Um estudo crítico do livro chapeuzinho amarelo de Chico Buarque

Moysa Yoshimura da Cruz, Washington Cesar Shoiti Nozu, Estela Natalina Mantovani Bertoletti

Resumo


Acompanhando o processo de delineamento do conceito de infância (século XVIII), surge um gênero literário voltado à especificidade das crianças: a literatura infantil. No Brasil, tornou-se consensual afirmar  que  a  produção  de  uma  literatura  adequada  aos  pequenos  inicia-se em 1921, com a publicação de A menina do narizinho arrebitado, de Monteiro Lobato. É comum afirmar,  também,  que  a  diversificação  da  produção  literária  voltada  para  as  crianças  e  o aparecimento de novos autores tomou grandes proporções a partir de 1970 – contexto em que surge,  em  1979,  o  livro  Chapeuzinho  Amarelo,  de  Chico  Buarque,  mote  do  estudo  em questão. Contudo, apesar de sua relevância para a formação humana, a literatura infantil ainda é, equivocadamente,  tida  por muitos  como  um  gênero menor,  quer  pelo  público  a  que  se destina quer pela insistência de uma pedagogia utilitarista. Nesse sentido, sem a pretensão de esgotar o  tema, o presente  trabalho  tem o  intuito de analisar o  livro Chapeuzinho amarelo, a partir do exame de seus aspectos textuais, gráficos e intertextuais, com o fito de superar ideias que, por vezes, inferiorizam o gênero ao qual o livro está inserido. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que seguiu, preponderantemente,  a  dedução  como método  de  raciocínio  para obter  os  resultados  objetivados.  Em  suma,  por meio  de  um  olhar mais  reflexivo,  pode-se afirmar  que  o  livro  sob  análise  –  publicado  pela  Berlendis  e  Vertecchia  Editores  Ltda  – constitui-se,  muito  mais  que  uma  paráfrase  do  livro  Chapeuzinho  vermelho,  de  Charles Perrault, em excelente instrumento para a compreensão da leitura enquanto prática social. 

 

Palavras-chave: Literatura infantil. Gênero literário. Chapeuzinho Amarelo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26514/inter.v1i1.651

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT   REDIB   DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO  DOAJ  IRESIE   ELECTRONIC JOURNALS LIBRARY  LIVRE ACESSO ERIH PLUS 

Licença Creative Commons
Os trabalhos na Revista Interfaces da Educação está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.