emília Freitas de. Sobrevivências no início da docência. Brasília: Líber Livro Editora, 2006.

MARCELO GARCÍA, Carlos. Formação de professores. Para uma mudança educativa. Porto: Porto, 1999.

NÓVOA, António. (Org.). Profissão professor. 2. ed. Porto, Portugal. Editora Porto,1999.

NÓVOA, António. (Org.). Vida de professores. Porto, Portugal. Editora Porto, 2. ed. 2013.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. Profissão docente e gestão democrática da educação. Extraclasse Revista de Trabalho e Educação. Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais. n. 2, vol. 1. jan. p. 210-217, Belo Horizonte, 2009.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Sequência didática interativa no processo de Formação de Professores. Petrópolis: Vozes, 2013.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PIMENTA, Selma Garrido. Pedagogia, ciência da educação? 3. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

SILVA, Vera Lúcia Reis da. Docentes universitários início da profissão: movimentos e experiências no cotidiano da docência universitária. Curitiba: CRV, 2019.

SOUZA, Elizeu Clementino de. (Auto) biografia, histórias de vida e práticas de formação. In: NASCIMENTO, Antônio Dias; HETKOWSKI, Tânia Maria. Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 59-74.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

WELLER, Wivian; PLAFF, Nicolle (org.). Metodologias da pesquisa qualitativa em Educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

Downloads

Publicado

21/05/2022

Como Citar

Celestino, E. P., & Reis da Silva, V. L. (2022). Narrativas de professoras da educação básica: contribuições da formação para o exercício da docência. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 13(37). https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.5420

Edição

Seção

Artigos