A vez das periferias nas periferias do Ocidente: a formação da modernidade do samba e do tango

Carlos Augusto Bonifácio Leite, Jackson Raymundo

Resumo


A formação de dois gêneros cancionais que se tornaram símbolos nacionais, o samba carioca e o tango portenho, ambos fundados por vozes periféricas das respectivas capitais, tendo como corpus três canções pioneiras de cada e dando vez àquelas vozes periféricas que falam sobre a vida “marginal”, desigualdade social, relações de raça e gênero etc. é o mote deste trabalho. O trabalho também versará sobre a consolidação da modernidade literária e da noção de “vanguarda” de Brasil e Argentina, que guardam notáveis diferenças em relação às nações europeias.


Texto completo:

PDF