Uso do aplicativo FISAPP no ciclo de Kelly para complementação de estudos sobre corrente elétrica

Visualizações: 105

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v14i40.5804

Palavras-chave:

Ensino de Física. Ciclo de Kelly. Aplicativo FISAPP.

Resumo

A influência do celular sob a vida do homem moderno cresce diariamente, tornando-o mais dependente dos recursos oferecidos por ele. Em contrapartida, o uso dessa ferramenta em sala de aula ainda é um tabu. Este trabalho propõe o uso do aplicativo FISAPP em uma sequência pedagógica com base no ciclo de Kelly, como uma ferramenta adicional no ensino de Eletricidade e Magnetismo, do 3º ano do Ensino Médio, em tópicos sobre corrente elétrica. A sequência didática é dividida em cinco momentos. A construção do FISAPP foi feita via plataforma livre e gratuita, planejado para trazer conteúdos, curiosidades e questionamentos através de uma linguagem simples, dinâmica e lúdica. Os resultados qualitativos indicam que houve maior interesse e motivação no processo de ensino-aprendizagem do conteúdo estudado com o uso do aplicativo, relacionados diretamente com as vivências experienciadas pelos discentes, o que trouxe maior significado e importância ao ensino. O ciclo de Kelly favorece uma estrutura mais sólida de ensino e aprendizado. Na perspectiva discente, o FISAPP contribui de forma mais direta na etapa de confirmação do ciclo de Kelly.

Biografia do Autor

Lázaro Luis de Lima Sousa, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

Possui graduação em Bacharelado em Física pela Universidade Federal do Piauí(2007), mestrado em Física pela Universidade Federal de Pernambuco(2009) e doutorado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte(2018). Atualmente é Professor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), lotado no Departamento de Ciências Naturais, Matemática e Estatítica. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada. Membro do corpo docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física, do polo 9, na UFERSA.

Jusciane da Costa e Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

Atualmente é Professora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), lotada no Departamento de Ciências Naturais, Matemática e Estatítica. Membro do corpo docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física, do polo 9, na UFERSA.

Francisco Bismak Freire Batista, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO e Governo do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Física pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte(2015), atualmente é professor - Secretaria da Educação e da Cultura do Rio Grande Do Norte. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Áreas Clássicas de Fenomenologia e suas Aplicações. É mestre em Ensino de Física pela UFERSA.

Referências

ABELLÓN, M. As dificuldades para utilizar a tecnologia dentro da sala de aula das escolas públicas brasileiras, 2015, no site https://www.mobiletime.com.br/noticias/04/08/2015/as-dificuldades-para-utilizar-a-tecnologia-dentro-da-sala-de-aula-das-escolas-publicas-brasileiras/, acesso em setembro de 2020.

ANDRADE, M. J. P. O. Ciclo de Experiência de Kelly e a teoria da aprendizagem significativa: uma reconciliação integradora para o ensino de astronomia com o uso de ferramentas computacionais. 2010, 152 f. Dissertação. (Mestrado em Ensino de Ciências) – Curso de Pós-Graduação em Ensino de Ciências. Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2010.

BARROS, M. A.; BASTOS, H. F. B. N. Investigando o uso do ciclo da experiência Kellyana na compreensão do conceito de difração de elétrons. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p. 26-49, 2007.

FONSECA, A. G. M. F. da. Aprendizagem, mobilidade e convergência: mobile learning com celulares e smartphones. Revista Mídia e Cotidiano, v. 2, n. 2, p. 265-283, 2013.

MELO, M. G. de A.; CAMPOS, J. S.; DOS SANTOS ALMEIDA, W. Dificuldades enfrentadas por professores de Ciências para Ensinar Física no Ensino Fundamental. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 8, n. 4, 2015.

FERREIRA, N. O. Utilizando o ciclo da experiência de Kelly para investigar a compreensão do comportamento dual da luz. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal Rural de Pernambuco - Ensino Das Ciências – 2005.

KELLY, G. A. A theory of personality: the psychology of personal constructs. W. W. Norton, 1963.

KELLY, G. Personal construct psychology. Nueva York: Norton, 1955.

LEITE, I. S.; LOURENÇO, A. B.; HERNANDES, A. C. O uso de mapas conceituais para avaliar a mudança conceitual de alunos do Ensino Médio sobre o tema corrente elétrica: um estudo de caso. Lat. Am. J. Phys. Educ, v. 5, n. 3, p. 570-786, 2011.

RIBAS, A. S.; SILVA, S. C. R.; GALVÃO, J. R. Possibilidades de usar o telefone celular como ferramenta educacional para mediar práticas do ensino de Física: uma revisão de literatura. Simpósio Nacional de Ensino de Ciências e Tecnologia, p. 1-12, 2012.

RICARDO, E. C.; FREIRE, J. C. A. A concepção dos alunos sobre a física do ensino médio: um estudo exploratório. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 29, n. 2, p. 251-266, 2007.

ROCHA, L. G.; FERREIRA, H. S.; TENORIO, A. C.; BASTOS, H. F. B. N. O ciclo da experiência kellyana como novo processo metodológico para o ensino das relações entre força e movimento retilíneo uniforme. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 2005.

SILVA, L. R. C. da. O uso de aplicativos para smartphones e tablets no ensino de física: análise da aplicabilidade em uma universidade pública no estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: PUC/RS, 2017.

Downloads

Publicado

06-11-2023

Como Citar

de Lima Sousa, L. L., e Silva, J. da C., & Batista, F. B. F. (2023). Uso do aplicativo FISAPP no ciclo de Kelly para complementação de estudos sobre corrente elétrica. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 14(40). https://doi.org/10.26514/inter.v14i40.5804